Abrafati Show: Chegou a hora da 17ª Edição

Esta revista que você tem em mãos coincide com a realização da 17ª edição do evento que mobiliza a cadeia produtiva de tintas: o Abrafati Show.

Finalmente, chegou o momento do tão esperado reencontro.

Temos certeza de que todos os participantes sairão satisfeitos e terão ganhos expressivos com a sua visita.

Entre os benefícios dessa participação, chamo a atenção para três, que são reconhecidos como aqueles que fazem a diferença para a maior parte dos profissionais e das empresas envolvidas no evento: o networking, o conhecimento e os negócios.

Começo pelo networking, que ganha ainda mais destaque com a oportunidade de reencontrar pessoas que não encontramos presencialmente há dois anos.

São milhares de pessoas circulando por todos os cerca de 20 mil m2 ocupados pelo evento: corredores, estandes, auditórios, espaços de alimentação e outros pontos dos pavilhões 5 e 6 e do mezanino do São Paulo Expo.

Todo esse amplo grupo – foram mais de 13 mil pessoas na edição anterior – é composto por profissionais ligados às tintas, pois se trata de um encontro segmentado e dirigido aos interesses específicos desse público.

O Abrafati Show é, portanto, a ocasião ideal para reencontrar os conhecidos e para abrir novos contatos, o que repercute em ações positivas como a troca de ideias, a apresentação de novidades, a coleta de informações, a discussão de oportunidades de trabalho colaborativo, entre inúmeras outras possibilidades.

A renovação e a ampliação do seu círculo de relacionamentos estão garantidas com a sua participação: disso você pode estar certo!

O segundo ponto a ser ressaltado é a oportunidade de obter novos conhecimentos e, ao mesmo tempo, de ter uma visão abrangente e completa em relação ao status atual da indústria de tintas.

Pelo que está exposto nas dezenas de estandes dos mais importantes fornecedores e pelos conteúdos apresentados na variada programação do Congresso, é possível entender onde estamos e para onde vamos em termos de tendências (entre as quais o ESG sobressai), de tecnologia, de busca de diferenciação, de produtos, processos e práticas sustentáveis, de soluções inovadoras para desafios já existentes ou futuros.

Ou seja, veremos como a indústria de tintas do presente está construindo sua trajetória rumo à indústria de tintas do futuro.

Tintas essas que certamente serão mais vanguardistas e proporcionarão resultados ainda melhores em termos de proteção, conservação, valorização, embelezamento, decoração, personalização, bem-estar, higiene e saúde, economia de energia, segurança e muito mais.

Para isso, aquilo que está sendo exibido e discutido se transformará em características inéditas, novas funcionalidades, melhorias em propriedades, entre diversos outros avanços.

As Sessões Plenárias ocupam um lugar de destaque naquilo que se refere a esse segundo benefício.

Afinal, ali estarão personalidades reconhecidas, que contam com experiências valiosas e singulares, somadas a formações sólidas – o que permite que façam análises, considerações e até mesmo provocações que nos abrem a mente, geram insights, criam inquietações, apontam possíveis rumos.

É disso que precisamos, nestes tempos em que as mudanças são velozes e contínuas.

A primeira dessas Sessões Plenárias trará a visão de Marcos Allemann, presidente do Conselho Diretivo da Abrafati e vice-presidente de Tintas Imobiliárias da Basf, que avaliará o momento atual, as perspectivas futuras, as transformações que o mercado vivencia e os desafios que se apresentam para o setor.

No segundo dia, a Sessão Plenária estará a cargo de Ciro Marino, presidente da Abiquim – Associação Brasileira da Indústria Química, que fará uma análise do panorama do setor químico no Brasil, comentando os principais desafios a serem enfrentados, assim como as oportunidades existentes.

Já na terceira plenária, o tema será ESG, com apresentação a cargo de Daniel Campos, chairman do Comitê de Sustentabilidade da Abrafati e presidente da AkzoNobel para América Latina, e de Hélio Mattar, presidente do Instituto Akatu.

Enquanto Daniel Campos mostrará a estratégia de sustentabilidade do setor e detalhará a importância dos indicadores ESG, Hélio Mattar explicará as linhas gerais do Programa ESG Abrafati e comentará os dados que foram obtidos no trabalho realizado para o setor.

Ao propiciar as condições para o networking profissional de alto nível e a intensa interação com foco em troca de conhecimentos, o Abrafati Show traz uma contribuição inestimável para a geração de negócios.

Na Exposição e no Congresso, fabricantes e seus fornecedores estreitarão laços, estabelecerão parcerias, discutirão novas formas de colaboração, negociarão compras e vendas.

Para uns, os resultados virão principalmente na forma de aprimoramentos futuros de seus produtos e seus processos.

Para os outros, a oportunidade estará, por exemplo, no crescimento das vendas e na ampliação da carteira de clientes.

Como desdobramento do evento, o setor de tintas no Brasil se tornará mais forte e dinâmico, assim como mais alinhado aos princípios do ESG.

Química e Derivados - Abrafati Show: Chegou a hora da 17ª Edição ©QD Foto: iStockPhotoJuntos, fabricantes e fornecedores serão capazes de desenvolver as respostas para as demandas e os desafios que seguirão surgindo, neste ambiente complexo, volátil e repleto de incertezas que caracteriza o mundo atual.

O papel do Abrafati Show é justamente esse: impulsionar o processo de crescimento e desenvolvimento da cadeia produtiva.

Tenho certeza de que haverá, para cada um de vocês que atua na cadeia produtiva, um imenso leque de oportunidades a serem aproveitadas e criadas no Abrafati Show! Vamos juntos!

Luiz Cornacchioni é presidente-executivo da AbrafatiAssociação Brasileira dos Fabricantes de Tintas e vice-presidente da LatinPin (Federação Latino-Americana de Associações de Técnicos e Fabricantes de Tintas)

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios