Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

Cosméticos: Cuidados com beleza masculina avançam na América Latina e engordam as vendas setoriais – Perspectivas 2018

Hamilton Almeida
23 de fevereiro de 2018
    -(reset)+

    Ingredientes – Duas novas matérias-primas da flora brasileira poderão ser incorporadas, em breve, pela indústria. Pesquisas do Departamento de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) descobriram que a fibra do sisal e o fruto da algaroba podem ser utilizados em produtos hidratantes para a pele e na prevenção de rugas.

    A fibra do sisal tem sido utilizada na produção de cordas, tapetes e outros produtos artesanais. Apenas 4% da planta são usados nesses processos produtivos. O restante é rejeitado. Desenvolveu-se com o rejeito um hidratante por meio de um procedimento chamado de nanoemulsão, no qual se diminui o tamanho das gotículas, ou do ativo da partícula, com o objetivo de que ele penetre mais na pele e resulte, também, numa melhor experiência sensorial. Na algaroba, constatou-se a presença de alguns tipos de polissacarídeos. Essas moléculas têm grande capacidade de retenção de água.

    Os dois estudos foram premiados. O do sisal foi considerado o melhor trabalho do XXIII Congresso Latino-americano e Ibérico de Químicos Cosméticos. Já o da algaroba, recebeu o troféu de melhor pesquisa no Congresso Brasileiro de Cosmetologia. O professor do Departamento de Farmácia da UFRN, Márcio Ferrari, ressalta que as duas pesquisas foram patenteadas e possuem eficácia e segurança comprovadas. “Agora precisamos de mais parcerias das empresas, tanto para investimento na pesquisa, quanto para colocar os produtos no comércio”, disse.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *