Comércio e Distribuição de Produtos Químicos e Especialidades

Comércio de Produtos Químicos – Dólar caro e portos parados prejudicam comércio químico

Marcelo Fairbanks
11 de junho de 2002
    -(reset)+

    Até junho, essa modalidade de vendas representa menos de 5% dos pedidos colocados junto à Rohm and Haas do Brasil. “Começamos a estimular os clientes a migrar para o sistema em abril e esperamos chegar até 25% do número total de pedidos por esse canal”, afirmou. A única limitação operacional se refere às vendas internas para exportação, que não podem ser feitas por exigirem documentação fiscal específica.

    As negociações ERP a ERP já estão sendo desenvolvidas com duas empresas no Brasil. “Trata-se de clientes grandes o suficiente para não desejar erros ou redigitações de pedidos”, explicou Fernandes. Os pedidos são gerados pelo cliente e capturados pela Rohm and Haas, sendo enviados para uma tela de conferência operada por um atendente especializado. “Em cinco segundos esse pedido é despachado e seu processamento se torna automático”, comentou.

    Na América Latina, o Brasil está na liderança das iniciativas de e-business da Rohm and Haas. Segundo o gerente, a plataforma de negócios do México entrou em operação em julho e seguirá o modelo testado e aprovado no País. Outros países que poderão contar com plataformas locais de negócios eletrônicos da Rohm and Haas são Colômbia, Argentina e Chile, ainda sem definição de prazos, mas que provavelmente contarão com suporte idêntico do Citibank.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *