Tintas e Revestimentos

Biocidas conjugam proteção às tintas e ao meio ambiente – Abrafati 2019

Antonio C. Santomauro
21 de novembro de 2019
    -(reset)+

    Ampliando linhas – A novidade da Ipel neste ano foi a introdução de biocidas e repelentes de água para tintas para madeira. “Precisamos abrir novas frentes para crescer, tínhamos as moléculas em casa e agora estamos trabalhando esse novo mercado”, comentou Pereira Leite, da Ipel.

    A empresa contratou o especialista Dulcídio Macedo, agora gerente de mercado, que orientou a montagem do laboratório de madeiras na Ipel e ajudou a desenvolver as aplicações. “A madeira é um material diferenciado, sofre com intempéries, insetos e fungos apodrecedores que precisam ser controlados”, disse Macedo. Usualmente, as tintas para madeira usam o fungicida IBPC e o inseticida cipermetrina, formulação bem estabelecida. “Quando bem formulada e estabilizada, a diclorooctil-isotiazolinona (DCOIT) tem efeito superior contra fungos e insetos”, salientou. Trata-se de insumo inovador, apresentado nos Estados Unidos como sendo seguro e de baixa toxicidade. “Lançamos também um hidrorrepelente que mantém a superfície limpa e tem um efeito fosqueante”, disse o especialista.

    Esses ingredientes podem ser fabricados no Brasil, segundo Pereira Leite, bem como o IPBC estabilizado e a cipermetrina. “A cipermetrina é quase uma commodity, talvez seja melhor importá-la, mas o IPBC é especialidade, caso haja volume que justifique, produziremos aqui”, disse o diretor.

    Além das moléculas para madeira, a Ipel também está atuando na venda de aditivos bactericidas e antioxidantes para biodiesel, um mercado crescente no Brasil. “São desenvolvimentos locais que estão sendo exportados para a Europa e América Latina, por exemplo”, comentou.

    Tradicional fornecedora de secantes para tintas, a Miracema-Nuodex recuperou a posição de mercado nesses insumos. “Passamos a vender blends de secantes feitos sob medida para os clientes, obtendo excelentes resultados sem aumentar custos”, salientou a especialista Karina Zanetti. Durante a feira, a companhia divulgou o novo secante combinado (combo), com o intuito de reduzir o uso de cobalto na composição. “O cobalto ficou muito caro, é importante reduzir seu consumo”, explicou Karina.

    A empresa também lançou o aditivo alcalinizante Liocoat 949, com um sal de boro na composição que se precipita no filme, melhorando a lavabilidade sem a adição de melhoradores. Ele também apresenta efeito espessante.

    Indicado para tintas base água de vários sistemas, a Miracema-Nuodex oferece um novo antiespumante concentrado de base vegetal, o Liofoam 159, que apresenta tamanho reduzido de partículas, de modo a ampliar a área de contato.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *