Ácido glutâmico

Ácido glutâmico: venha conhecer seu conceito, fórmula química, principais aplicações e importantes fornecedores no Brasil

Quer entender o que é o ácido glutâmico e sua importância tanto para o funcionamento do organismo como para diversos setores industrias? Venha conferir esta matéria! Aqui você encontra tudo o que precisa saber, de conceito a fornecedores.

Acesso Rápido no post

O que é ácido glutâmico?
Fórmula química
Principais características do ácido glutâmico
Para que serve o ácido glutâmico?
Manipulação do ácido glutâmico
Onde comprar o ácido glutâmico?

O que é ácido glutâmico?

O ácido glutâmico, também conhecido como glutamato ou L-ácido glutâmico, consiste em um aminoácido que desempenha papéis importantes no organismo humano.

Vale lembrar que as proteínas são formadas por pequenas unidades chamadas de aminoácidos, e aqueles produzidos pelo corpo, inclusive no cérebro, são os aminoácidos não-essenciais, enquanto os outros encontrados em alimentos são denominados aminoácidos essenciais.

Os aminoácidos essenciais podem ser encontrados em uma grande variedade de alimentos, como peixes, carnes vermelhas, laticínios (leite e queijo), ovos e vegetais (aspargo, agrião e alface).

O ácido glutâmico não deve ser confundido como o glutamato monossódico, embora apresentem funções parecidas no organismo humano. O glutamato monossódico é o sal do ácido glutâmico, derivado da fermentação da cana-de-açúcar e posterior conversão do ácido glutâmico em glutamato monossódico. É preciso destacar que este sal glutamato monossódico (GMS) não é encontrado naturalmente, ou seja, é produzido apenas industrialmente. Já o ácido glutâmico pode ser encontrado naturalmente ou fabricado pela fermentação de fontes de carboidratos.

Glu e (S)-2-Aminopentanedioic acid são outros sinônimos deste ácido.

    Orçamento Rápido

    Informe os produtos que deseja receber cotação.

     

    Fórmula química

    Sua fórmula molecular é C5H9NO4. Este aminoácido tem um ácido carboxílico como grupo funcional (COOH) na sua cadeia lateral.

    Principais características

    • Peso Molecular: 147,13 g/mol;
    • CAS: 56-86-0;
    • Aspecto: sólido cristalino (pó);
    • Cor: branco;
    • Inodoro;
    • Leve sabor ácido;
    • Solúvel em água;

    Para que serve o ácido glutâmico?

    Além da enorme importância que o ácido glutâmico desempenha nos seres vivos, ele também é relevante na indústria, sendo utilizado por variados segmentos para as mais diferentes funções. Confira algumas aplicações a seguir:

    • Saúde humana: Ele exerce várias funções no organismo sendo as principais: estimula a ação dos neurônios do sistema nervoso central, melhorando o aprendizado e memória; controla níveis de amônia na circulação; auxilia na produção de energia; participa da síntese de proteínas; melhora o sistema imunológico; papel importante na formação e síntese de outros aminoácidos; melhora função cardíaca e muito mais.

    O ácido glutâmico pode ser usado ainda como um componente de nutrição enteral e parenteral.

    • Setor farmacêutico: o ácido glutâmico pode ser utilizado em medicamentos e suplementos dietéticos.
    • Laboratório químico: ele é aplicado em análises clínicas e para a produção de outras substâncias. Pode ser aplicado como matéria-prima na fabricação de surfactantes e quelantes, além de material de partida para a síntese do ácido fólico e outros produtos farmacêuticos.
    • Setor agrícola: através dos aminoácidos, as plantas sintetizam as proteínas e enzimas necessárias para o seu crescimento. O ácido glutâmico é um desses aminoácidos, ou melhor, é um aminoácido básico que inclusive pode ser transformado em outros para o metabolismo das plantas.
    • Rações: este produto pode ser utilizado ainda em rações por aumentar o apetite de animais, como leitões.
    • Setor de alimentos: o sal do ácido glutâmico, conhecido como glutamato monossódico, é utilizado aqui como aditivo alimentar para intensificar o sabor dos alimentos, deixando-os mais gostosos e aumentando a sensação de prazer. Ele oferece o sabor unami, sabor agradável que aumenta a salivação e e a continuidade por um tempo após a ingestão. Sua utilização é comum em alimentos processados e comidas de fast food.

    Conforme a ANVISA, aditivos alimentares são “todo e qualquer ingrediente adicionado intencionalmente aos alimentos sem o propósito de nutrir, com o objetivo de modificar as características físicas, químicas, biológicas ou sensoriais, durante a fabricação, processamento, preparação, tratamento, embalagem, acondicionamento, armazenagem, transporte ou manipulação de um alimento”.

    Leia Mais
    Tensoativos – Consumo cresce, mas busca alternativas
    FCE Cosmetique/Pharma: Feira se firma como plataforma de lançamentos globais de ingredientes cosméticos
    Aditivos Alimentares – Insumos melhoram propriedades das carnes e derivados
    FCE Cosmetique 2010 – Insumos de origem natural renovável predominam entre as inovações e destacam a posição brasileira
    Cosméticos – Combinações adequadas dos tensoativos deixam a pele e os cabelos mais limpos e saudáveis
    Cosméticos – Ativos ajudam a proporcionar mais beleza e saúde
    HBA: Onda natural serve de argumento para exportações
    HBA: Feira quase dobra de área e acolhe 16 mil pessoas
    FCE Pharma: Novos ativos para reformular o fármaco nacional

    Manipulação do ácido glutâmico

    Esta substância não é classificada como perigosa de acordo com a legislação, no entanto é preciso tomar cuidados durante o manuseio, sempre respeitando as regras gerais de segurança. Evite o contato com o produto e a inalação de pós.

    Para mais informações, consulte a FISPQ (Ficha de Informações de Produtos Químicos), documento que contém todas as informações sobre o produto, incluindo propriedades físicas e químicas, riscos e procedimentos de segurança para o manuseio, EPIs recomendados, medidas de primeiros socorros, medidas de armazenamento, informações sobre transporte e muito mais.

    É importante que a FISPQ esteja presente no local que envolve a manipulação de produtos químicos para que o colaborar possa consultá-lo a qualquer momento, garantindo assim a segurança no ambiente de trabalho.

    Medidas de primeiros socorros

    – Em caso de inalação: remover a pessoa para local ventilado. Se não respirar, dar respiração artificial. Procurar atendimento médico.

    – Em caso de contato com a pele: deve-se lavar o local contaminado com água abundante e sabão. Caso seja necessário, vá a uma consulta médica.

    – Em caso de contato com os olhos: recomenda-se lavar os olhos com água abundante por alguns minutos. Se for necessário, procure atendimento médico.

    – Em caso de ingestão (grandes quantidades): enxaguar a boca com bastante água. Nunca oferecer nada pela boca a pessoa inconsciente. Em caso de mal-estar, consultar um médico.

    Sobre armazenamento, é preciso manter as embalagens bem fechadas e guardas em local seco e limpo a temperatura ambiente.

    Onde comprar o Ácido glutâmico?

    Para encontrar os principais fornecedores de ácido glutâmico no Brasil, acesse o Guia QD, o mais completo guia eletrônico de compras e vendas do setor químico e importante ferramenta da editora QD para o desenvolvimento de negócios entre fornecedores e compradores.

    Nele, você tem acesso rápido a diversos fornecedores e ainda conta com a facilidade de realizar vários orçamentos de uma só vez para diversas empresas.

    Nenhuma ferramenta do mercado oferece um suporte tão grande como o Guia QD. Experimente essa incrível facilidade e veja como é possível ganhar tempo em suas cotações e agilizar suas compras

      Orçamento Rápido

      Informe os produtos que deseja receber cotação.

       

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado.