Laboratório e Análises

Biocidas: Legionelose ganha controle químico

Quimica e Derivados
5 de agosto de 2001
    -(reset)+

    A Legionelose pode se apresentar de duas formas: Doença do Legionário ou Febre Pontiac. A Doença do Legionário é o tipo grave de pneumonia causada pela Legionella pneumophila. Esta doença chamou a atenção pública em 1976, quando foi evidenciada em uma reunião da American Legion Convention realizada na Filadélfia, Estados Unidos, provocando a morte de várias pessoas. Embora a doença seja potencialmente fatal, o tratamento com antibióticos costuma ser bem sucedido na maioria dos casos. Já a Febre Pontiac provoca uma infecção de menor intensidade, com sintomas muito semelhantes aos de um resfriado. “É importante verificar que esta doença raramente ocorre em pessoas saudáveis, ou seja, a tendência é que afete pessoas idosas, indivíduos com imunodeficiência e crianças”, explica Ricardo Fernandes.

    Para se detectar as bactérias vivas na água, o centro para controle e prevenção de doenças dos Estados Unidos (CDC) considera que a cultura bacteriana é o único método confiável. Deve-se colher no mínimo 100ml de água em garrafas esterilizadas, colocá-las em um recipiente que disponha de isolamento e remetê-las ao laboratório dentro de 24 horas. Deve-se fazer o possível para detectar e colher lodo e sedimento, pois esse material pode conter as concentrações mais altas de Legionella. “Outros métodos incluem: técnica de Fluorescência Direta de Anticorpo (DFA), estudos sorológicos baseados em Fluorescência Indireta de Anticorpo (IFA) e Teste de Antígeno Urinário.

    O teste de gene Reação em Cadeia Polimerase (PCR) tem sido aplicado à Legionella, mas não existe um kit de teste comercial. “Esses métodos podem constituir ferramentas valiosas de seleção e identificação, sendo que os resultados podem ser obtidos entre 2 e 4,5 horas”, avalia Fernandes.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *