QUÍMICA.com.br – O Portal da revista Química e Derivados


Tintas e Revestimentos

ABRAFATI – Tintas assumem novas funções para mercados em recuperação

Rose de Moraes
17 de outubro de 2009
    -(reset)+

    Química e Derivados, Magalhães Fernandes, diretor de negócios da Dow Coating Materials para todos os países da América do Sul, ABRAFATI

    Magalhães Fernandes: química ajuda a evoluir as tintas

    “A Dow Coating Materials já está criando as inovações do futuro para que o mercado de tintas possa evoluir o mais rápido possível”, afirmou José Magalhães Fernandes, diretor de negócios da empresa para todos os países da América do Sul. Um dos setores contemplados pela nova safra de tecnologias é o automotivo para o qual foi desenhado um polímero acrílico com função autocicatrizante (self-healing), capaz de regenerar todos os componentes presentes na emulsão, incluindo pigmentos e o próprio polímero, e que propicia à tinta o poder de autorregenerar-se após sofrer riscos e arranhaduras, ampliando a durabilidade dos revestimentos.

    Outra tecnologia inovadora da Dow Coating Materials, presente na nova plataforma de produtos sustentáveis, possibilita emulsionar resinas de poliuretano (PU) e resinas de epóxi em meio aquoso, antes apenas emulsionadas em solventes como tolueno e xileno. O novo sistema PU tem por base polióis obtidos de óleos vegetais e deverá oferecer benefícios para os setores de tintas industriais, automotivas, aplicações em linha branca, entre outros.

    Apesar de estar em fase final de conclusão, essa tecnologia deverá ser lançada dentro de um a dois anos. Isso porque, segundo Fernandes, a grande questão que se apresenta no momento é torná-la viável economicamente, tendo em vista seu ainda considerado alto custo para os padrões de consumo dos brasileiros.

    As mais recentes pesquisas na área de tensoativos surfactantes também resultaram em produtos desenvolvidos com base em óleos vegetais, para substituir os surfactantes de base solvente, oferecendo aos usuários tintas com pouco ou nenhum cheiro, a depender das formulações.

    Outra tecnologia que chamou bastante a atenção do grande público, colocada em demonstração no próprio estande da Dow Coating Materials, foi a Invizi-Pro. Trata-se de película invisível que tem por finalidade proteger tintas de uso interno e externo contra manchas de tintas de canetas e de produtos alimentícios como ketchup, mostarda, café, vinho, chocolate etc., para aplicação sobre paredes pintadas com tintas acrílicas, tintas látex, PVA, entre outras. “Vários clientes já manifestaram interesse nessa tecnologia no Brasil”, acrescentou Fernandes.

    Tintas resistentes à poluição – Soluções para tintas de alta resistência à lavabilidade e a manchas também foram apresentadas no estande da Basf, entre os quais a nova dispersão acrílica pura (Acronal DS 6282X), resistente a poeiras ultrafinas e a sujidades domésticas. O próximo passo, porém, será trazer ao mercado os frutos de novas pesquisas que permitam formular tintas resistentes a poluentes, para uso em ambientes externos. “Estamos implementando novas pesquisas voltadas ao estudo de resinas hidrofóbicas e hidrofílicas para manter as tintas imobiliárias para exteriores também mais limpas”, antecipou Edson Couto, gerente técnico regional para a área de polímeros da América do Sul.

    Edson Couto, Gerente técnico regional para a área de polímeros da Basf da América do Sul, ABRAFATI

    Edson Couto: novas resinas ajudam a manter as paredes mais limpas

    Outra resina acrílica destacada pela empresa foi a Acronal BS 700. Trata-se de dispersão aquosa de um copolímero estireno-acrílico para a fabricação de tintas econômicas decorativas, empregada como ligante, e que confere alta resistência à abrasão e menor demanda de espessante. Seu filme transparente, brilhante e flexível, apresenta teor de sólidos entre 49% e 51%, e também é isento de alquifenóis etoxilados (Apeo).

    Um novo agente dispersante (Ultradispers MD 21), também fruto de desenvolvimento da Basf para tintas de alta concentração de pigmentos em volume (ou PVC, no jargão setorial) permite adicionar altos teores de cargas minerais às tintas e ainda conservar seu desempenho. “Com o desenvolvimento de um novo copolímero acrílico, tornamos possível formular tintas econômicas em base água, com teor de 10% de resinas, no padrão de qualidade exigido pela Abrafati”, destacou Couto.

    Outros destaques foram apresentados na área de pigmentos de efeito de natureza orgânica, recém-integrados ao portfólio da Basf, após a aquisição da Ciba Especialidades Químicas. “O diferencial dos pigmentos de efeito (Ximara Fireball) está no seu processo de cristalização, que permite produzir estruturas orgânicas com efeito visual brilhante, com nuances que abrangem desde laranjas/dourados até vermelhos profundos, de acordo com o ângulo de observação, apresentando também transparência, para aplicações automotivas, em embalagens, papéis e gráfi cas, incluindo tintas para a pintura de produtos eletrônicos e bens de consumo”, acrescentou Couto.

    Química e Derivados, Wilson Carlos de Souza, diretor técnico da área de coatings da Basf para a América do Sul, ABRAFATI

    Wilson Carlos de Souza: avanços tecnológicos devem ter custos adequados aos mercados

    Também presente ao estande da Basf, Wilson Carlos de Souza, diretor técnico da área de coatings para a América do Sul, destacou a evolução do país nos últimos anos na fabricação de matérias-primas e insumos, fato comprovado até mesmo pelas exportações para países mais desenvolvidos. “Nosso compromisso é desenvolver soluções que incorporem funcionalidades técnicas às tintas, facilitem o processo de aplicação e promovam a sustentabilidade pelo uso de matérias-primas renováveis, de tecnologias à base de água e de baixo VOC, no entanto, também temos de nos preocupar com os custos para que sejam viáveis para a compra dos usuários fi nais”, comentou Souza.



    Recomendamos também:








    Um Comentário


    1. boa tarde, gostaria de saber quando será a ABRAFATI 2013, se possível adoraríamos participar das cotações dos projetos de stands deste evento..
      aguardo e obrigado
      Rogerio



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *