Farmacêutico e Biotecnologia

Analítica 2019: Inovações de equipamentos para análises

Quimica e Derivados
24 de outubro de 2019
    -(reset)+

    Química e Derivados - Multiwave 7000 usa micro-ondas para acelerar digestão

    Multiwave 7000 usa micro-ondas para acelerar digestão

    Preparo de amostra – A Anton-Paar mostrou aos visitantes o sistema de digestão por micro-ondas Multiwave 7000. Neste sistema, é possível alcançar altas pressões (199 bar) e temperaturas (300ºC), de modo a otimizar com facilidade processos digestivos de amostras.

    A Questron exibiu o sistema Vulcan, um sistema automatizado de digestão de amostras que permite prepará-las por bateladas e adaptar o equipamento conforme as necessidades do analista. Adicionalmente, o equipamento permite a inserção de soluções, preparadas pelo usuário, no sistema.

    Reagentes e padrões analíticos – A Air Products divulgou a linha BIP+ de gases especiais, com pureza de 99,99997% e 99,99996%. “O alto grau de pureza dos gases BIP + se deve a um processo de três etapas de filtração”, explicou Murilo Dallaqua, executivo de vendas de gases especiais. “O gás é filtrado ao ser acondicionado no cilindro”. Mereceu destaque, também, a linha de cilindros descartáveis de baixa pressão, menores e mais leves que os metálicos, conferindo ampla portabilidade.

    Química e Derivados - Dallaqua: a tripla filtração garante pureza de gases BIP+

    Dallaqua: a tripla filtração garante pureza de gases BIP+

    A Interlab mostrou a tendência da empresa em expandir seu portifólio de reagentes para abranger as outras áreas da química. A ideia é não só prover insumos para a atividades na área da bioquímica, mas também expandir para outros segmentos da química, oferecendo aos clientes desde surfactantes até meios de cultura e aminoácidos.

    A Merck destacou os padrões Supelco, mais baratos que os farmacopeicos usuais, sem perder a relevância. “Esses padrões secundários custam 70% menos que os padrões farmacopeicos e, com a nova legislação, podem ser usados para análises”, comentou Daniel Teixeira.

    Tituladores – A Metrohm exibiu a nova linha Omnis de tituladores potenciométricos e Karl-Fischer automatizados. A inovação é mais segura que os tituladores convencionais, visto que os reagentes químicos permanecem em um sistema fechado, evitando a contaminação do reagente e a exposição do analista ao mesmo.

    Química e Derivados - Titulador automático segue conceito de integridade de dados

    Titulador automático segue conceito de integridade de dados

    A Mettler-Toledo mostrou a sua linha de tituladores automatizados, que também estão adequados ao conceito de data integrity da empresa.

    Química e Derivados - Karl-Fischer Omnis oferece mais segurança ao analista

    Karl-Fischer Omnis oferece mais segurança ao analista



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *