Couro e Curtumes

Atualidades – Couro – Exportação de wet blue tira emprego de químicos

Fernando C. de Castro
18 de setembro de 2010
    -(reset)+

    O diretor da Associação das Indústrias dos Curtumes da Região Sul (Aicsul), Walter Keller, observou que a tecnologia de produção dos curtumes não acompanha os novos projetos de periféricos para automação, nem os novos equipamentos de controle de efluentes. “Em termos mecânicos, usamos as mesmas coisas que usávamos há quarenta anos”, reconheceu. Mas ressaltou os grandes avanços em equipamentos eletrônicos que facilitam em muito a gestão. Keller reconhece, porém, que a evolução em tecnologias limpas, com processos de menor consumo de energia e de água, poderá gerar um novo marco na indústria do couro, incluindo a incorporação de alguns produtos com base nanotecnológica.

    No encerramento, o diretor da Abqtic, Amarildo Marsolla, enfatizou a necessidade de analisar todos os aspectos antes de definir a compra de novas máquinas, desde o aumento da produção e da qualidade delas resultante até questões como ganhos de segurança ocupacional e ambiental. Outro representante da Abqtic, o ex-presidente Vilmar Trevisan, acrescentou que é preciso melhorar o treinamento dos operadores de chão de fábrica antes da compra, pois, do contrário, a máquina não será aproveitada em toda a sua potencialidade.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *