Basf deixa de produzir tintas automotivas na América do Sul

A Basf acaba de anunciar que não irá mais comercializar tintas automotivas na América do Sul. Ao analisar a dinâmica dessa indústria, a companhia concluiu que o negócio não se mostrava competitivo na região. A desativação da linha de produção deve ser finalizada em até 18 meses e, segundo a companhia, seguirá um plano detalhado e cuidadoso de encerramento gradual junto aos clientes, assegurando o cumprimento dos contratos.

A empresa continua atendendo a indústria automotiva, especificamente, os segmentos de repintura, plásticos de engenharia, espumas funcionais e aditivos para combustíveis e lubrificantes, entre outros. Além disso, a marca Chemetall, que fornece soluções tecnológicas e sistemas personalizados para tratamento de superfícies, segue em operação.

A unidade Demarchi, em São Bernardo do Campo-SP, se mantém como o principal local de produção, logística e pesquisa e desenvolvimento de tintas decorativas, comercializadas sob as marcas Suvinil e Glasu!, e o negócio opera, normalmente, sem alterações, informa a companhia. A planta de Tortuguitas, na Argentina, por sua vez, permanece com suas atividades relacionadas à repintura automotiva, aos serviços administrativos e técnicos e ao negócio de produtos químicos de cuidados pessoais e domésticos, além do Centro de Treinamento de Repintura (RCC).

A empresa opera com 11 divisões de negócios que estão agrupadas em seis segmentos: Produtos Químicos, Materiais, Soluções Industriais, Tecnologias de Superfície, Nutrição e Cuidados e Soluções Agrícolas, que, segundo posicionamento interno, não serão afetadas por essa decisão.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.