Cosméticos, Perfumaria e Higiene Pessoal

CIP – Indústria de cosméticos obtém economia de água e energia com sistemas automáticos de limpeza

Marcelo Fairbanks
15 de dezembro de 2009
    -(reset)+

     

    Ele considera o suprimento de soluções químicas para sistemas automáticos de limpeza um problema já superado. “Os grandes fornecedores dessas soluções químicas já possuem linhas de prateleira que resolvem todos os problemas da indústria de cosméticos”, comentou. Isso dispensa os usuários do trabalho de elaborar suas formulações.

    Química e Derivados, Ivan Lisboa, diretor da Stockval Tecno Comercial, CIP

    Lisboa e alguns modelos de lavadores da AWH; no detalhe (abaixo), o menor da linha

    O desenho do sistema considera o uso de produtos adequados para cada caso específi co. Há situações que exigem a passagem de um produto inicial alcalino, seguido de lavagem com água e posterior neutralização dos resíduos com uma solução ácida. Outros pedem a solução ácida antes. Outros usam apenas detergentes potentes.

    O esquema de lavagem determina a configuração do sistema CIP, quantos tanques serão usados, quantas bombas, quantas válvulas etc.

    A disponibilidade de controles automatizados favorece a  recirculação dessas soluções de limpeza, que podem ser aproveitadas durante toda a campanha produtiva, ou, pelo menos, até a sua saturação. Em geral, os sistemas automáticos controlam a concentração dessas soluções, e promovem a descarga parcial e a recomposição (make-up) continuamente.

    “Recomendamos controlar a qualidade das soluções químicas por meio de um condutivímetro instalado nos tanques, em vez de contar apenas com sensores de nível”, explicou Prelorentzou, da GEA. A condutividade indica a hora de trocar toda a solução ou de promover a sua recomposição com mais precisão, evitando desperdícios. Além disso, esse tipo de sensor ajuda a compensar eventuais partidas de soluções químicas com baixa concentração de ingredientes, antes que isso redunde em problemas por falta de limpeza correta na linha. Ou de tempos mais longos de tratamento.

    Química e Derivados, CIP, Lavador da AWH

    Modelo de lavador, o menor da linha

    Efeito mecânico – Nos sistemas manuais, a escovação das paredes de tanques e de tubos auxilia a remover resíduos. No caso dos sistemas automáticos que dispensam o desmonte das linhas, é o fl uxo das soluções de limpeza o responsável por desprender os resíduos das superfícies a serem limpas. Nesse ponto, é preciso separar a limpeza das tubulações do tratamento a ser conferido aos tanques e reatores.

    No caso dos tubos e de vários equipamentos de processo, o fluxo das soluções químicas (ou da água) faz a limpeza, desde que mantida a velocidade adequada, indicada pela norma Asme BPE.

    Tanques e reatores eram limpos inicialmente por inundação, mas isso representava um gasto excessivo de  soluções químicas e também de tempo. Foi preciso criar dispositivos capazes de molhar as superfícies internas desses vasos e, em alguns casos, de gerar um impacto sufi ciente para a remoção dos resíduos aderidos. “O que limpa um tubo é a velocidade de escoamento; o fator mais importante na limpeza de tanques é a pressão, que transforma a energia do fluxo em impacto contra as paredes dos recipientes”, explicou Cosentino. Por isso, a limpeza dos tubos é feita separadamente da dos vasos.

    O mais difundido dispositivo de limpeza de tanques são as esferas (fi xas ou giratórias) perfuradas ou com rasgos, chamadas de spray balls. Há vários motivos para explicar o insucesso de sua aplicação: pressão incorreta, geometria inadequada do tanque, elementos internos que geram áreas de sombra dentro dos vasos, vazão inadequada, entre outros. “A abordagem mais fácil dos clientes do setor de cosméticos consiste em oferecer componentes mais efi cientes para substituir as esferas perfuradas”, comentou Lisboa. “As spray balls são tecnologia de mais de quinze anos atrás.”

    Interessados em obter melhor limpeza e com menor tempo de parada, os clientes procuram os fornecedores em busca de dispositivos mais avançados, com ampla gama de alternativas. A sua troca é simples, quando dotados de sistemas de fixação rápida por clips. Animados com os resultados dos novos dispositivos, os clientes se mostram mais receptivos a rever todo o sistema CIP. “Muitas vezes a linha de produção sofreu alterações, incorporando novos produtos, mas o CIP não foi adaptado para isso”, explicou. A Stockval distribui com exclusividade os lavadores da alemã AWH, do grupo Neumo, mantendo estoque local.

    Lisboa comenta que os produtos da AWH aplicam mais a pressão que a vazão, gerando economia de água. Conta com lavadores fi xos e rotativos, às vezes motorizados, quando se quer preservar a pressão original do bombeamento. Jet cleaners motorizados podem trabalhar a 15 bar de pressão, tratando tanques com até 12 metros de diâmetro e produtos de difícil remoção. “A complexidade dos tanques e de seus elementos internos determina a escolha do tipo de lavador. Em geral, o escorrimento das soluções pelas paredes e acessórios dá conta da limpeza”, disse.

    Em relação à norma Asme BPE, ele salientou que apenas os lavadores fi xos são admitidos. A revisão da norma prevista para 2012 deve aceitar o uso de lavadores rotativos, atendendo às pressões dos fabricantes e dos clientes, interessados em economizar água e no aumento da disponibilidade das linhas de produção.

    Considerada a mais conhecida empresa mundial na área de pulverização, a Spraying Systems atua na área de limpeza automática de linhas de produção oferecendo desde projetos de engenharia, incluindo avaliação de sistemas existentes, estudos de aplicação e aumento de efi ciência, até a venda de componentes ou mesmo de sistemas completos de CIP, WIP e SIP. “Só em lavadores para tanques, temos mais de cem tipos diferentes, a maior gama de produtos disponíveis”, afi rmou Milton Viveiros, representante do departamento técnico-comercial.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *