Água – Setor discute como eliminar o risco de desabastecimento

A Pentair vai expor as suas tecnologias para tratamento de águas e efluentes. Dependendo das especificações, o sistema horizontal Xiga ou o vertical Aquaflex são as membranas de ultrafiltração escolhidas para a produção de água potável e de polimento de efluentes. De acordo com a empresa, a tecnologia de membrana de ponta fornece uma solução simples e confiável para produção de água que atende aos mais altos padrões de turbidez e microbiologia. Eleva-se a produção e qualidade do permeado enquanto o custo de ciclo de vida, área ocupada, consumo de energia e produtos químicos são reduzidos.

A ADI Systems, líder mundial no tratamento de águas residuais, apresentará inovações e projetos. Dentre os cases que poderão ser conhecidos pelos visitantes, estão as atuais sete plantas em operação e em construção em países latinos. Quatro delas com o carro-chefe da marca, o reator ADI-BVF – tecnologia que possibilita menor índice de consumo químico, baixa utilização de energia e mão de obra, além de pouca geração de lodo.

Além disso, destaca-se a implantação de uma das maiores estações de tratamento de efluentes do mundo, na Laticínios Bela Vista (Piracanjuba). No projeto, foi utilizado o reator ADI-BVF, onde o efluente é tratado em meio anaeróbio e o biogás formado é captado e enviado para duas caldeiras que utilizarão esse combustível para a geração de vapor. A eficiência no tratamento dos resíduos chega a 99%, com a possibilidade de reaproveitamento, também, da água. O biogás formado pela digestão anaeróbia de efluentes líquidos, como por exemplo, a vinhaça, pode ser convertido em energia elétrica. A ADI Systems possui diversas tecnologias para a digestão da vinhaça e a utilização do biogás.

A Huesker Brasil exibirá o sistema SoilTain DW, geoforma linear para confinamento e dessecagem de lodo ou lama. A tecnologia pode ser utilizada na dessecagem e confinamento de efluentes industriais ou domésticos de estações de tratamento de água ou esgoto (ETAs e ETEs). Garante o aumento significativo do teor de sólidos do lodo armazenado, de maneira a possibilitar a remoção mecanizada e/ou o confinamento dos sólidos com menores demandas de espaço e em volumes reduzidos.

A empresa esclarece que o sistema é fácil de instalar e de operar, e requer baixa manutenção. E o mais importante, representa uma alternativa eficiente e ambientalmente correta para a disposição de resíduos, com vantagens significativas em comparação com os métodos tradicionais.

“O lançamento dos efluentes líquidos resultantes do tratamento convencional de resíduos representa grande potencial de degradação do meio ambiente. A técnica de dessecagem de lodos por formas têxteis tubulares (FTTs) reduz drasticamente este risco. A geoforma SoilTain DW certamente está entre as soluções mais eficientes na redução do teor de sólidos, sendo aplicada no tratamento dos resíduos líquidos de ETAs, ETEs e da grande maioria dos efluentes industriais”, comenta o engenheiro Eduardo Guanaes. Outra vantagem da técnica é a economia de água que pode ser muito representativa, dependendo do processo utilizado. Em algumas estações de tratamento a redução pode ser de até 65% no processo de limpeza dos filtros.

A Bauminas Química, líder nacional em coagulantes para o tratamento de água e efluentes, irá informar seus esforços em pesquisa, feitos por acreditar que a inovação constante é a melhor maneira para se manter no topo. Já iniciou as obras para a construção da nova unidade de produção de PAC (policloreto de alumínio), no complexo fabril de Salvador-BA. O investimento total na ampliação será de R$ 18,7 milhões e a capacidade instalada será de 34 mil t/ano. A previsão é de inauguração em janeiro de 2017. Uma das principais matérias-primas para a produção do PAC, o ácido clorídrico, também será produzido pela Bauminas, como subproduto da fabricação de sulfato de sódio e potássio, na sua unidade fabril de Camaçari-BA, que será inaugurada no início do segundo semestre deste ano.

Além dos projetos no Estado da Bahia, que ainda contará com a ampliação da unidade fabril de Mucuri para atender a demanda do sul daquele Estado e do Espírito Santo, serão inauguradas mais três unidades produtivas no segundo semestre de 2016: Rio de Janeiro-RJ, Luziânia-GO e Manaus-AM. Com tudo isso, a empresa passará a ter 15 unidades fabris estrategicamente localizadas no Brasil, fortalecendo um dos seus principais diferenciais, a logística estruturada e inteligente, e ampliando a oferta de coagulantes inorgânicos da nova geração.

A Bürkert apresentará a sua mais recente inovação para monitoramento de água potável. Com o sistema de análise online tipo 8905, adicionará um completo, compacto e modular sistema de análise de água em sua gama de produtos. Esse sistema foi projetado para estações de tratamento e de distribuição de água, para monitoramento contínuo da água tratada e não tratada, armazenando os mais importantes parâmetros de medição antes que a água entre na rede de abastecimento.

A B&F Dias informará sobre um sistema pioneiro no mercado de tratamento de esgoto, lançado no início deste ano. O B&F Energy é um sistema de energia misto, composto pelo fornecimento da eletricidade convencional e solar, responsáveis pelo acionamento de comportas e sopradores de ar. A geração de energia é obtida pela irradiação solar em contato com placas fotovoltaicas. Possibilita grande redução do consumo da energia elétrica paga. O sistema conta com um kit especial formado por placas fotovoltaicas, sistema de controle e suportes para as placas. Ele é desenvolvido e adaptado de acordo com as especificidades de cada projeto.

Página anterior 1 2 3 4Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios