Química

ABRAFATI 2003: Química ajuda o setor a ganhar produtividade

Rose de Moraes
27 de setembro de 2003
    -(reset)+

    No segmento de resinas para a fabricação de tintas poliuretânicas, os novos polióis oleoquímicos da Cognis apresentam características hidrofóbicas e de altos sólidos. As novas poliamidas têm mais baixa viscosidade para sistemas com altos sólidos e novas poliamidas foram modificadas para aplicação em tintas marítimas e para manutenção com altos sólidos. Acrescente-se ainda ao conjunto de novidades as resinas especiais para a fabricação de tintas epóxi de baixa viscosidade e resinas para sistemas de cura UV.

    O segmento de tintas gráficas também deverá ser beneficiado pelas inovações da Cognis que desenvolveu um novo aditivo reativo, capaz de promover efeito deslizante (slip) em sistemas de cura UV.

    Para quem teve a oportunidade de visitar o estande da Reichhold, uma grande diversidade de novas emulsões e resinas foi apresentada. Envolvendo sistemas base água, duas novas emulsões foram lançadas. Uma delas, acrílica e com alto teor de sólidos (entre 40% a 60%), foi desenvolvida para atender ao segmento de pinturas de áreas externas. A outra emulsão, em vinil acrílico, recomendada para aplicações internas, além de permitir sucessivas lavagens, apresenta resistência mais alta a produtos de limpeza.

    Para sistemas em base solvente, uma nova emulsão acrílica de alto brilho integrou a nova safra de desenvolvimentos, devendo conferir aos produtos maior resistência à água e a substâncias corrosivas.

    No segmento de resinas alquídicas para vernizes e esmaltes com aplicações na construção civil, nos setores industrial e de manutenção, os destaques, segundo Ismael R.Corazza, responsável pelas áreas de desenvolvimento de mercado e produtos da Reichhold do Brasil, ficaram por conta de novas resinas fenoladas, orientadas para aplicações de alta adesão em substratos não-ferrosos, como alumínio e zinco, envolvendo caixilhos, calhas, perfis, entre outros.

    Química e Derivados: Abrafati: Corazza - fenoladas para alta adesão.

    Corazza – fenoladas para alta adesão.

    Para sistemas em base aquosa, dois novos grades foram lançados. Um deles é integrado por resinas alquídicas para aplicações que requeiram baixa emissão de solventes, como as tintas para residências e hospitais. O outro grade é representado pela resina alquídica/poliéster desenvolvida para aplicações que demandem alta flexibilidade, como é o caso da pintura de peças dúcteis, e alta resistência à corrosão.

    Também integrando o elenco de novidades, foram conhecidas as novas resinas epóxis, desenvolvidas para dispersões aquosas ou solventes, visando atender com maior eficiência as pinturas industriais e de componentes automotivos, bem como as novas resinas poliéster base água, desenvolvidas para a pintura de substratos plásticos.

    Especialmente para o segmento de tintas em pó destinadas à pintura de substratos metálicos, a Reichhold apresentou novas resinas poliéster ou acrílicas para aplicações de grande exigência mecânica e química, beneficiando, por exemplo, peças e componentes metálicos empregados na construção civil.

    Resina siliconada – As novidades da Dow Corning também atraíram a atenção dos visitantes. Apresentadas no estande da D’Altomare, um dos seus representantes no Brasil, as novidades dedicam-se aos segmentos de resinas e aditivos para tintas, vernizes e tintas de impressão.

    Um dos mais significativos foi a resina à base de silicone. Rica em radicais de silício, ela foi desenvolvida para modificar resinas orgânicas, sendo indicada para formulações de tintas e revestimentos de alto desempenho, podendo ser copolimerizada com resinas poliéster e alquídicas em concentrações de 15% a 50%. Além de possuir aprovação FDA (Food and Drug Administration), essa nova resina pode modificar resinas alquídicas para emprego em linhas de manutenção e atua na copolimerização de resinas à base de poliéster, utilizadas no segmento de coil coating e em tintas de alta resistência à temperatura, aplicadas em churrasqueiras, fornos, muflas, panelas etc.

    No rol das novas soluções em aditivos à base de silicone da Dow Corning, também chamaram a atenção as linhas de antiespumantes, com formulações específicas para tintas imobiliárias base água, desenvolvidas para controlar a formação de espuma e reduzir a incorporação de ar durante as operações de moagem e aplicação de vernizes e sistemas UV, e que também atuam no controle de espuma em tintas flexográficas e tintas base água para madeiras e linhas industriais.

    Entre os novos desenvolvimentos, também foram também destacadas duas novas categorias de aditivos. O primeiro promove deslizamento e maior resistência ao risco, e o segundo confere textura sedosa às tintas para impressão, para madeiras, plásticos e componentes eletrônicos.

    As ceras foram as grandes vedetes da Clariant nesta feira. Um dos produtos foi especialmente desenvolvido para tintas gráficas e aplicações em madeira. Trata-se de cera reativa para sistemas de cura UV, com a qual é possível fosquear vernizes, sem alterar suas propriedades reológicas, o que torna as películas muito mais resistentes a riscos.

    A segunda inovação consistiu na nova composição de cera em blenda com PP. Desenvolvida para tintas destinadas a madeiras empregadas nas indústrias moveleiras, a nova cera propicia textura suave, melhora o slip e promove maior resistência ao risco. Ainda na linha de ceras destinadas a tintas para madeiras e tintas em pó, destacou-se uma nova formulação que oferece efeito fosco aos substratos, podendo substituir a sílica.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *