Cosméticos – Associação completa 40 anos de apoio à evolução do setor

Química e Derivados, ABC Cosmetologia: Associação completa 40 anos de apoio à evolução do setor

O mercado brasileiro de cosméticos movimenta cerca de R$ 30 bilhões/ano e vem registrando um crescimento médio anual de 10%, nos últimos anos.

Nesse ritmo, o país está próximo de ultrapassar o Japão e assumir a 2ª colocação no ranking mundial, que é liderado pelos Estados Unidos.

Além de ostentar um mercado com essa envergadura invejável, o Brasil vem conquistando também outra proeza.

Esse dinâmico segmento de mercado já foi totalmente dominado por empresas estrangeiras. Hoje, Natura e O Boticário são multinacionais brasileiras de respeito.

E há outros bons exemplos de empresas nacionais como Payot, Jequiti, Valmari e VitaDerm. E, na área capilar, Embelleze, Niely e Aroma do Campo.

Química e Derivados, Jadir Nunes, ABC Cosmetologia, desafio atual é aproximar universidades e empresas no país
Nunes: desafio atual é aproximar universidades e empresas no país

Coordenador do conselho consultivo da Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC) – futuro vice-presidente administrativo – e diretor de pesquisa e desenvolvimento da Stiefel, Jadir Nunes lembra que indústrias de ponta como O Boticário e Natura “têm praticamente a mesma idade da ABC”, o que reflete o desenvolvimento científico conquistado pelo setor nacional.

“Após o surgimento da ABC, o país desenvolveu centros de pesquisa (o primeiro foi o da Johnson&Johnson, em São José dos Campos, nos anos 70) e se trabalhou forte no desenvolvimento técnico-científico dos profissionais. Além disso, a associação buscou maior interação com as entidades internacionais do gênero, como a Federación Latinoamericana de Sociedades de Ciencias Cosméticas (Felascc) e o International Federation of Societies of Cosmetic Chemists (IFSCC).

Com tecnologia própria, o Brasil é considerado um país inovador. “O desafio, agora, é criar uma dinâmica de relacionamento entre as universidades e as empresas para lançamento de projetos inovadores”, aponta Nunes. A ABC formou o primeiro grupo de professores de cosmetologia recentemente. “Queremos facilitar o intercâmbio entre as duas partes e criar novos centros de pesquisa”, adiciona.

Com 40 anos de experiência, a ABC, fundada em abril de 1973, é uma entidade que tem por objetivo promover o desenvolvimento da cosmetologia. Formada por um grupo de profissionais das áreas de farmácia e química, ligados a universidades e empresas de produtos finais e matérias-primas para a indústria de higiene pessoal, cosméticos e perfumes, a ABC promove atividades tecnológicas, científicas e de regulamentação em prol do setor.

“A ABC sempre desenvolveu um papel muito importante com os profissionais do setor. É um trabalho de dedicação, realizado por pessoas abnegadas”, destaca Maria Rita Resende, diretora técnica da Valmari Dermocosméticos e futura diretora financeira da ABC.

Química e Derivados, Maria Rita, ABC Cosmetologia, entidade valoriza os profissionais e apoia qualificação
Maria Rita: entidade valoriza os profissionais e apoia qualificação

A atuação da associação ao longo deste período é considerada de suma importância para o desenvolvimento dos setores tecnológico, científico e regulamentar do âmbito cosmético e de seus profissionais, participando de comitês, grupos técnicos, grupos de trabalhos e aconselhamento para as áreas de Vigilância Sanitária, Metrologia e Meio Ambiente e no processo de integração do Mercado Comum do Sul (Mercosul).

A ABC é representante oficial do Brasil na IFSCC, sociedade que congrega cerca de 35 entidades internacionais. Também representa o Brasil na comunidade internacional científica da cosmetologia, participando e promovendo atividades para o aperfeiçoamento da integração mundial e troca de informações.

“A ABC sempre representou bem os profissionais, seja promovendo congressos internacionais, difundindo as inovações, incentivando a pesquisa (costuma premiar os melhores trabalhos) e organizando encontros de reciclagem entre profissionais e fornecedores para se alinhar ao que está acontecendo de mais importante ao redor do mundo”, afirma Maria Rita. Ela classifica esse modo de operação como “enriquecedor e muito democrático”.

Os associados da ABC têm outras regalias adicionais. A entidade disponibiliza o seu laboratório para ensaios e aperfeiçoamentos técnicos e ainda oferece uma biblioteca atualizada. “A ABC continuará cultivando a valorização dos profissionais, a busca e a disseminação do conhecimento”, observa Maria Rita. “Assim, estaremos consolidando o trabalho realizado ao longo das últimas décadas e fortalecendo o mercado de trabalho”, acrescenta.

Presidente da ABC nos últimos quatro anos, Alberto Keidi Kurebayashi, que é consultor nas áreas cosmética e farmacêutica e diretor da Protocolo Consultoria em Personal e Health Care, destaca que a missão da associação é promover a cosmetologia por meio da difusão do conhecimento técnico-científico e da capacitação profissional, antecipando-se às necessidades e expectativas do setor.

Química e Derivados, Alberto Keidi Kurebayashi, ABC Cosmetologia, IFSCC 2013 será no Rio e incentivará esforços de inovação
Kurebayashi: IFSCC 2013 será no Rio e incentivará esforços de inovação

“Durante nossa gestão, continuamos os trabalhos para o desenvolvimento científico e o crescimento dos cosméticos no país. Dentre as ações, representamos o Brasil no IFSCC Congress em 2010 e conseguimos trazer o evento ao país agora, em 2013, de 30 de outubro a 1º de novembro, no Rio de Janeiro. Trata-se de um grande passo para o setor, pois será uma excelente oportunidade para o Brasil mostrar seu potencial científico ao mundo, reforçando a posição de destaque dos pesquisadores, universidades e indústrias do país no cenário global”, relata.

Além disso, “seguimos com a realização das edições anuais do Congresso Brasileiro de Cosmetologia, evento que já se tornou referência para o desenvolvimento do mercado cosmético brasileiro e se consolidou como palco de discussões das tendências mundiais em desenvolvimento de produtos para o mercado cosmético e cuidados pessoais, atestando a contribuição do Brasil para o mercado mundial com suas novas matérias-primas, biotecnologia, além da criação de produtos com diferencial e funcionalidade visíveis”, comentou.

Eventos – No ano do 40º aniversário, a ABC está envolvida em dois importantes eventos: o XXI Colamiqc – Congresso Latino-Americano e Ibérico de Químicos Cosméticos, considerado o maior congresso científico de cosméticos da América Latina, e a Conferência Internacional da IFSCC, um dos mais importantes eventos científicos do mundo.

O XXI Colamiqc será realizado em maio, em São Paulo. Esta será a quarta vez que o país sediará o congresso. Com apoio oficial da FELASCC, a ABC será a responsável pela realização do evento em parceria com a NürnbergMesse Brasil, organizadora da FCE Cosmetique – Exposição Internacional de Tecnologia para a Indústria Cosmética. Novas técnicas de ciência cosmética, tecnologias sustentáveis, inovações e o cenário da química de produtos de cuidados pessoais e beleza estão na pauta do congresso que acontecerá paralelamente à principal vitrine da indústria cosmética na América Latina, no Transamerica Expo Center.

O congresso reunirá grandes nomes do setor que discutirão sobre “Tecnologia sustentável: inovação além da ciência cosmética”. A manipulação de matéria-prima, muitas vezes de origem renovável e abundante, exige cuidados para evitar desperdícios capazes de comprometer o futuro da cadeia pela geração de impactos prejudiciais ao meio ambiente.

Essa é a inauguração da parceria entre a NürnbergMesse Brasil e a ABC, com apoio da FELASCC. Reconhecida oficialmente em 2008, a FELASCC congrega as entidades técnicas da Argentina, Uruguai, Chile, Brasil, Peru, Venezuela, Equador, Colômbia, México e Cuba.

Em termos de produção científica, o Brasil se destaca no cenário internacional como um dos países que mais contribuem em pesquisas relacionadas ao setor, ocupando o 4º lugar no ranking da IFSCC. Eventos como o COLAMIQC reforçam a colocação do Brasil no quadro de consumidores do mercado de cosméticos: atualmente, o país ocupa o 3º lugar, de acordo com a Euromonitor.

A programação do evento terá apresentações de trabalhos científicos e palestras magistrais durante os três dias. Foram confirmados nomes como o do cientista Stig Friberg, com mais de 500 trabalhos publicados e professor da Clarkson University, nos Estados Unidos, e o do professor Mauricio Baptista, da Universidade de São Paulo (USP), que falará sobre a interação da luz com a pele e o cabelo, e apresentará mecanismos e estratégias de proteção. Outro nome confirmado é o da professora da Escola de Farmácia Ernest Mario, localizada em New Jersey (EUA), Bozena Michniak-Kohn.

O tema “Inovação sustentável como estratégia de crescimento e competitividade” será apresentado pelo chefe de marketing da 3M do Brasil, Luis Eduardo Serafim. O professor da Universidad de La República, da Argentina, Gáston Ares, discutirá sobre métodos rápidos para a caracterização sensorial de produtos cosméticos. Para fechar as apresentações magistrais, o evento contará com o gerente acadêmico e vice-diretor do Centro de Pesquisa Terapêutica (TRC) na Universidade de Queensland, na Austrália, Jefefrry Grice. O professor é orientador acadêmico de doutorandos e promove um programa de intercâmbio de pesquisas com visitas ao TRC, que inclui pesquisadores de todo o mundo.

Conferência inédita – A NürnbergMesse Brasil em parceria com a ABC trará, pela primeira vez ao país, um dos mais importantes eventos científicos do mundo: a 22ª Conferência Internacional da IFSCC, marcada para 30 de outubro a 1º de novembro de 2013, no Windsor Barra Hotel, no Rio de Janeiro.

Sob a coordenação de Jadir Nunes, a Conferência IFSCC 2013 contará com a participação de cientistas de todo o mundo para um intercâmbio de informações, com apoio institucional da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Química e Derivados, Mesa composta para abertura do XII Colamiqc, em 1995
Mesa composta para abertura do XII Colamiqc, em 1995

A IFSCC possui um ranking que avalia o desempenho dos países por meio da quantidade de trabalhos científicos aprovados nos congressos da federação e do número de associados de cada entidade que a compõe. A ABC é a associação que representa oficialmente o país na IFSCC. Por conta de sua atuação na comunidade científica nacional, conseguiu elevar a posição do Brasil para o 4º lugar no ranking, desde 2010, estando atrás somente de Japão, Estados Unidos e França.

Com o tema central Boosting Cosmetic Science in Rio, a conferência contará com apresentações magistrais e científicas na forma de apresentações orais e pôsteres, com prêmios para os melhores trabalhos, além de uma área de exposição para as empresas apresentarem globalmente as suas novidades e soluções para a indústria cosmética. A Conferência IFSCC 2013 (www.ifscc2013.com) trará cientistas de vários países para um intercâmbio de informações de alto nível.

Quem vê o dinamismo atual do setor não imagina que já houve tempos sombrios. Houve época em que o setor foi subestimado, subvalorizado, taxado de indústria de supérfluos. “Hoje vivemos em um tempo em que todos sabem da importância de cuidar da beleza como elemento fundamental para a saúde. E sabem também o que representa o setor em número de empregos: são quase 4,7 milhões, sendo que na área de venda direta há cerca de 3 milhões. O nosso setor saiu de um faturamento de pouca relevância, há 40 anos, para conquistar a 3ª posição no ranking mundial em 2011, com vendas de quase R$ 30 bilhões”, conclui Maria Rita.

“Sempre guiados pela ética, transparência e responsabilidade, continuaremos trabalhando para ser a maior e mais importante entidade representativa do setor cosmético brasileiro em assuntos técnicos e científicos, reconhecida nacional e internacionalmente como referência e excelência em capacitação técnica e formação profissional em cosmetologia”, garante Kurebayashi.

Futuro – Levantamento da Euromonitor indica que, na América Latina, as vendas dos cosméticos mais populares e baratos, geralmente comercializados em supermercados, devem crescer 29,5% nos próximos cinco anos, ante 27,7% dos produtos premium, de valor mais elevado. As médias da região estão bem acima das globais: 15,7% para os produtos de massa e 14,6% para os de luxo.

Segundo Claire Moulin, analista do setor da Euromonitor, o mercado latino-americano “não está pronto” para se deslocar com mais força para os produtos premium. Ela diz que há uma grande oportunidade, atualmente, em países como o Brasil, para cosméticos com múltiplas funções. Um exemplo são os hidratantes que também atuam como protetores solares.

Moulin afirma também que a variação de canais de venda será importante para o crescimento do setor. Ela chama a atenção para o comércio eletrônico de cosméticos, que já representa 3% das vendas destes produtos no mundo.

O Brasil é responsável por 58% das vendas de higiene e beleza da América Latina. Nos mercados emergentes, as categorias de cosméticos que impulsionam o setor são as de cuidados com a pele e os produtos para o cabelo.

Nova diretoria (a partir de 2 de maio):

 

João Alberto Hansen – Presidente
Jadir Nunes – Vice-presidente administrativo
Jefferson Santos – Vice-presidente financeiro
Vânia R. Leite e Silva – Vice-presidente técnica
Hamilton Santos – Diretor administrativo
Maria Rita P. L. de Resende – Diretora financeira
Tânia Cristina de Sá Dias – Diretora técnica

Conselho consultivo:

Presidente – Alberto Keidi Kurebayashi
Titulares/Efetivos – Edison T. Nakayama, Dermeval de Carvalho, Luciano Fagliari, Carlos Alberto Trevisan, Álvaro Luiz Gomes, Antonio Celso da Silva
Benfeitores – Vera Tonon, Márcia E. Nogueira de Paula

Conselho fiscal:

Titulares/Efetivos – Luiz Gustavo Martins Matheus, Marco Antonio de M. Carmini, Ricardo Azzini Gonçalves, Sebastião Donizetti Gonçalves, Simone Fanan Hengeltraub, Enilce Maurano Oetterer
Benfeitores – Walteno S. B. da Silva, Marcelo Golino

Fatos marcantes dos últimos anos

 

2009

– Simpósio de avaliação de eficácia de produtos cosméticos;
– Primeira edição do Prêmio Reconhecimento ABC;
– Lançamento do Index ABC – 3ª Edição (por Luiz Brandão);
– Instituído o Centro de Documentação, Pesquisa e Memória da ABC (Cedopem-ABC).

2010

– Simpósio internacional em inovação, pesquisa e desenvolvimento de produtos cosméticos;
– Em paralelo à 20º Expo Farmácia, o 1º Ciclo científico de cosmetologia ABC, no Expo Center Norte;
– IV Workshop de abordagens estratégicas aplicadas à cosmetologia;
– 1ª Edição da Expo4Health – Exposição e Congresso Internacional de Bem-Estar e Saudabilidade: parceria NürnbergMesse Brasil;
– 1º Seminário ABC de Tecnologia em Cosméticos – Salvador, Bahia.

2011

– IV Ciclo de palestras ABC-CRF em comemoração ao dia do farmacêutico, ABC e CRF-SP;
– 1ª Edição do Curso de Verão 2011, ABC, Universidade Lusófona de Portugal e Sociedade Portuguesa de Ciências Cosméticas;
– Abertura da regional no Rio de Janeiro;
– Simpósio Internacional de Fotoproteção;
– Encontro de ex-presidentes da ABC;
– Abertura Regional no Nordeste (Salvador);
– Abertura Regional em Porto Alegre;
– Simpósio de cosmetologia capilar, em Lisboa, na Universidade Lusófona em Portugal;
– Abertura Regional em Ribeirão Preto;
– 1º Supplier’s Day na Regional Rio de Janeiro;
– Lançamento do Novo Logo ABC.

2012

– 2ª Edição do Curso de Verão 2012, ABC, Universidade Lusófona de Portugal e Sociedade Portuguesa de Ciências Cosméticas;
– ABC oficializa acordo de cooperação com a Anfarmag;
– Participação no Plano Brasil Maior do Governo Dilma Rousseff;
– Participação no 1º Congresso Internacional de Tricologia e Ciência Cosmética.

2013

– Lançamento do Comitê Técnico-Científico Permanente (CTCP) da ABC.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.