Automação : Aplicações ambientais dominam ISA Show

Atualidades

A exposição e congresso anual da Instrumentation, Systems and Automation Society (ISA), instituição que reúne 30 mil profissionais e acadêmicos dos setores de instrumentação e sistemas de automação em dezenas de países, se supera a cada edição e amplia o foco de suas estratégias para os eventos futuros.

Com o ISA Show 2007 não foi diferente.

Em apenas três dias da segunda quinzena de novembro, cerca de 13 mil visitantes à Expo Center Norte,em São Paulo, foram atraídos pelas possibilidades de integração empresarial, além das palestras e workshops do Congresso Internacional de Instrumentação, Sistemas e Automação, realizado simultaneamente à mostra de lançamentos e inovações em softwares de controle, sistemas distribuídos, atuadores de válvulas, controladores programáveis e redes industriais por 120 empresas.

Com um dos focos na sustentabilidade, o diferencial que a maioria desses produtos e soluções apresentou ficou por conta dos dispositivos de controle da emissão de gases nocivos à camada de ozônio e aumento do efeito estufa.

O presidente regional da entidade para a América do Sul, Marcus Coester, defendeu que o setor de automação – além da competitividade e desempenho dos processos industriais – também pode contribuir decisivamente no controle do aquecimento global.

Segundo Coestler, a relação entre a produção industrial e o ambiente é diretamente proporcional:

Química e Derivados, Marcus Coester, Presidente regional da entidade para a América do Sul, Atualidades - Automação - Aplicações ambientais dominam ISA Show
Coester: sistemas controlam as emissões

“O papel da automação está no centro dos sistemas de segurança e também em todo o controle ambiental da emissão de efluentes e gases.”

Para ele, a automação assume grande importância no aumento da segurança das plantas e do controle da emissão de gases à atmosfera.

“Isso já está expresso nessa exposição, mas deverá ser reforçado como tema central da quarta ediçãoem AUTOMAÇÃO A Aplicaçõesambientais dominam ISA Show2008”, adiantou o presidente regional da ISA.

Vem aí a Brazil Automation – Por tudo isso, os organizadores definiram como tema da quarta exposição da ISA e, 2008 – a partir do ano que passará a se denominar Brazil Automation – deve girar os desafi os competitivos da indústria e o ambiente.

Um comitê sob a coordenação do engenheiro canadense Ian Verhappen e do norte-americano Jay Lee, da Universidade de Cincinnati (EUA), será encarregado de organizar as mesas-redondas sobre automação, sistemas e instrumentação. Para 2010, outro evento complementará a Brazil Automation, o Congresso Mundial de Gestão de Ativos.

Para o secretário-geral da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Nelson Ninin, a Brazil Automation deverá ocorrer no póximo ano em um cenário de expansão do setor de automação industrial no Brasil.

Na sua análise, Ninin constata que o setor encerrará 2007 com crescimento de 11%, em relação ao total de R$ 2,7 bilhões no ano passado.

Segundo o secretário-geral da Abinee, esses resultados advêm principalmente dos investimentos das empresas petrolíferas, mineradoras, siderúrgicas, sucroalcooleiras e de papel e celulose, com uma tendência estável de evolução.

Conforme Ninin, ainda há muito espaço para o crescimento do setor de automação.

Química e Derivados, Nelson Ninin, Atualidades - Automação - Aplicações ambientais dominam ISA Show
Ninin: mercado para automação crescerá 6,4% ao ano até 2012

“O Brasil representa atualmente apenas 2% do mercado mundial. Estima-se que em 2008 o mercado mundial de automação deverá girar em torno de U$ 100 bilhões”, informou.

Desse total, U$ 65 bilhões são relativos a produtos e serviços para a indústria de processo e U$ 35 bilhões são relacionados à manufatura.

“A expansão esperada nos próximos cinco anos é de 6,4% ao ano, taxa acima do crescimento médio da economia global”, previu o secretário-geral da Abinee.

Inovação wireless – A arquitetura tecnológica de plantas wireless, as redes sem fi o no ambiente de automação industrial foi divulgada como uma verdadeira revolução nas comunicações durante os seminários técnicos, no espaço de Inovação Tecnológica.

No 9º Congresso Internacional e Exposição Sul- Americana de Automação, Sistemas e Instrumentação realizado paralelamente ao ISA Show 2007, o professor Carlos Manoel Dias Viegas, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), apresentou um trabalho na busca de uma resposta para alguns pontos polêmicos em relação aos mecanismos de segurança, confiabilidade do sistema e protocolos utilizados em aplicações wireless.

De acordo o professor Viegas, as redes cabeadas oferecem barreiras físicas, além de dificuldades de expansão da rede para cobrir as grandes distâncias entre os componentes de comunicação em segmentos como os de óleo, gás, transferências de custódia, tratamento de água e energia.

“Esses problemas não só aumentam os custos com cabeamento, mas também significam inflexibilidade para a rede”, relatou o professor da UFRN.

“Só por isso, as redes sem fio já oferecem uma série de benefícios, grande mobilidade e fácil instalação. Os softwares desenvolvidos para as redes cabeadas são aproveitados e diretamente usados em redes sem fi o. O resultado se traduz em economia de custos e tempo”.

No salão de exposição, a Emerson Process Management ofereceu a Planta Digital Wireless PlantWeb como a primeira tecnologia wireless completa já testada em campo para utilização nas áreas de produção.

Os argumentos de venda da empresa garantem que a PlantWeb usa a inteligência dos equipamentos de campo para melhorar o desempenho global da planta, com as informações importantes remetidas precisamente para os funcionários de cada posto no tempo certo.

No estande da empresa foram exibidas as amostras dos componentes da série Smart Wireless. Um dos equipamentos estratégicos no PlantWeb é o transmissor 9420, com capacidade para fornecer todas as informações sobre o nível de vibração da arquitetura da planta digital para a rede wireless auto-organizável.

“O equipamento é extremamente confiável”, assegurou o gerente de vendas da empresa, Leopoldo dos Santos, acrescentando que o transmissor também pode ser utilizado por todo o pessoal de operação como uma ferramenta de manutenção eficaz no aumento da segurança e disponibilidade do maquinário nas plantas.

As vantagens da Planta Digital PlantWeb, segundo o gerente de vendas da Emerson, combinam dispositivos de campo inteligentes com padrões de comunicação e plataformas operacionais abertas, software modular integrado para coleta, processamento e comunicação de informações sobre os ativos dos processos.

“Isso possibilita a previsão de alterações do desempenho nos equipamentos e do processo, por exemplo, avisando quando um sensor de medição irá falhar e colocar em risco a qualidade de lotes de produção”.

Algumas empresas expuseram outros sistemas de monitoração a distância, a maioria deles oferecendo soluções ao mercado para aplicações baseadas em comunicação via modem, rádio e satélite.

Entretanto, os três principais diferenciais do sistema de comunicação GMS/GPRS da Yokagawa – empresa mundial especializada em automação e controle – em relação aos sistemas convencionais demonstrou-se evidente com a redução de custo com a utilização de linhas telefônicas convencionais cobradas por minuto de conexão, mesmo quando não há tráfego de dados.

O segundo diferencial é a comunicação da RTU e SCADA por meio do endereço de IP dinâmico, necessário quando o provedor da internet (ISP) não disponibiliza um endereço IP fixo; ou ainda quando o custo de um IP fixo seja elevado.

Finalmente, caso haja interferências na rede de celulares, o sistema permite o restabelecimento automático da comunicação com o link entre as estações FCN/FCJ, por meio da função de monitoramento ponto a ponto (PPP). Devido a essa função, a conexão entre o Fast/Tools e as estações FCN/FCJ se garante.

A esfera de atuação da Yokogawa vai além dos sistemas de comunicação remota. No Brasil desde1973, aempresa se especializou no desenvolvimento de tecnologias avançadas em automação industrial, tais como instrumentação de teste, medição, registro de grandezas elétricas e controle de processos industriais.

E aproveitou o ISA Show 2007 para anunciar a certificação de toda a sua linha de instrumentos de campo pelo FDT Group.

Foram certificados os transmissores de pressão e multivariável; medidores de vazão magnético, vórtex e coriólis; transmissor de temperatura; analisadores de pH, condutividade, de oxigênio ZR e oxigênio dissolvido.

Na ocasião, a empresa também comunicou ao mercado que completou sua linha de soluções de software de diagnósticos lançando o PRM (Plant Resources Management) e FieldMate – um configurador universal de instrumentos de campo – atendendo aos drivers de comunicação DD, EDDL, GSD e FDM/DTM.

Soluções para todos – Ao comemorar 25 anos de atuação na área de engenharia de sistemas, automação industrial e soluções integradas para as indústrias de pequeno e grande porte, a Altus marcou sua participação no ISA Show 2007 com o mix completo de seus produtos composto pelas séries Ponto, AL, Genro, Picollo, Quark, Hádron, Mastertool, IHMs, além de inversores de freqüência.

A Altus opera os seus projetos pressupondo a necessidade de elevar os padrões de qualidade e produtividade nos processos industriais, para estudar e, por fim, sugerir qual a melhor solução específica para o cliente nos segmentos siderúrgico, petroquímico, de geração e distribuição de energia; saneamento; máquinas especiais e operatrizes; plásticos; alimentos; embalagens; transportes e comunicacões.

Produtos que minimizam o tempo de paralisação, rastreiam causas de falhas e reduzem a necessidade de manutenção são algumas das características dos sistemas de automação que a ABB apresentou.

As soluções de pequeno a grande porte que puderam ser vistas no estande da empresa incluíram, também, dois analisadores de gases e produtos de instrumentação.

“O sistema de automação 800xA é uma ferramenta que apresenta navegação fácil e intuitiva para acesso rápido às informações. É capaz de incorporar dados provenientes de diferentes fontes e aplicações e controlar grandes plantas. O Freelance é uma solução que pode ser aplicada em controles de processo de pequeno e médio porte e o AC 500 é voltado para manufatura”, descreve Andres Sancho, gerente de produto.

Por esses motivos, a ABB apostou no potencial do mercado nacional de automação e está obtendo respostas positivas aos seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

Com o aquecimento do mercado e a busca das empresas por processos automatizados, hoje esse segmento é responsável por boa parte dos negócios da ABB.

De acordo com o executivo, o desenvolvimento dessa área está ligado ao fato de a ABB possuir um amplo portfólio que permite oferecer ao mercado soluções de alto valor agregado.

No Pólo Sul – A Incontrol anunciou durante o ISA 2007 que será a fornecedora dos transmissores de nível por ultra-som para a medição e transmissão de dez tanques de óleo diesel da Estação Antártica Comandante Ferraz, base de pesquisas da Marinha brasileira no Pólo Sul.

A encomenda totaliza dez transmissores modelo ITS 1000 acoplados por sensores ultra-sônicos modelo SE 040 em kynar – um polímero praticamente invulnerável à corrosão química e  de grande resistência mecânica.

Química e Derivados, Leopoldo dos Santos, Gerente de vendas, Atualidades - Automação - Aplicações ambientais dominam ISA Show
Santos: sistema wireless foi aprovado no campo

Esses transmissores da Incontrol irão medir o nível do óleo diesel em dez tanques de 30 mil litros interligados.

O técnico de estrutura naval no Projeto Antártica, Luiz Antônio Aguiar, disse que o dimensionamento dos equipamentos para medição do nível dos tanques instalados na casa de bombas da Estação Comandante Ferraz foi definido pela Petrobras, a fim de assegurar as condições de segurança contra a contaminação ambiental em uma das áreas mais isoladas do planeta.

Durante o evento, a empresa também anunciou a ampliação de sua família de medidores de vazão eletromagnéticos com o modelo Wafer (sem flange).

O equipamento, acompanhado do conversor de sinal CEV-1000, é aplicado em fluidos condutivos (água, vinhaça, caldo, celulose, ácidos) em usinas sucro-alcooleiras, indústrias químicas, siderúrgicas e saneamento.

Nova divisão – No segmento de distribuição de produtos para sistemas de cabeamento estruturado em comunicação, automação industrial e predial, o Grupo Policom Industrial Networks anunciou o estabelecimento de parcerias com a Optical Cable Corporation, Baumier Automation e Knürr Ltda., por meio de sua divisão Industrial Networks.

A interface das redes fabricadas pela Knürr será distribuída com exclusividade pelo Grupo Policom.

A Baumier Automation distribui as soluções Hirschmann para rede Ethernet – como a família Open Rail – dispondo de mais de mil opções de configuração entre modelos compactos e modulares, além do Octopus, switches com certificação Atex, switches compactos Open Rail RS-40 full gigabit e Mach-1000.

Em outras parcerias, a Policom Industrial Networks oferece ao mercado uma linha de cabos e componentes de produtos Uninet e Unilan.

A empresa também lançou os cabos OCC da série BX Breakout, adequados para redes locais em ambientes industriais e corporativos.

Além dos cabos da série GX, Subgrouping Cable, indicados para aplicações internas e externas. Os cabos dessa série dispensam emendas intracabos e têm desenho ideal para cabos híbridos multimodo e monomodo.

Plataforma para inovação – As plataformas desenvolvidas e lançadas pela National Instruments durante todo o ano passado foram reunidas e apresentadas durante a ISA 2007 – como a plataforma embarcada LabView para suportar novos processadores Blachfin, da Analog Devices e ColdFire, da Freescale além dos pacotes de software que acrescentam novas plataformas para implementação, aumentam o desempenho de código e oferecem compatibilidade com o Módulo Statechart.

A National Instruments se propõe a transformar a metodologia dos projetos e protótipos para implementar sistemas de medição, automação e aplicações embarcadas.

Como resultado dessa nova forma de trabalhar dos seus engenheiros e cientistas, ela já desenvolveu e oferece ao mercado software como o NI LabView e hardwares modulares.

Em agosto, a empresa lançou a sua mais recente versão da plataforma gráfica para o desenvolvimento desses sistemas de teste, controle e sistema, o LabView 8.5 – após dez anos de investimento em tecnologia multiheading.

A plataforma simplifica o desenvolvimento de aplicações em sistemas baseados em FPGA e multiprocessadores multicore com mais de um núcleo de processamento, por meio de uma linguagem intuitiva e paralela baseada em fluxo de dados.

Outro produto da National para ser empregado em testes de bancada, testes embarcados em veículos e na linha de produção colocada para o mercado no ISA Show 2007 foi o NI CompactDAQ.

Classificado como ideal para a aquisição de dados, modular e de fácil conectividade via porta USB, simples configuração, software flexível, nova tecnologia de isolação de até 2300 Vrms e custo acessível foram os diferenciais apresentados pela empresa em relação ao NI CompactDAQ.

Controladores – Entre os controladores programáveis colocados em destaque no estande da Schneider Electric, o Modicom M340, o MPC6006 e o Expert BF com IHM incorporada, o controlador de processos Modicom Quantum SIL2 e o sistema híbrido UAG foram apresentados como produtos com capacidade para atender à demanda em todo o setor de automação.

O Modicom M340, programado com software IEC Unity Pro com memória de 4MB, foi desenvolvido especialmente para a manufatura de máquinas complexas.

O produto integra uma porta USB e duas portas de comunicação CANopen, Ethernet ou Modbus.

Os dados são salvos automaticamente em uma memória flash interna e sua aplicação é arquivada em um cartão de memória flash SD – dispensando baterias e manutenções.

A Schneider Eletric também apresentou uma ferramenta que unifica as bases de dados PLC e SCADA: trata-se do sistema híbrido Unity UAG (Unity Aplication Generator), que proporciona ao desenvolvedor um ambiente único para a geração de aplicativos PLC + SCADA.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios