Acetato de vinila

Acetato de vinila: descubra suas principais aplicações, fórmula química e outras considerações importantes

 O acetato de vinilia é um composto muito utilizado na fabricação do polímero poliacetato de vinila (PVA), o qual apresenta diversas aplicações, com destaque para a indústria de adesivo, tintas, filmes e revestimentos. Outro uso relevante é para a produção do etileno vinil acetato (EVA), um polímero flexível, leve e resistente a impactos, o qual é consumido principalmente pelas indústrias de calçados, embalagens e automotiva.

Conheça mais aplicações deste produto químico ao longo da matéria e veja mais destalhes. Vem com a gente, boa leitura!

Acesso Rápido no post

O que é o acetato de vinila?
Qual a fórmula química do acetato de vinila?
Quais são suas características?
Para que serve o acetato de vinila?
Como deve ser realizado o manuseio do acetato de vinila?
Onde comprar o acetato de vinila?

O que é o acetato de vinila?

O acetato de vinilia, conhecido também como éster etilênico do ácido acético, é um composto orgânico que tem a aparência de um líquido transparente e com o odor característico.

    Orçamento Rápido

    GuiaQD.com.br

    Informe os produtos que deseja receber cotação.

     

     

    Qual a fórmula química do acetato de vinila?

    Sua fórmula química é C4H6O2. Dessa forma, ele é formado por 4 carbonos, seis hidrogênios e 2 oxigênios.

    Quais são suas características?

    • CAS 108-05-4.
    • Estado físico: líquido.
    • Cor: incolor.
    • Odor: Fruta.
    • Ponto de fusão/ ponto de congelamento: – 93,2ºC.
    • Ponto de ebulição inicial e faixa de temperatura de ebulição: 73ºC.
    • Ponto de fulgor: – 4ºC (vaso fechado).
    • Taxa de evaporação: 8,9.
    • Peso Molecular: 86,09GMOL.
    • Estabilidade: produto considerado estável em condições normais de temperatura e pressão.
    • Materiais incompatíveis: ácidos fortes, aminas, amônia, bases fortes, metais, oxidantes fortes e peróxidos.

    Para que serve o acetato de vinila?

    O acetato de vinila é um produto químico extremamente versátil e, portanto, que possui ampla aplicação industrial. Confira a seguir as principais utilizações deste composto nos mais diferentes segmentos:

    • Produção do PVA (poliacetato de vinila): ele é formado pela adição sucessiva de vários monômeros do acetato de vinila e usado para diversas finalidades como tintas, colas, adesivos e filmes plásticos (filmes finos, transparentes e flexíveis). Outra aplicação comum do PVA é para goma de mascar.

    É conhecido por sua boa flexibilidade, aderência em variadas superfícies e solubilidade em água quando não está densamente compactado.

    • Fabricação do EVA (Etileno Vinil Acetato): este copolímero é composto por etileno e acetato de vinila e é aplicado principalmente na indústria de calçados, embalagens, brinquedos, material esportivo, indústria automotiva, artefatos médicos e odontológicos.

    Sua grande aplicação na fabricação de solados de calçados ocorre em razão das propriedades do EVA que englobam flexibilidade, resistência e amortecimento. Por sua vez, nas embalagens se destaca em razão da capacidade de absorver impactos e oferecer resistência a produtos químicos.

    Vale ressaltar que o PVA e o EVA são polímeros diferentes, com propriedades diversas e aplicações distintas.

    • Utilizado em colas e adesivos para madeira.
    • Aplicado em papel: ele é usado neste setor com um agente de revestimento com o objetivo de melhorar as propriedades do papel, incluindo elevação da resistência e melhor adesão de tintas.
    • Utilizado em análises químicas.
    • Aplicado em fibras têxteis: o acetato de vinila é usado aqui como acetato de celulose ou rayon acetato. Tal aplicação serve para a produção de tecidos mais leves e macios.
    • Usado ainda em produtos médicos: os derivados de acetato de vinila podem ser aplicados em implantes e material de sutura.

     

    Como deve ser realizado o manuseio do acetato de vinila?

    Após a leitura e compreensão das precauções de segurança é permitido seguir para o manuseio do acetato de vinila. Recomenda-se que a sua manipulação ocorra em área ventilada ou com sistema geral de ventilação/exaustão local. Também é importante que seja evitada a formação de vapores ou névoas durante este processo. O colaborador deve ainda evitar inalar o produto e fazer uso de equipamento de proteção individual (EPI), como luvas de proteção, roupa de proteção, proteção ocular, proteção facial e outros indicados na FISPQ.

    Medidas de primeiros socorros

    – Em caso de inalação: retire a vítima para local ventilado e a mantenha em repouso, numa posição confortável que não dificulte a respiração. Em caso dificuldade para respirar e/ou indisposição, procure atendimento médico.

    – Em caso de contato com a pele ou cabelo: remova imediatamente toda a roupa e sapatos contaminados. Enxágue a área afetada com bastante água. Se possível, tome uma ducha. Vale passar em consulta médica.

    – Em caso de contato com os olhos: lave cuidadosamente os olhos com água durante vários minutos. Se estiver usando lentes de contato, remova-as, se for fácil. Caso a irritação ocular persista, consulte um oftalmologista.

    – Em caso de ingestão: Nunca ofereça nada à pessoa inconsciente. Lave a boca da vítima com água em abundância. Caso a vítima sinta indisposição, contate um médico.

    Nas consultas médicas, é válido levar a FISPQ (Ficha de Informações e Segurança dos Produtos Químicos), visto que ela apresenta informações completas sobre determinado produto químico. Neste documento é possível encontrar conteúdo sobre medidas de primeiros socorros, medidas de combate a incêndio, manuseio e armazenamento, propriedades físicas e químicas, transporte, perigos, riscos, ingredientes, proteção individual e muito mais.

    Quanto ao armazenamento, recomenda-se que este produto químico seja mantido em recipiente hermeticamente fechado e guardado em local ventilado e protegido do calor, em temperatura ambiente que não exceda 35ºC.

    Onde comprar o acetato de vinila?

    Para encontrar os principais fornecedores de acetato de vinila, acesse o Guia QD, o mais completo guia eletrônico de compras e vendas do setor químico e importante ferramenta da editora QD para o desenvolvimento de negócios entre fornecedores e compradores.

    Nele, você tem acesso rápido a diversos fornecedores e ainda conta com a facilidade de realizar vários orçamentos de uma só vez para diversas empresas.

    Nenhuma ferramenta do mercado oferece um suporte tão grande como o Guia QD. Experimente essa incrível facilidade e veja como é possível ganhar tempo em suas cotações e agilizar suas compras.

    Leia Mais

    Ácido Polivinílico
    A indústria química como chave para um futuro mais sustentável
    Têxtil: Por dentro dos não tecidos
    Adesivos – Formulações adequadas aos clientes têm vendas aquecidas
    Adesivos: Construção verde incentiva uso de tecnologias híbridas e isentas de solventes
    Tintas e Revestimentos – Como funciona a tinta intumescente

      Orçamento Rápido

      GuiaQD.com.br

      Informe os produtos que deseja receber cotação.

       

       

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado.