Meio Ambiente (água, ar e solo)

Achema: Versatilidade e eficiência marcam novos produtos

Quimica e Derivados
26 de junho de 2003
    -(reset)+

    Química e Derivados: Achema: Pereira - placas gigantes operam com água do mar.

    Pereira – placas gigantes operam com água do mar.

    A alemã Gneuss expôs a nova geração dos sistemas de filtração rotativos da série RSFgenius. A nova linha apresenta diversos melhoramentos, como área ativa de filtração de 2.870 cm2, capacidade superficial máxima de filtração de 1,7 m2/hora, e pressão de ± 0,02 bar após passagem pelo sistema de filtração. Graças à área de filtração maior, economias de até 20% no custo do investimento pode ser obtido. A máquina exposta no estande da empresa foi a RSFgenius 175, com área ativa de filtração de 500 cm2. Outro lançamento foi o novo sistema de filtração de materiais derretidos contaminados. A máquina integra um sistema de troca de telas, uma bomba e um filtro com canais de derretimento reologicamente otimizados que promovem a operação de filtração em tempo mínimo, ou seja, mantendo as caraterísticas (cor, opacidade e propriedades mecânicas) do material derretido. O equipamento em exposição incorporava sistema de troca de telas HSSprimus 60 e filtro RSFgenius 90.

    A Klima Termo-Tech, produtora de trocadores de calor e plantas de resfriamento, expôs trocador de calor com tubos compactos e lamelas, usado na indústria eletroeletrônica. Segundo o engenheiro de vendas Henk van der Lip, o sistema de lamelas acoplado aos tubos intensifica a troca de calor, e consiste de uma patente exclusiva da empresa. Os tubos que compõem o trocador são duplos; em caso de vazamento, o fluido escorre pelo interstício entre os tubos e acomoda-se em um depósito onde é possível saber-se a extensão dos vazamentos. Esse tipo de trocador é bastante usado em geradores, e segundo o gerente de vendas Rainer Böttcher a Klima fornece equipamentos para a usina de Itaipu, no Brasil, e participa do projeto da maior hidrelétrica do mundo, em Três Gargantas, na China.

    Química e Derivados: Achema: Toson - vibrador industrial vira produto de fitness.

    Toson – vibrador industrial vira produto de fitness.

    Água do mar – A portuguesa Arsopi-Thermal apresentou placas da série UX para trocadores de calor. Com diâmetro de conexão de 0,5 m, o UX-100 atende a taxas de fluxo de até 5.000 m3/h, e opera no arrefecimento de águas de processo usando água do mar. Segundo o engenheiro mecânico Cunha Pereira, a água do mar só precisa ser filtrada antes da utilização. As placas UX são fabricadas na Europa pela Arsopi-Thermal sob licensa da Hisaka, do Japão.

    A Italvibras, da Itália, fabrica vibradores industriais, utilizados na descarga de silos, por exemplo, e no transporte de materiais em geral. Segundo o engenheiro Massimo Toson, os vibradores são normalmente usados para o transporte em pequenas distâncias, substituindo o transporte por correias, com vantagens em distâncias inferiores a 10 m. Além de sua linha tradicional de vibradores em aço-carbono, a Italvibras mostrou sua nova linha de vibradores em inox. A empresa também apresentou um novo desenvolvimento – segundo Toson, apenas uma aplicação da moda – para o segmento de condicionamento físico. Uma espécie de escada montada sobre vibradores, com quatro “andares”, pode ser utilizada para substituir algumas horas de caminhada. O aparelho, entretanto, é bastante ruidoso, e embora possa contribuir para a queima de algumas calorias, provoca intenso desconforto nos usuários.

    Química e Derivados: Achema: Nanz - atenção a estudantes visa futuros compradores.

    Nanz – atenção a estudantes visa futuros compradores.

    Compradores do futuro – A presença de estudantes nos corredores da Achema 2003 foi marcante. Segundo alguns deles, as universidades alemãs promovem intensamente a participação nesse tipo de evento, e era possível contar inúmeras excursões de estudantes chegando à Messe durante todos os dias do evento. “ Faz todo sentido atender aos estudantes, pois eles serão os compradores do futuro”, disse Ulrich Nanz, gerente de vendas da sueca Sandvik Steel. A empresa apresentou sua nova máquina de granulação por calor da linha Rotoform, a Rotoform HS, para capacidades elevadas. O princípio de funcionamento da máquina, desenvolvido pela empresa, consiste de um cilindro perfurado alimentado, que produz as partículas em tamanho desejado por movimento de rotação, expulsando-as e depositando-as em uma correia, onde uma etapa de aquecimento finaliza o processo. Segundo Nanz, a nova máquina atende a produtos com tempo de solidificação entre 10 s e 15 s, caso do enxofre e da uréia. No modelo novo, o tambor giratório é maior, elevando a capacidade da máquina, mas restringe o uso à produtos com tempo de solidificação baixo.

    Os modelos anteriores da linha da Sandvik apresentavam o inconveniente de não operarem em altas capacidades, pois a velocidade de rotação do cilindro limitava todo o processo (caso a velocidade fosse muito elevada, as gotas eram arremessadas em várias direções). Com um tambor de raio maior, a aceleração a que as gotas são submetidas é menor, possibilitando maiores velocidades.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *