Agitadores – Vários setores retomam projetos e compram mais equipamentos

Eder Nunes, vendedor técnico da Zeppelin Systems Latin America Ltda., prefere definir o comportamento do mercado como “bastante competitivo” e observa que, nos últimos anos, os fabricantes de baixa qualidade, como os chineses, não eram uma ameaça comercial. Mas, agora, os equipamentos asiáticos “são capazes de atrair e conquistar o interesse das empresas que buscam soluções para mistura de alta eficiência”. Em sintonia com Nunes, Weiss adiciona que, a longo prazo, “devemos nos preparar para duros golpes das importações e disponibilizar prestação de serviços”.

Nunes avalia que a principal aposta continuará sendo feita no segmento da construção civil. As obras ligadas aos grandes eventos esportivos programados para os próximos anos – Copa do Mundo de Futebol, em 2014, e a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016 – impulsionarão a indústria do PVC, “que, na maioria dos casos, necessita de equipamentos de mistura em seu processo”. Viegas também está otimista com as perspectivas a curto e médio prazo para os equipamentos especiais: “Já em 2013 deve ocorrer um aquecimento por conta da estabilidade política pós-eleições e das obras e investimentos previstos para a Copa e a Olimpíada.”

Enquanto Nunes assinala que a indústria do PVC é o carrochefe do segmento, Barretto declara que há vários clientes e setores econômicos que se revezam na liderança dos investimentos. Ele cita os processos de beneficiamento de minerais por vias hidroquímicas, além da indústria petroquímica (tendo à frente a Petrobras e a Braskem), a de tratamento de efluentes e a de química fina. A Semco tem fornecido vários equipamentos para esses setores, tais como agitadores, dispersores, misturadores, secadores de lodo, torres de resfriamento etc.

Química e Derivados, Leandro Damico, Gerente de negócios da Sulzer Pumps Wastewater Brasil, Agitadores
Leandro Damico: agitadores eficientes consomem menos energia

Para Damico, da Sulzer, no caso dos misturadores submersíveis e agitadores ABS, os principais clientes estão na área de saneamento. Indústrias de outros segmentos também utilizam esses equipamentos no tratamento de seus efluentes. Na opinião de Weiss, da Rodrinox, os setores de cosméticos, químico e alimentício são os mais promissores. Os clientes da Korthmix estão distribuídos nos ramos de química fina, cosmética, higiene/limpeza e indústria petroquímica. “No momento, a indústria petroquímica é responsável por 60% do nosso faturamento em equipamentos especiais”, indica Viegas.

Perspectivas – A expectativa da Semco para 2013 é registrar um aumento de, pelo menos, 15% nas vendas desses equipamentos. Com a busca de novas tecnologias, a empresa espera, a médio prazo, aumentar o portfólio de produtos e, com isso, incrementar o faturamento em pelo menos 30%, no espaço de dois anos. E com a consolidação das novas tecnologias, o faturamento deverá dar um salto acima de 50% sobre a base atual em cinco anos, prevê Barretto.

A Semco está investindo em um novo laboratório de testes, em marketing na divulgação de produtos, no desenvolvimento de equipes de alta performance, na formação de parcerias e na aquisição de ferramentas avançadas de cálculo e dimensionamento de equipamentos. Além disso, há, de acordo com Barretto, investimentos recorrentes para a manutenção das certificações ISO 9000 e ASME “U” e “UM”.

Com o objetivo de ampliar a sua atuação no segmento de coleta e tratamento de efluentes, a Sulzer Pumps adquiriu, no ano passado, a Cardo Flow Solutions, incluindo a marca ABS, com forte tradição em equipamentos de bombeamento e tratamento de águas residuais. Durante a Weftec (Water Environment Federation’s Annual Technical Exhibition and Conference), feira realizada em outubro passado em New Orleans, nos Estados Unidos, a Sulzer lançou a linha completa de misturadores submersíveis ABS XRW, com motores de eficiência premium, que asseguram melhor desempenho com menor consumo de energia.

Química e Derivados, Roberto Weiss, Diretor comercial da Rodrinox Ind. e Com. Ltda., Agitadores
Roberto Weiss: investimento para aprimorar processos dos clientes

Os lançamentos – propulsores de múltiplas aletas contrablock plus; expansão do misturador submersível ABS XRW; linha de misturadores de baixa rotação ABS XSB; e turbocompressor ABS HST 20 – completaram a linha ABS EffeX, um conjunto de soluções de alta confiabilidade e grande eficiência energética para o setor de efluentes, informa a empresa. A linha ABS EffeX foi introduzida no mercado em 2009, com o lançamento da bomba submersível para esgoto ABS XFP, a primeira de sua categoria a oferecer um motor de eficiência premium IE3.

A linha XRW tem diferentes opções de motorização, conforme a aplicação/ tipo de mistura (velocidade alta, média e média-baixa). O misturador de velocidade média conta com um exclusivo motor de ímã permanente, com melhor rendimento e menor desgaste. Com relação aos misturadores de baixa rotação flow booster ABS XSB, Damico destaca: “É o maior equipamento dessa categoria, com desempenho superior e economia de energia de até 25%, em comparação com as tecnologias convencionais.”

Página anterior 1 2 3 4Próxima página

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios