Comércio e Distribuição de Produtos Químicos e Especialidades

Adesivos – Mercado prefere produtos sem aromáticos e os de base aquosa

Marcelo Furtado
15 de julho de 2012
    -(reset)+

    Adesivos – Metalocenos melhoram Hot-Melt

    Fornecedora de adesivos com forte penetração nos setores calçadista e moveleiro e, ultimamente, com novos investimentos, nas áreas de papel e embalagem, transportes e construção civil, a gaúcha Artecola buscou na internacionalização a fórmula para crescer. De acordo com o diretor comercial da empresa, Sérgio Smidt, a Artecola, em 1997, abriu a primeira filial na Argentina, na época uma distribuidora de produtos exportados do Brasil, e hoje conta com plantas em cinco países: Argentina, Chile, Peru, Colômbia e México, além de suas unidades nacionais no Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Bahia.

    Além da internacionalização, porém, outra estratégia foi investir em inovação, com desenvolvimentos próprios e em parcerias com institutos de pesquisa. Fazem parte desse rol de parceiros o Senai-RS, as universidades federais de São Carlos-SP, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Dentro dessa política, vale também mencionar as parcerias com empresas internacionais, como a francesa Protechnic, na área de adesivos com a tecnologia dos termofilmes, utilizados na indústria de papel e embalagem.

     

    São frutos da parceria com os franceses: o adesivo hot-melt metaloceno, que permite alto poder de adesão com menor utilização de matéria-prima e aplicado em menor temperatura (menos gasto de energia e desgaste dos equipamentos); e ainda, os hot-melts com poliuretanos reativos, 100% sólidos; e os adesivos aquosos monocomponentes, feitos com nanotecnologia, que eliminam a necessidade de uso do reticulante de isocianato, substância na categoria de químicos perigosos.

    No varejo, a Artecola atua com a marca Afix, que compõe um portfólio de adesivos e selantes para a construção civil e o setor moveleiro. Desde 2011, foram lançados mais de 20 produtos nessa linha, entre eles adesivo epóxi líquido, adesivo instantâneo, impermeabilizante, silicones, selantes, entre outros.



    Recomendamos também:








    2 Comentários


    1. JOSE MAURICIO DE MATOS

      PRECISO DE UMA COLA RESISTENTE A 450 GRAUS


    2. Claudio Barbosa

      Tomara que a Anvisa realmente obrigue as empresas a abolirem de vez os solventes entorpecentes das colas de sapateiros. É um absurdo que ainda não o tenham feito. Parabéns pela reportagem.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *