Automação Industrial

Atualidades – Automação – Aplicações ambientais dominam ISA Show

Hilton Libos
14 de dezembro de 2007
    -(reset)+

    No estande da empresa foram exibidas as amostras dos componentes da série Smart Wireless. Um dos equipamentos estratégicos no PlantWeb é o transmissor 9420, com capacidade para fornecer todas as informações sobre o nível de vibração da arquitetura da planta digital para a rede wireless auto-organizável. “O equipamento é extremamente confiável”, assegurou o gerente de vendas da empresa, Leopoldo dos Santos, acrescentando que o transmissor também pode ser utilizado por todo o pessoal de operação como uma ferramenta de manutenção eficaz no aumento da segurança e disponibilidade do maquinário nas plantas.

    As vantagens da Planta Digital PlantWeb, segundo o gerente de vendas da Emerson, combinam dispositivos de campo inteligentes com padrões de comunicação e plataformas operacionais abertas, software modular integrado para coleta, processamento e comunicação de informações sobre os ativos dos processos. “Isso possibilita a previsão de alterações do desempenho nos equipamentos e do processo, por exemplo, avisando quando um sensor de medição irá falhar e colocar em risco a qualidade de lotes de produção”.

    Algumas empresas expuseram outros sistemas de monitoração a distância, a maioria deles oferecendo soluções ao mercado para aplicações baseadas em comunicação via modem, rádio e satélite. Entretanto, os três principais diferenciais do sistema de comunicação GMS/GPRS da Yokagawa – empresa mundial especializada em automação e controle – em relação aos sistemas convencionais demonstrou-se evidente com a redução de custo com a utilização de linhas telefônicas convencionais cobradas por minuto de conexão, mesmo quando não há tráfego de dados. O segundo diferencial é a comunicação da RTU e SCADA por meio do endereço de IP dinâmico, necessário quando o provedor da internet (ISP) não disponibiliza um endereço IP fixo; ou ainda quando o custo de um IP fixo seja elevado. Finalmente, caso haja interferências na rede de celulares, o sistema permite o restabelecimento automático da comunicação com o link entre as estações FCN/FCJ, por meio da função de monitoramento ponto a ponto (PPP). Devido a essa função, a conexão entre o Fast/Tools e as estações FCN/FCJ se garante.

    A esfera de atuação da Yokogawa vai além dos sistemas de comunicação remota. No Brasil desde1973, aempresa se especializou no desenvolvimento de tecnologias avançadas em automação industrial, tais como instrumentação de teste, medição, registro de grandezas elétricas e controle de processos industriais. E aproveitou o ISA Show 2007 para anunciar a certificação de toda a sua linha de instrumentos de campo pelo FDT Group. Foram certificados os transmissores de pressão e multivariável; medidores de vazão magnético, vórtex e coriólis; transmissor de temperatura; analisadores de pH, condutividade, de oxigênio ZR e oxigênio dissolvido.

    Na ocasião, a empresa também comunicou ao mercado que completou sua linha de soluções de software de diagnósticos lançando o PRM (Plant Resources Management) e FieldMate – um configurador universal de instrumentos de campo – atendendo aos drivers de comunicação DD, EDDL, GSD e FDM/DTM.

    Soluções para todos – Ao comemorar 25 anos de atuação na área de engenharia de sistemas, automação industrial e soluções integradas para as indústrias de pequeno e grande porte, a Altus marcou sua participação no ISA Show 2007 com o mix completo de seus produtos composto pelas séries Ponto, AL, Genro, Picollo, Quark, Hádron, Mastertool, IHMs, além de inversores de freqüência.

    A Altus opera os seus projetos pressupondo a necessidade de elevar os padrões de qualidade e produtividade nos processos industriais, para estudar e, por fim, sugerir qual a melhor solução específica para o cliente nos segmentos siderúrgico, petroquímico, de geração e distribuição de energia; saneamento; máquinas especiais e operatrizes; plásticos; alimentos; embalagens; transportes e comunicacões.

    Produtos que minimizam o tempo de paralisação, rastreiam causas de falhas e reduzem a necessidade de manutenção são algumas das características dos sistemas de automação que a ABB apresentou. As soluções de pequeno a grande porte que puderam ser vistas no estande da empresa incluíram, também, dois analisadores de gases e produtos de instrumentação.

    “O sistema de automação 800xA é uma ferramenta que apresenta navegação fácil e intuitiva para acesso rápido às informações. É capaz de incorporar dados provenientes de diferentes fontes e aplicações e controlar grandes plantas. O Freelance é uma solução que pode ser aplicada em controles de processo de pequeno e médio porte e o AC 500 é voltado para manufatura”, descreve Andres Sancho, gerente de produto.

    Por esses motivos, a ABB apostou no potencial do mercado nacional de automação e está obtendo respostas positivas aos seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento. Com o aquecimento do mercado e a busca das empresas por processos automatizados, hoje esse segmento é responsável por boa parte dos negócios da ABB. De acordo com o executivo, o desenvolvimento dessa área está ligado ao fato de a ABB possuir um amplo portfólio que permite oferecer ao mercado soluções de alto valor agregado.

    No Pólo Sul – A Incontrol anunciou durante o ISA 2007 que será a fornecedora dos transmissores de nível por ultra-som para a medição e transmissão de dez tanques de óleo diesel da Estação Antártica Comandante Ferraz, base de pesquisas da Marinha brasileira no Pólo Sul.

    A encomenda totaliza dez transmissores modelo ITS 1000 acoplados por sensores ultra-sônicos modelo SE 040 em kynar – um polímero praticamente invulnerável à corrosão química e  de grande resistência mecânica.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *