Celebração justa aos químicos e ao meio ambiente – ABIPLA 

Trabalho dos químicos é fundamental para a saúde

O mês de junho teve duas datas muito importantes para os fabricantes de produtos de limpeza e para o setor químico como um todo.

No dia 5, foi comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, criado em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, na Suécia. Já no dia 18, foi celebrado o Dia Nacional do Químico, instituído em 1956, pelo então presidente Juscelino Kubitschek.

Como temos falado nesta coluna, a preocupação com a preservação ambiental e o crescimento sustentável é cada vez mais necessária em qualquer ramo da economia.

No setor representado pela Abipla, da indústria de saneantes, temos consciência de nosso desafio, que é garantir que os fabricantes consigam atender à demanda de produtos de limpeza da população brasileira, gerando cada vez menos resíduos e aumentando o uso de fórmulas com maior biodegradabilidade, desenvolvendo embalagens sustentáveis e aumentando o uso de resinas recicladas, o que traz a importância da atuação dos profissionais da área química, na busca dessas novas tecnologias para o desenvolvimento de produtos sempre inovadores.

O mercado de saneantes no Brasil é, atualmente, o sexto maior do mundo em consumo e vem crescendo em um ritmo forte nos últimos anos, tanto que é possível que o País suba algumas posições e chegue ao quarto lugar, em menos de uma década, conforme dados de recentes pesquisas. Isso exige que a indústria melhore sua performance e aumente sua capacidade de oferta, mas com o cuidado de colocar nas gôndolas produtos sustentáveis.

FATORES DE CRESCIMENTO

É importante frisar que um dos motivos para o aumento de demanda, no longo prazo, está, entre outros aspectos, na necessidade de investimentos em infraestrutura, que virão por conta do Marco Legal do Saneamento Básico, estabelecido pela Lei nº 14.026/2020, que trará capital privado para o saneamento no Brasil, já que, atualmente, o setor público representa cerca de 94% das empresas de tratamento de água e esgoto do País.

Estima-se que sejam necessários aportes de cerca de R$ 500 bilhões para que se atinja a universalização do sistema.

Já em curto e médio prazos, entendo que a pandemia consolidou, na sociedade brasileira, os cuidados necessários com a higienização de ambientes.

Além disso, a economia brasileira já começa a dar sinais de recuperação. De acordo com o IBGE, o PIB nacional registrou um crescimento de 1,2% no primeiro trimestre de 2021, em relação ao trimestre anterior.

Em relação ao primeiro trimestre de 2020, o avanço foi de 1%, números bem acima do que o mercado esperava e que corroboram nossa expectativa de crescimento para o setor de saneantes, que é de 3% a 3,5% para o ano de 2021.

Nossos associados têm investido todos os recursos, materiais e humanos, para que tenhamos sucesso nesta empreitada e tenho certeza de que nosso setor continuará a ser um exemplo de crescimento sustentável e desenvolvimento tecnológico.

DIA DO QUÍMICO

Já o Dia do Químico marca a promulgação da “Lei Mater dos Químicos” – Lei 2.800/56, de 18 de junho de 1956.

A iniciativa é um dos legados de Kubitschek para o desenvolvimento tecnológico brasileiro e, por meio dela, a profissão, além de ser valorizada pela sociedade, passou a contar com fiscalização de profissionais técnicos, já que a Lei instituiu, também, o CFQ – Conselho Federal de Química e os CRQs – Conselhos Regionais de Química, tidos como dos mais importantes e respeitados órgãos fiscalizatórios do exercício profissional no País.

O avanço resultante da criação da Lei é imensurável, já que a química é onipresente em nossas vidas. Com a fiscalização técnica da profissão, é possível garantir que materiais médicos, alimentos, bebidas, produtos de limpeza e praticamente tudo o que possamos imaginar seja seguro para uso.

Basta lembrar a excelente atuação do CFQ/CRQ durante a pandemia, quando foram realizadas fiscalizações e orientações à sociedade envolvendo álcool em gel, água sanitária, sanitizantes e muitos outros produtos, muitos dos quais atrelados, diretamente, ao setor de produtos de higiene e limpeza para uso em ambientes domésticos e profissionais.

TRABALHO CONJUNTO CFQ E ABIPLA

Como fruto de uma parceria estruturada e extremamente profissional, a Abipla e o CFQ/CRQ já realizaram algumas campanhas voltadas à saúde pública e com excelentes resultados.

Talvez pela pandemia e suas proporções, um bom exemplo de campanha, de extrema importância para a sociedade brasileira, é a que foi realizada em 2020, quando cabines de hipotética desinfecção começaram a ser instaladas em locais públicos no Brasil, pulverizando produtos químicos sobre as pessoas, na intenção de evitar que o Coronavírus sobrevivesse a essa pulverização.

Química e Derivados - Pesquisador consegue produzir biodiesel com hidróxido de lítio ©QD Foto: Divulgação

No entanto, além de não evitar a contaminação, não havia controle sobre quais produtos eram aspergidos sobre as pessoas, havendo risco de queimaduras, alergias e ferimentos nos olhos, pele e mucosas.

Por isso, o CFQ/CRQ e a Abipla publicaram nota conjunta, alertando sobre os perigos destes túneis de desinfecção à sociedade.

Aliás, nossa dedicação neste tema motivou uma manifestação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que afirmou que tais cabines não tinham comprovação científica e, pior, poderiam ser prejudiciais à saúde.

Desde então, muitos espaços públicos desistiram de instalar estes equipamentos. Felizmente. Vemos, então, como a química e todo o universo dos profissionais desta área são importantes para as nossas vidas. Certamente, é uma profissão belíssima e cheia de possibilidades – e responsabilidades –, e que, assim como diversas outras carreiras técnicas, merece um olhar mais cuidadoso dos governos na formação de políticas públicas. Vamos em frente!

Química e Derivados - Desenvolvimento e otimismo no setor de produtos de limpeza ©QD Foto: istockPhoto
Paulo Engler da Abipla

Paulo Engler é diretor executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Higiene, Limpeza e Saneantes de Uso Doméstico e de Uso Profissional (Abipla). Fundada em 1976, a Abipla completa 45 anos em 2021 e representa os fabricantes de sabões, detergentes, produtos de limpeza, polimento e inseticidas, promovendo discussões sobre competitividade, inovação, saúde pública e consumo sustentável.

Seus associados representam o mercado de higiene, limpeza e saneantes do Brasil, setor que movimenta R$ 26 bilhões anuais e responde por 85 mil empregos diretos

ABIPLA

ABIPLA

A Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Higiene, Limpeza e Saneantes de Uso Doméstico e de Uso Profissional (ABIPLA) foi fundada em 12 de Novembro 1976 com o propósito de representar o setor perante os agentes públicos; promovendo discussões sobre competitividade, inovações, saúde pública e consumo sustentável.

Atualmente, a entidade é referência nacional em assuntos regulatórios e tributários, combate à contrafação (clandestinidade) e adequação às normas de proteção ao meio ambiente.

Para a sua elaboração, a Abipla se inspirou nas mais modernas tendências globais sobre o tema, com destaque para as seguintes áreas: redução de produtos químicos em geral, redução da geração de embalagens, redução da emissão de gases de efeito estufa, diminuição do consumo de energia e otimização do uso da água.

Em 1995, a entidade também passou a representar o setor junto ao Comitê de Indústrias de Productos de Limpieza Personal, Hogar y Afines Del Mercosur (Coinplan) e, em 2005, junto à Asociación Latino-Americana de Artículos Domisanitários y Afines (Aliada).

Leia Mais:

2020 – Que ano! ABIPLA

Domissanitários ; Abipla volta a pesquisar mercado informal

Saneantes Domissanitários: Desenvolvimento e Otimismo no Setor de Produtos de Limpeza

Guia de Produtos de Limpeza orienta consumidor a selecionar produtos

Setor de limpeza registra resultados positivos ; CFQ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios