Analítica: Feiras crescem para atender novos setores

Agora em novo centro de exposições, o Transamérica Expo Center, feiras ganham em área útil e atraem mais expositores, que passam também a abranger áreas em ascensão, como a da biotecnologia e a de diagnóstico e análises clínicas

Este ano a Analítica Latin America muda para um espaço de exposição 32% maior, comparado à última edição em 2001. Os 20 mil m² do Transamérica Expo Center, do Hotel Transamérica, em São Paulo, vão reunir entre 31 de julho e 2 de agosto, 650 expositores, sendo 250 da Analítica e 400 da FCE Pharma e HBA South America.

A Analítica é direcionada para laboratórios e diversos setores industriais, do farmacêutico ao petroquímico, passando este ano também pela biotecnologia, enquanto a FCE se concentra na indústria farmacêutica e a HBA, na de cosméticos.

Em 2001, as feiras reuniram 21.880 visitantes e, neste ano, a expectativa é obter um crescimento do público perto dos 25%. O sucesso atingido ano a ano, segundo Cássia Barros, da VNU Business Media e uma das coordenadoras do evento, é em razão das feiras terem caráter estritamente técnico e atingirem um público certeiro.

Uma das novidades da Analítica é o novo segmento coberto pela feira, o de diagnóstico e análises clínicas, uma tendência já presente em exposições com o mesmo perfil em outros países. Segundo Cássia, no terceiro dia do evento haverá um workshop totalmente voltado para esse segmento.

Essa junção facilita e é vantajosa para alguns expositores de equipamentos para a indústria química e para o setor laboratorial e clínico. Essa inovação gerou um crescimento em empresas expositoras de 5% mas, a coordenadora espera, para a próxima edição, acréscimo de 10%.

Com relação a FCE Pharma e HBA South America a novidade é a mudança de horário das conferências e palestras técnicas. Elas passarão a ser ministradas no período da manhã, direto com as entidades do setor.

Uma delas será feita pelo ISPE (International Society Pharmaceutical Engineering), outra com a Unifar (União Farmacêutica de São Paulo), e a última será voltada para a Analítica e FCE, para tratar de validação na indústria farmacêutica. O ISPE é uma associação tida como referência por mais de 13 mil profissionais da área de saúde.

Ainda com relação ao horário da feira, ao contrário da edição de 2001, a Analítica vai funcionar em seu horário normal, das 13 às 20 horas. Para quem não se recorda, nesse período do ano passado o Brasil enfrentava o racionamento de energia elétrica, motivo causador de inúmeras mudanças de hábito, inclusive do horário do evento.

Na HBA South America será entregue o 1º Prêmio Packing HBA de Design de Embalagem, em parceria com a revista “Packing Brasil”, além de dar continuidade à 16ª edição do Congresso de Cosmetologia, organizado pela Associação Brasileira de Cosmetologia. Segundo Irina Pandolfi, também coordenadora das feiras, esse ano terá participação de empresas da China e Índia, principalmente na área farmacêutica. Esses países estiveram, no ano passado, em visita à feira.

O congresso vai tratar das novas técnicas analíticas para as indústrias petroquímica de petróleo, validação e serviços regulatórios para a área farmacêutica, tendências na monitoração e diagnóstico ambiental (tratamento de água e efluentes) e ainda temas ligados às ciências da vida, incluindo o Projeto Genoma Humano.

Dentre as muitas empresas presentes na área de biotecnologia, a VNU destaca a Agilent, que vai lançar o Agilent 2100 Bioanalyser, um aparelho portátil, do tamanho de uma torradeira, para manipular DNA, RNA, proteínas e células através de um microchip.

O equipamento oferece resultados eletronicamente em forma de gráficos. Outras indústrias, como a Acatec, BCQ, dpUnion, Flowscience, Instrutherm, Nova Analítica, Toledo, Milipore vão formar o quadro de expositores da Analítica 2002.

Instrumentos em destaque na Analítica ACATEC

Química e Derivados: Feiras: Cromatógrafo líquido da Dionex.
Cromatógrafo líquido da Dionex.

Em seus 100 m² de estande, a empresa vai expor alguns modelos de cromatógrafos de íons, fabricados pela americana Dionex. Outros equipamentos em destaque são os cromatógrafos líquidos (HPLC) e o software Chromeleon.

A Dionex traz outraz novidades, como os extratores ASE, com sistema de aceleração da ação de extração por solventes através do controle de temperatura e pressão.

Esses extratores, de três capacidades, podem abreviar em até 100 vezes o tempo necessário para extrações sólido/líquido e superam os tradicionais, segundo a empresa, em economia de solventes e eficiência.

A Acatec mostra ainda as linhas de reatores e calorímetros fabricados pela americana Parr Instruments; fornos tubulares e muflas, da inglesa Carbolite, além dos equipamentos para análise de carbono orgânico total (TOC) e compostos halogenados (AOX), fabricados pela holandesa ThermoEuroglas.

No segmento de análise de alimentos e produtos farmacêuticos, a Acatec apresenta os sacarímetros, refratômetros e polarímetros. O estande da empresa terá um miniauditório, com capacidade para 20 pessoas, onde serão apresentadas, diariamente, palestras sobre técnicas analíticas e uso dos instrumentos vendidos.

ANACOM

Química e Derivados: Feiras: Analisador direto de mercúrio DMA-80 da Milestone.
Analisador direto de mercúrio DMA-80 da Milestone.

O mais novo produto da Anacom é o analisador direto de mercúrio Milestone DMA-80, especial para análises sem a necessidade de preparação de amostras. O equipamento permite obter resultados em cinco minutos para sólidos e líquidos, além de possuir amostrador automático para 40 amostras de análises autônomas. Opera com método totalmente livre de

efeitos de matriz e permite calibração com padrões sintéticos, além de atingir o limite de detecção de 0,02 ng de Hg. O DMA-80 tem aplicações nos segmentos de alimentos, solo, água, amostras biológicas, petroquímicas, dentre outras, e está em conformidade com o método EPA 7473. Outros lançamentos são os purificadores, digestores e muflas. Totalmente moldado em quartzo, o purificador de ácidos PA, segundo a Anacom, reduz custos e garante maior pureza de reagentes utilizados no laboratório.

Para garantir esse resultado, o método usado pelo equipamento é o sub-boiling. Os digestores por microondas, por sua vez, operam com vasos abertos e fechados para redução de tempo e custos, na preparação de amostras para AA, AAGF, ICP e ICPMS.

Controlado por computador, sua operação é simples, rápida e tem sistema redundante de segurança para proteção do operador e ambiente de trabalho. As muflas para laboratório atingem 1.200ºC em 50 minutos e têm resfriamento rápido. Outra de suas características é possuir sistema de aspiração de fumaça e possibilitar ensaios de cinzas sulfatadas.

BCQ

Química e Derivados: Feiras: Laboratório da BCQ segue normas GMP.
Laboratório da BCQ segue normas GMP.

A BCQ Consultoria e Qualidade oferece seu novo laboratório, para testes de esterilidade; análises microbiológicas de cosméticos, produtos farmacêuticos, correlatos, alimentos, água, domissanitários, ambientes e manipuladores; doseamento microbiológico de antibióticos, desafio microbiano de conservantes (Challenge Test) e avaliação de eficácia de saneantes. O laboratório opera com as normas de Good Manufacturing Practices e Good Laboratory Practices, estabelecidas pelo FDA e Anvisa.

Segundo a empresa, seus equipamentos são qualificados e validados, periodicamente, além de só usarem insumos de qualidade nas análises. A área limpa de classe 10.000 foi construída para testes de esterilidade de produtos farmacêuticos.

Outra vantagem é com referência às metodologias utilizadas para as pesquisas microbiológicas, aceitas internacionalmente e utilizadas nas portarias e resoluções governamentais, como a United States Pharmacopoeia (USP), 24ª edição, diretriz para as pesquisas microbiológicas em fármacos, cosméticos, matérias-primas químicas, bem como o Standard Methods of Analysis of Water and Wastewater, referência internacional para análise de água.

Química e Derivados: Feiras: Balança da Bel - controle digital.
Balança da Bel – controle digital.

BEL ENGINEERING

A Bel Engineering traz mais uma novidade para o mercado: um modelo de balança de precisão controlada por um DSP (digital signal processor). Essa tecnologia confere às balanças características intangíveis aos processos comuns, assim como respostas rápidas e grande estabilidade.

Outra novidade é a linha óptica, na qual seus equipamentos possuem estativa em alumínio com pintura eletrostática, condensador koeller e opção para ótica infinita, estabilizador eletrônico para a tensão da lâmpada e alternativa para objetivas acromáticas, semiplanas e planas cromáticas. O equipamento possui planejamento ergonômico e isso impede o cansaço do operador, mesmo depois de horas de trabalho ininterrupto.

Química e Derivados: Feiras: Cromatógrafo SimpleChrom - para operações simples.
Cromatógrafo SimpleChrom – para operações simples.

CROMACON CIOLA

O presidente e sócio-fundador da empresa, Remolo Ciola, volta às suas atividades e lança, no primeiro ano de vida da Cromacon, um cromatógrafo com fácil operação e versatilidade.

O SimpleChrom, como é chamado, opera em várias configurações de injetoras e detectores, além da configuração de unidades específicas e dedicadas a análises em usinas de álcool, gases dissolvidos em óleos de transformador, solventes, dentre outros.

A empresa também vai mostrar diversos acessórios para anexar ao SimpleChrom. Para cromatografia a gás, são colunas capilares e empacotadas, microsseringas, septos de vários tipos de aplicação para qualquer marca de cromatógrafo, metanador e liners.

Na cromatografia a líquido – HPLC, a Cromacon comercializa termostatos para colunas, colunas para HPLC Inertsil, Grace-Vydac, Kromasil, Nucleosil e Teknokroma, além de sistemas e filtros para solventes e filtros descartáveis para amostra.

No segmento de espectrofotometria, a empresa comercializa as lâmpadas de catodo oco, tubos para forno de grafite, cubetas de quartzo para UV-Vis, de vidro, plástico e para fluorescência.

Também faz parte da linha de produtos pipetas, dispensadores e buretas para transferência de líquidos e produtos para biologia molecular, bombas para sistemas de vácuo ou alto vácuo, além de serviços para reformas de cromatógrafos usados. A Cromacon também administra cursos e treinamentos.

DELTECH

Neste ano, a Deltech Control traz como novidade a representação da americana BAS – Bioanalytical Systems Inc., indústria de instrumentação analítica na área de eletroquímica, cromatografia líquida e amostragem “in vivo”. A Büchi, KEM e Orbisphere, tradicionais representadas da Deltech, também estão presentes na Analítica.
dpUNION

Apresenta, de sua representada IKA Works, uma nova linha de reatores piloto, tipo miniplanta, modelo LR-2, com sistema desenhado e planejado para reproduzir e otimizar reações químicas de processo, além de simular e aplicar agitação, dispersão, aquecimento e homogeinização em escala laboratorial. Seu sistema médio pode operar até 230o C, com vácuo de 25 mbar.

O IKA existe em três configurações padrão, pode ser monitorado e controlado por um software IKA labwoldsoft, automatizando a evolução das medições e testes, além de ser individualmente adaptável a diversos ranges em diferentes aplicações e ter opção para visco-módulo possibilitando a avaliação das características reológicas e mudanças de estado físico.

O equipamento pode ser aplicado na fabricação de cremes, loções, emulsões e preparação de lipossomas nas indústrias farmacêutica e cosmética. Outras aplicações acontecem em misturas de sólidos em líquidos, como o carbonato de cálcio, clorato de cálcio, dióxido de titânio e talco em polímeros líquidos, além de mistura de aditivos e polímeros sólidos em óleo mineral. Pode, também, dispersar e reduzir polpas sólidas e fibras em polímeros e líquidos.

FLOWSCIENCE

Uma das atrações da empresa é a plataforma automatizada para dissolução Zymark MultiDose G3 para as áreas de desenvolvimento, testes de estabilidade ou controle de qualidade. Pode ser acoplada a qualquer banho de dissolução, com exigência mínima de tempo de atenção do analista para a configuração inicial. O equipamento otimiza a produtividade para

Química e Derivados: Feiras: Plataforma automatizada Zymark Multidose G3.
Plataforma automatizada Zymark Multidose G3.

testes de dissolução para os apparatus USP I e II, com ou sem sinkers. Se operar com 50% de sua capacidade pode liberar até dois analistas, garante a empresa.

Possibilita, ainda, testes de comparação de padrão e controle às amostras, a fim de indicar resultados fora de especificação.

Mas se ocorrer erros o sistema de rastreamento de segurança secure audit trail ajuda a acelerar a investigação do problema. O MultiDose realiza estudos comparativos e alterações de meio e volume para cada frasco durante uma corrida.

A troca de meio e alteração de velocidade das pás são possíveis em uma corrida e o sistema possui um software com assinaturas eletrônicas para autorização de métodos e resultados de testes. Além disso, atende aos requerimentos para registros eletrônicos da CFR21 Part 11 e com os parâmetros harmonizados da farmacopéia americana, européia e japonesa para os testes de dissolução e pode ser validado com a utilização dos rigorosos protocolos IQ, OQ e PQ da Zymark.

Outro equipamento exposto será o TurboVap LV Concentration Workstation, substituto dos evaporadores tipo Kuderna-Danish, Rota-Vapor por vácuo e os por nitrogênio Blow-Down. É um concentrador de amostras de 50 posições, alta velocidade, pequenos volumes e operação automática desatendida.

Não tem necessidade da utilização de capelas e opera em bancada normal, além de possuir racks disponíveis para uma grande variedade de tubos de amostras. Tem um dispositivo, ou seja, um sinal audível, que avisa se a evaporação terminou.

O TurboVap é usado em laboratórios químicos com aplicações em meio ambiente, farmacêutica, toxicologia, forense, clínicos, petroquímica, farmacocinética, biotecnologia, dentre outros. O terceiro equipamento exposto é o RapidTrace, uma estação de alta demanda para extração em fase sólida (SPE), a qual possui diversas aplicações nas áreas forense, clínica e farmacêutica.

O sistema realiza, automaticamente, todos os passos de um SPE, ou seja, o condicionamento do cartucho, a injeção de amostra, o rinse e a eluição. Possui ferramentas para tornar fácil o processo de desenvolvimento de métodos e utiliza um motor de passo que aplica uma pressão positiva constante para assegurar taxas de fluxos reprodutivas.

HIPPERQUÍMICA

Química e Derivados: Feiras: Agitador mecânico Velp - autocorreção.
Agitador mecânico Velp – autocorreção.

As novidades da empresa ficam por conta de vários produtos da linha laboratorial, incluindo vidrarias comuns e especiais, porcelanas, ferragens e reagentes de diversas marcas. Destacam-se o Colleman, reagentes HPLC, especiais e soluções fatoradas.

Os agitadores mecânicos e magnéticos Velp têm um sistema de autocorreção em função da mudança de viscosidade, agitadores magnéticos sem motor e também com iluminação para facilitar a visualização de pontos de viragem em titulação e bomba peristáltica. Outro produto lançado é a balança analítica Shimadzu.

Para a Hipperquímica, esses aparelhos se diferenciam por apresentar Windows Direct. Isso quer dizer que não há necessidade de nenhum software especial para interfacear com planilhas eletrônicas, banco de dados, processadores de textos e softwares de laboratórios, mas apenas um cabo.

A leitura da balança aparece na posição do cursor. Em seu estande, a empresa terá disponível também as balanças semi-analíticas com 0,01 e 0,001 grama.

Já a estufa a vácuo Jeio Tech é ideal para secagem rápida de materiais que exigem a conservação de suas características durante o processo. Isso acontece porque o equipamento opera com temperaturas menores da atmosfera ambiente, além de dispor de uma janela de visão ampla para monitorar, continuamente, o ensaio. O Jeio Tech tem um interruptor limite de temperatura mecânico, o qual previne o superaquecimento se operado automaticamente.

A linha Bel Art tem barras magnéticas duplamente imantadas, pêras pipetadoras de três vias, pipetador de roldana tipo pip pump, pissetas com diamante de Hommel, suporte de pipetas e luvas de algodão para altas temperaturas.

IBRAM

O Grupo Ibram, especializado em projeto, fabricação e instalação de móveis para laboratórios vai lançar uma capela de exaustão de gases com gabinete independente e estrutura reforçada, painéis de comando em alumínio pintado, sistema elétrico separado do hidráulico e de gases.

Além disso, a capela tem válvulas de comando específicas para cada fluido, embora a de gás possua sistema de segurança no próprio comando.

As válvulas ficam no fundo da capela e o tampo de resina epoxy preto tem bojo em alto relevo para o líquido não seguir para a rede de esgoto. Tanto as válvulas de comando, o tampo e o medidor de fluxo de ar são importados. O equipamento possui também temporizador. Os outros três lançamentos são tampos, de cerâmica antiácido monolítico e de vidro antiimpacto e castelo, todos da Burdinola.

INSTRULAB/LABLINEA

Quem visitar este ano o estande da Instrulab e Lablinea terá oportunidade de conhecer tecnologias recém-lançadas na Europa e EUA no setor de mobiliário de laboratório integrado a equipamentos para análise de meio ambiente, alimentos, diagnóstico em saúde e microbiologia, além de lançamentos para a área química. Da italiana Steroglass, destaca-se evaporador rotativo, com total segurança ao operador integrado Cryochiller, com sistema de vácuo e refrigeração.

Ainda da mesma empresa, tem o ION3, um analisador de metais pesados sem necessidade de preparação de amostra. Já a inglesa GR Scientifica lança o titulador coulométrico CouLo Select, desenvolvido para atender a indústria petroquímica. Para o segmento alimentício, a novidade está por conta do novo destilador de proteínas VELP UDK 142, bem como toda a linha de controle ambiental. Será apresentado também um equipamento para controle de qualidade de bebidas destiladas.

LABCONTROL

O equipamento para medição da tensão interfacial da Dataphysics – AG é o lançamento da Labcontrol na Analítica 2002. O Dataphysics foi desenvolvido para controle de qualidade e pesquisas nas áreas de adesivos, polímeros, petróleo, resinas, dentre outros.

Outro produto exposto é o tensiômetro, da mesma representada, com aplicações para as medidas CMC e concentrações de surfactantes pelo método de anel Nouy Ring no modelo DCAT 11. Além desses, a Labcontrol apresenta o calorímetro C-5000 da Ika Works Inc, um equipamento designado para medição do poder calorífico de amostras sólidas e líquidas.

O C-5000 atende as normas ASTM240D, DIN51900 e ISO1928D. Esse aparelho é bastante utilizado em fornos industriais e no co-processamento de resíduos. Dessa forma, o equipamento atende às normas governamentais de incentivo e implementação de ações para o controle do lixo industrial e a preservação do meio ambiente.

LECO

O TCH600 é o novo determinador simultâneo de nitrogênio, oxigênio e hidrogênio da Leco. O equipamento é baseado na mesma plataforma do CS600, determinador de carbono e enxofre, e o TC600, de nitrogênio e oxigênio. Outro lançamento é o GDS500, um espectômetro de emissão ótica com fonte de glow discharge e detecção por Diode Array. No segmento de preparo de amostras, a Leco traz a nova linha MSX de cortadoras de pequeno e médio porte e a PT, para as de grande porte, além da prensa embutidora PR4.

MICRONAL

Presente no mercado desde 1952, a Micronal oferece soluções, por meio de aparelhos tecno-científicos e serviços. O lançamento para a Analítica 2002 é uma linha de banhos-maria, considerada pela empresa como completa. Isso porque conta com várias opções de volume, controle e precisão oferecidas pelas cinco séries e mais a flexibilidade gerada pela escolha de tubo, dreno contra transbordamento, moto-circulação para homogeinização otimizada e registro para enchimento e escoamento de água.

Tem evaporador rotativo, para atender a demanda por recuperação de solventes, secagem a baixa temperatura, concentração de amostras, dentre outros. Além disso, a Micronal representa algumas marcas de renome mundial, como a Mettler Toledo, que apresenta para o mercado o Densito 30P e o Refracto 30P, novos modelos de densímetro e refratômetro portátil, aparelhos versáteis e de simples manuseio, com desenho moderno e tecnologia de equipamento de bancada.

NOVA ANALÍTICA

Química e Derivados: Feiras: Pipeta da Gilson - aço inoxidável.
Pipeta da Gilson – aço inoxidável.

A importadora e exportadora traz algumas novidades para o segmento de pipetas da Gilson, o modelo com volume selecionável Pipetman-P, construído em aço inoxidável e PVDF, disponível em oito modelos de 0,2µL a 10mL. O tipo F cobre uma faixa de 2µL a 1000µL. Na linha de injetores automáticos, a Thermo Finnigan apresenta a série 3000 para área de automação e preparo de amostras líquidas.

Seu sistema de amostragem automático é ideal para correr análises automatizadas de pequenas quantidades de amostras e, ao incorporar o conceito do plug & play, o AI 3000 oferece controle integrado, fácil e rápida instalação do sistema compacto sobre qualquer GC Thermo Finnigan ou instrumento GC/MS no laboratório. O seu amostrador automático é um sistema de amostragem com autoprocessamento e capacidade para 105 amostras por bandeja.

A Thermo Finnigam traz também o Trace GC, um cromatógrafo a gás com aquecimento direto da coluna e taxa de aquecimento linear de até 1200oC/min, com redução do tempo de corrida da amostra. O aumento de sensibilidade do sistema torna o Trace GC adequado a análises de compostos em níveis de traço. Da GBC, a Nova Analítica apresenta o espectrômetro de massas ICP Time-of-Flight Optimass 8000 (ICP-TOFMS).

Esse novo instrumento incorpora um time-of-flight de aceleração ortogonal, além do autoprocessamento de amostras com determinação da faixa de massa completa, análise de múltiplos elementos transitórios e velocidade de amostragem de 30 mil espectros/segundo de massa completos e padronização interna simultânea. Outra novidade é o forno de grafite de efeito-Zeeman. Nesse equipamento, a GBC focalizou o desempenho de absorção atômica (AAS) com mais sensibilidade, limite de detecção, faixa dinâmica linear e custos operacionais.

O visor eletrônico para amostras (VEA) facilita a otimização de injeção de amostra no forno. O monitoramento de suas operações é visível em todas as cores e pode ser observado na garantia de perfeita injeção de amostra a qualquer momento, com otimização do processo de secagem e limites de detecção superiores. Outro lançamento da GBC é o espectrômetro de absorção atômica 932Plus com feixe duplo e o 933Plus de único feixe.

O diferencial desses instrumentos é a fonte de aplicação patenteada com novas escalas de desempenhos, simplicidade e economia, além de ser configurada para fornecer espectros de linha em tarefas específicas nas áreas de meio ambiente, alimentos, bebidas, petróleo e clínica. Outra vantagem é não precisar trocar as lâmpadas quando se mudam os elementos. Isso proporciona operações ininterruptas.

PHILIPS DO BRASIL

Há 30 anos como fornecedora de equipamentos analíticos para o controle do processo, a Philips desenvolveu o Cubix XRD, um diafômetro de alto desempenho desenhado para a determinação de free lime e um grande número de outros componentes-chave relacionados ao controle do processo e do produto final. O equipamento combina as técnicas de espectrometria por fluorescência de raios-X e de difração por raios-X, com inúmeras facilidades na preparação de amostras e na automação.

PROMÁQUINA

Os mais recentes lançamentos da Promáquina, em parceria com a Hoppmann Corporation, a serem expostos na Analítica 2002, são os posicionadores e montadoras de peças plásticas e metálicas. Os equipamentos são aplicados na montagem de baterias, peças automotivas, eletrônicas e elétricas, soquetes de lâmpadas, além de seringas de injeção, tampas flip-top, dentre outros produtos.

Química e Derivados: Feiras: Titulador Alpha Plus - 50 métodos.
Titulador Alpha Plus – 50 métodos.

SCHOTT DO BRASIL

A nova série de tituladores Alpha Plus, da Schott do Brasil, além de possuir um demonstrativo de gráfico on line, opera com memória para 50 métodos e tem conexão de três buretas de dosagem com mais quinze para titulação, sem uso de software. O equipamento também edita fórmulas e tem conexão direta com teclado padrão PC. Outra novidade da Schott é o medidor portátil Handylab.

Seus sete novos modelos trazem memória para 500 registros, possibilidade de multimedição (com o modelo Multi 12), como pH potencial de redox, condutividade, oxigênio e temperaturas. O medidor tem maleta profissional de transporte Minilab, além de resolução em pH de 0,001 e 3 pontos de calibração.

Química e Derivados: Feiras: Filta Max analisa coliforme em água.
Filta Max analisa coliforme em água.

SOVEREIGN

Distribuidora do Colilert, da Idexx, um método “rápido” para análise de coliformes em água, a Sovereign, também representante das marcas Nasco, Biocontrol, Envirologix, Rhone, VWR e Sigma-Aldrich expõe o Filta Max, produto específico para a separação da Gyardia e Cryptosporidium.

Como novidade, a empresa traz a marca Radiometer Analytical, com padrões de rastreabilidade NIST para pH e condutividade, assim como tituladores automáticos Scharlau e Copan, com kits para coleta de amostras de superfícies, composto por swabs e solução tampão para transporte. A linha para laboratórios da Sovereign atende as regulamentações técnicas ISO, QS, USP e AOAC.

TOLEDO

Química e Derivados: Feiras: Balança analítica de precisão Toledo.
Balança analítica de precisão Toledo.

Representante da Ohaus, fabricante de balanças de laboratório, a Toledo vai expor balanças analíticas de precisão e alta capacidade, analisadores de umidade e automações de processo para diversas aplicações. O destaque será o lançamento do analisador de umidade MB35. O equipamento é baseado na tecnologia de radiação halógena, iniciada em 2001, com o MB45, além de representar uma opção de menor custo comparado ao anterior.

Uma de suas características é a capacidade de pesagem de até 35 g com incrementos de 5 mg e temperatura de operação de 50oC a 160oC. Outra vantagem é possuir fonte de calor a partir do radiador halógeno, garantindo velocidade e uniformidade na velocidade de secagem. Sua interface serial RS232 permite a comunicação com computadores e impressoras, segundo o padrão GLP.

UNISCIENCE

Química e Derivados: Feiras: Multiskan Spectrum - leitura dupla.
Multiskan Spectrum – leitura dupla.

A empresa lança três linhas de produtos: Multiskan Spectrum da Thermo Labsystems, Memmert e Heidolph. O espectro- fotômetro Multiskan é o chamado dois em um.

O equipamento reúne uma leitora de microplacas (6-384 wells) e outra de cubetas (padrão ou ultra-micro 50µL) de vidro, plástico ou sílica fundida.

Com faixa de comprimento de onda de 200-100 nm (UV/visível), o equipamento permite leituras de absorbância de DNA, RNA e proteínas sem necessidade de derivatização de amostras, além de análise de concentração de RNA (A260), concentração de ssDNA (A260), concentração de dsDNA (A260), pureza de DNA (A260/A280) e cinética enzimática.

A incubadora on-board para microplacas e cubetas, para ensaios enzimáticos, mantém temperatura de 4oC até 45oC. A linha Memmert engloba estufas, incubadoras e esterilizadores, todos com interior e exterior de aço inoxidável e apresentados em três classes: mecânico, com display de temperatura digital; eletrônico, com microprocessador PID para controle de temperatura, ventilação e tempo, além de timer digital, interface RS232 e software Celsius 2000; e com microprocessador P2001, esse com suporte de lógica fuzzy (sistema inteligente), timer digital, interface RS232 e para impressora, programação de nove rampas (cartão – 40 rampas) e software Celsius 2000.

As estufas têm oito tamanhos diferentes, de 14 até 749 litros e escala de temperatura de 30oC até 220oC. Já as incubadoras são apresentadas em sete tamanhos, de 32 até 749 litros, temperatura de 30oC a 70oC e porta dupla, sendo o interior em vidro e o exterior em aço inoxidável.

Os esterilizadores têm também oito tamanhos, de 14 a 749 litros e faixa de temperatura de 30oC a 220oC. O último item da linha Memmert, os banhos, tem de 7 a 45 litros, em seis tamanhos diferentes, temperatura de 10oC até 95oC para água ou 20oC a 200oC para óleo. Possui timer digital, autodiagnóstico e microprocessador PID. O equipamento é de aço inoxidável e, opcionalmente, equipado com shaker dentro do banho.

A linha Heidolph apresenta equipamentos para transporte, separação e mistura de meios líquidos em laboratório. Os rotaevaporadores com sistema modular são analógicos ou digitais de 1 a 3 litros, os microevaporadores de 50 a 250 ml e os macroevaporadores de 6 a 20 litros.

Seus agitadores suspensos podem ser mecânicos ou eletrônicos, com interface digital ou analógica, torque alto e constante até 200% de sobrecarga e display digital para monitorar mudanças de viscosidade.

Os 11 modelos de agitadores magnéticos têm placas aquecedoras de aço inoxidável, silumin ou cerâmica vitrificada. Os shakers e mixers têm conceito modular de agitação, mistura e aquecimento, possuem seis movimentos específicos e três tridimensionais.

Fabricados em três tamanhos, eles possuem capacidade de 2,5 a 10 quilos e timer com alarme sonoro. A Heidolph produz ainda bombas, peristálticas e de alta pressão, e os homogeinizadores com velocidade controlada entre 8000 e 26000 rpm e 13 pontas diferentes.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios