Água: GE compra Betzdearborn por US$ 1,8 bilhão

Depois de muita especulação, finalmente a divisão de tratamento de água da BetzDearborn, do grupo Hercules, foi vendida.

Em fevereiro de 2002, foi assinado um acordo de intenções com a General Eletric, cuja unidade de negócios GE Specialty Materials será a encarregada pelo novo controle da empresa.

Um comunicado da GE estipula o segundo trimestre de 2002 para a conclusão da venda.

O valor da negociação foi de US$ 1,8 bilhão, em espécie, com líquido disponível de aproximadamente US$ 1,66 bilhão, depois do pagamento de impostos, para redução da dívida.

A aquisição englobará apenas a divisão de água da BetzDearborn, visto que a sua unidade de processo para papel continuará com a Hercules.

Além dessa unidade, mantêm-se sob seu controle as divisões Aqualon, de sistemas base água (como a carboximetilcelulose) para as indústrias alimentícia, cosmética, entre outras; a FiberVisions, de fibras de polipropileno; e a Rosins e Terpenes, de resinas especiais para adesivos, alimentos e bebidas.

Para o presidente mundial da Hercules, William Joyce, a venda faz parte de uma segunda etapa de saneamento do grupo.

A primeira, realizada em 2001, foi voltada para tornar a alta dívida do grupo controlável.

Com a negociação, além de usar quase todo o valor da venda para diminuir o endividamento total, seus outros negócios se fortaleceram e as ações tornaram-se mais atrativas.

Para Joyce, apesar de a negociação reduzir as vendas do grupo Hercules em 36%, a separação permitirá uma economia anual de US$ 25 milhões, em virtude da menos complexa e focada estrutura remanescente.

“Nossos outros negócios são muito voltados para nichos de mercado, enquanto a BetzDearborn atendia a indústria em geral, o que demandava uma estratégia diferenciada”, explicou o presidente.

Embora ainda esteja em auditoria, a nova BetzDearborn deve se tornar uma nova e quinta divisão da GE Specialty Materials.

Até o momento, essa unidade controlava a GE Silicones, a GE Superabrasivos, a GE Specialty Materials e a GE Quartz.

Pelo menos por enquanto, a idéia é manter o nome da empresa e não modificar sua estratégia comercial de oferecer soluções para o mercado de tratamento de água e efluentes.

Também não está nos planos alterar sua estrutura mundial de 3.600 funcionários, 25 fábricas, escritórios em 52 países e faturamento de US$ 1 bilhão.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios