Alimentos e Bebidas

Corantes: Indústria de alimentos adere aos corantes naturais

Marcelo Furtado
24 de novembro de 2003
    -(reset)+

    Ainda no quesito embalagem, o destaque cabe aos novos processos de manipulação, de acordo com Crystiano Nunes, assessor comercial da empresa Corantec, de São Paulo, especializada em corantes naturais. “Processos de embalagem a vácuo também evitam contaminações”, lembra. Segundo ele, outro fato que contribuiu muito foi a diminuição do chamado shelf-life, o tempo de vida em prateleira dos produtos. Em muitos casos interessantes para os corantes, as preocupações com a integridade dos alimentos fizeram as empresas diminuir em média de um ano para três meses o prazo de validade. “Isso garante a estabilidade dos naturais, que mesmo assim em ambientes secos podem manter a cor por até um ano”.

    Química e Derivados: Corantes: Produção de urucum se profissionaliza.

    Produção de urucum se profissionaliza.

    Os aprimoramentos nas embalagens complementam uma tendência de uso dos corantes naturais em produtos de maior valor agregado, voltados para um público com poder aquisitivo superior. De acordo com o gerente da Chr. Hansen, esse fenômeno ocorre por exemplo na indústria de produtos lácteos, com destaque na de iogurtes e sorvetes, e também na de biscoitos recheados. “Trata-se de produtos de consumo preferencial das classes A e B”, lembra Munuera. “São itens que os clientes julgam viáveis de embutir o custo de ingredientes um pouco mais caros”, completa.

    Nesses casos, o consumo atinge praticamente toda a gama de corantes naturais. Além da bixina do urucum, outro com muito uso nessas aplicações é o carmim de cochonilha, de coloração vermelha, cujo pigmento de ácido carmínico é extraído da fêmea de um inseto (Dactilopius coccus costa) que vive como parasita de cactos (Opuntia ficus indica) na região de Arequipa, no Peru, e também no México.

    Dentro do contexto dos corantes naturais, o carmim é um dos mais consumidos no mundo, por sua versatilidade e boa estabilidade ao calor, luz e o brilho inerente. Obtido por extração alcalina, das partes secas do inseto, a Chr. Hansen o oferta na forma ácida laranja e na forma de um quelato (com cálcio e alumínio) como vermelho. Importado da fábrica do grupo em Lima, no Peru, na forma de laca concentrada, é diluído em Valinhos e vendido (US$ 7/kg) para as mais variadas aplicações: sorvetes, iogurtes, recheios de biscoitos.

    Química e Derivados: Corantes: Charton - unidade nova para extrair bixina.

    Charton – unidade nova para extrair bixina.

    O Peru responde por cerca de 85% da produção mundial dos corantes de cochonilha, onde são coletados em vales andinos, em altitudes entre 1.500 e 3.000 metros. O inseto é vendido no Peru por cerca de US$ 14 o quilo, onde chega a ser considerado “dinheiro vivo” pelas populações locais. Cada inseto (na forma adulta possui 5 mm) tem cerca de 18% a 22% de pigmento. Um quilo do inseto contém por volta de 80 mil indivíduos. A estimativa de coleta diária, por pessoa, é de 1 a 2 quilos. De acordo com Marcos Munuera, a Chr. Hansen no Brasil processa cerca de 4 mil kg de insetos por mês.

    Além da empresa dinamarquesa, outras brasileiras também importam a laca e processam o carmim, tamanha a demanda pelos produtos. São empresas que operam no mercado de aditivação de carnes e embutidos (frios), como a NewMax, de Americana-SP, que também comercializa corante de urucum. Quando se atua nesse segmento do ramo alimentício, aliás, há necessidade de contar com linhas de carmim.

    Além da empresa dinamarquesa, outras brasileiras também importam a laca e processam o carmim, tamanha a demanda pelos produtos. São empresas que operam no mercado de aditivação de carnes e embutidos (frios), como a NewMax, de Americana-SP, que também comercializa corante de urucum. Quando se atua nesse segmento do ramo alimentício, aliás, há necessidade de contar com linhas de carmim.

    Isso porque a legislação não permite o uso do urucum nas partes internas de embutidos, apenas na superfície – para evitar a possibilidade de uso do corante para mascarar a falta de carne. Já o carmim de cochonilha é permitido. “Não vemos muita coerência nessa determinação legal”, observou o engenheiro químico da NewMax, Johny Charton.

    A NewMax importa cerca de 2 t/mês de laca em pó de carmim do Peru, com 50% a 60% de pigmento e preços que variam muito. Dependendo da época, os peruanos praticam aumentos considerados abusivos, alegando períodos de chuva, que removem os insetos dos cactos. Há até quem duvide dessas alegações, tendo em vista que as regiões de coleta são desérticas, com baixíssimo índice pluviométrico. Segundo Charton, os preços mais recentes estão altos, em torno de US$ 60 o quilo da laca.

    Na unidade em Americana, onde a empresa possui nova planta de extração alcalina de urucum, é feita a transformação do carmim para solução lipossolúvel, com dissolução amoniacal (água e hidróxido de amônio). Depois desse processo, a formulação contém 3% de ácido carmínico, suficiente para colorir presuntos, mortadelas, salsichas, queijos e bebidas lácteas. “Cada 10 gramas do corante consegue colorir 100 kg de produto”, explica o engenheiro.

    Urucum – O caso do corante de urucum, de nome científico Bixa orellana e responsável por coloração alaranjada/vermelha proveniente do pigmento bixina, merece atenção especial. Em primeiro lugar, por se tratar do único corante natural com crescente importância no mundo que tem sua origem em solo brasileiro. Além disso, extraído há séculos pelos índios, que utilizam seu poder tintorial como “maquiagem” tribal, o urucum tem sido objeto de profissionalização de cultivo, deixando no passado remoto a coleta selvagem e hoje contando com cerca de 6 mil hectares de plantações pelo País.



    Recomendamos também:








    7 Comentários


    1. francisco de assis silva

      bom dia meu nome assis gostaria de saber se voces tem um corante p usa em biscoito pois fabricamos uns biscoito e sai muito branco , e gostaria q ele fosse a Cor do biscoito de maizena da fortaleza


    2. Juliana

      Bom dia.

      Preciso dos corantes naturais abaixo, é possível o envio de uma amostra.

      Antocianina;
      Spirulina;
      Clorofila.

      Obrigada.

      Att.


      • Ale

        Prezada Juliana,

        Entre no guiaqd.com.br e pesquise por corantes naturais, você pode solicitar orçamento para múltiplas empresas de uma única vez.

        Att
        Alexandre


    3. PROJECOR 10
      ELABORAMOS UM PROJETO ESPECIAL PARA PRODUTORES DOS SEGUINTES SEGMENTOS
      1-SUCOS CONCENTRADOS DE MANGA TAMBEM COM APROVEITAMENTO DAS CASCAS RICAS EM BETA CAROTENO NATURAL
      2-SUCOS DO ASSAI
      3-PROCESSO DE ENVASE MANUAL, SEM O USO DE MOTORES
      4-SUCOS DE LARANJA, APROVEITANDO AS CASCAS QUE SÃO RICAS EM VITAMINA C
      5-CONDIMENTOS E TEMPEROS EM GERAL.
      6-EXTRAÇÃO DO SUCO DE UVA
      7-EXTRATO DE SUCUPIRA
      COMO TAMBEM CORANTE EXTRAIDO DA CENOURA.
      E DE EXTRATO DE TOMATE MISTURADO COM CURCUMA BEM CONCENTRADA.
      ENFIM TODOS OS PROCESSOS SÃO NATURAIS.
      PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS ENTREM EM CONTA PELO EMAIL ABAIXO DESCRITO
      extracon.decio@gmail.com


    4. Rinaldo de Oliveira Verçosa - Me (Boigold Saúde e Prevenção Animal)

      Boa tarde, estou procurando empresas que fabrica corante em pó, para mistura de premix nutrição animal.


      • O objetivo principal da CAROBRAS não e superestimar seus projetos e de certa forma prestigiar os produtores no Brasil, pois estamos sendo invadidos por vários países como Colômbia, México e Peru apresentando produtos similares. Desprestigiando os produtores brasileiros

        O QUE A PROJECOR OFERECE AO MERCADO
        1.PROCESSO DE EXTRAÇÃO DE CORANTE DE URUCUM+TOMATE EM PÓ OU MESMO LIQUIDO+ CENOURA.PIMENTAS DE TODOS OS TIPO. E FARINHA DE ARROZ, E OUTROS, COMO CRAVO E LICETINA-DE SOJA E FORNECEDORES DE EQUIPAMENTOS PARA FRIGORIFICOS E TAMBEM PAPRICA.
        ETC.
        EQUIPAMENTOS
        4 CAIXAS DE AGUA DE 500 LITROS CADA
        2 PENEIRAS
        2 BOMBAS DE 2HP
        ISTO QUER DIZER QUE PODERÃO PRODUZIR POR DIA 500 LITROS DE CORANTE NUMA CONCENTRAÇÃO ALTA, EVIDENTE DEPENDENDO DO TEOR ENCONTRADO NAS SEMENTES DE URUCUM.
        COM ALGUMAS ALTERNATIVAS DE USO

        VALOR DO PROJETO A COMBINAR
        MAIS AS DESPESAS DE LOCOMOÇÃO E ESTADIA QUE NÃO DEVE PASSAR DE 3 DIAS.
        LEMBRANDO QUE NO MOMENTO ME ENCONTRO EM SP.
        Temos também o processo abaixo descrito

        MANENVASE
        TEMOS UM PROJETO ONDE NÃO USAMOS QUALQUER TIPO DE MOTORES E SERVIRA PARA EMBALAR PRODUTOS
        TANTO LIQUIDO COMO EM PÓ,E QUE PODERA SER USADO ATÉ EM QUANTIDADES MAIORES. DE 10 ML. ATÉ 50 LITROS OU 50 QUILOS OU MAIS.
        TEMOS TAMBEM UM PROCESSO QUE ENVASA 2 LIQUIDOS DIFERENTES, OU SEJA DE UM LADO PIMENTA E DE OUTRO QUALQUER LIQUIDO. ISTO SIMULTANEAMENTE, COM A MESMA OPERAÇÃO.
        ESTE PRODUTO TAMBEM PODE SER USADO EM ESSENCIAS E PERFUMES.
        SENDO QUE PASSAMOS O PROJETO COM EXPLICAÇÕES DETALHADAS QUE VAI SEREM FEITAS PESSOALMENTE.
        PODEMOS FAZER PARCERIAS COM INDÚSTRIAS DE SELAGEM EM EMBALAGENS LEMBRANDO QUE O PROCESSO ESTA DANDO ENTRADA COM REGISTRO NO I.N.P.I
        ULIZANDO ESSE PROCESSO.CERTAMENTE TERÃO UM CONSUMO BAIXO DE ENERGIA
        SE HOUVER INTERESSE ENTREM EM CONTATO PELO E-MAIL ABAIXO DESCRITO
        carobras169@gmail.com
        atenciosamente
        Cleide (secretaria)



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *