Equipamentos e Máquinas Industriais

25ª Feira Internacional da Mecânica: Estrangeiros somam metade da exposição

Rose de Moraes
16 de maio de 2004
    -(reset)+

    TYCO

    Novidades foram apresentadas no segmento de válvulas, envolvendo as do tipo vanessa, que apresentam 1/4″ de volta de alta performance, sendo confeccionadas em metal/metal, com disco triplo excêntrico, e flange ou conexão para solda, enquadrando-se na classe de pressão ANSI 150#, 300#, 600# ou 900#, diâmetros de 2″ a 36″, bem como em se tratando de válvulas borboleta neotecha. Dos tipos wafer, lug ou flangeada, possuem corpos bipartidos, revestidos externamente em poliéster e haste/esfera em peça revestida em PFA, sede em PTFE, nos diâmetros de 1/2″ a 6″, com opção para meia esfera (C-BALL), para controle e uso em cloro. Já as válvulas de esfera neotecha possuem diâmetros de 1 1/2″ a 24″. Entre os lançamentos, destacaram-se as válvulas borboleta K-LOK, em produção no País. De alta performance, possuem disco duplo excêntrico, tipo wafer ou lug, ANSI 150# ou 300#, e corpo em aço inox ou aço carbono, nos diâmetros de 2″ até 36″.

    WHITE MARTINS

    A líder no mercado de gases industriais e medicinais destacou tecnologias de última geração, presentes na nova linha de máquinas com CNC – Comando Numérico Computadorizado -, equipadas com processo de corte a plasma de alta performance, solução que possibilita ganhos consideráveis em velocidade e qualidade aos usuários. Também destacou a nova mistura para corte de aços inoxidáveis Starplasma SS que, além de gerar ganhos na velocidade de corte, permite obter maior excelência nos acabamentos e reduzir custos de processo.

    Foram ainda apresentadas as linhas de inversores portáteis para soldagem TIG e máscaras de proteção com lentes eletrônicas fotosensíveis, desenvolvidas para oferecer maior segurança às atividades de solda e corte. Outros destaques ficaram por conta das linhas Soltig e Kemppi de máquinas inversoras portáteis para processos Mig/Mag, Tig e arame tubular, além do sistema “Cores”, para utilização em chapas finas revestidas, galvanizadas ou aluminizadas.

    UNIVAL

    No rol dos maiores distribuidores de válvulas e conexões para líquidos, gases e vapor, a empresa divulgou estar concentrando grande estoque de conexões tubulares em sua sede de 3 mil m², em São Paulo, visando dar atendimento ágil e eficaz a diversos setores industriais, comprovados por padrões de qualidade certificados pela ISO 9001:2000.

    VALLAIR

    Produtos e soluções desenvolvidos para que as indústrias possam dar fim a sérios problemas relacionados com fluidos de alta viscosidade, alto teor de sólidos em suspensão e fluidos com várias fases, constituem o foco da atuação dessa empresa que divulgou as linhas de bombas de duplo diafragma com acionamento pneumático, bombas dosadoras de alta precisão, equipamentos para controle de PH, condutividade e oxi-redução, bombas peristálticas de alta precisão de dosagem, filtros reguladores de alta precisão e transdutores I/P , P/I, e E/P, bem como cilindros pneumáticos, além válvulas de diafragma do tipo angular, reta e de retenção, com acionamento manual, pneumático e eletrônico, revestidas com materiais como teflon ou vidro, bem como válvulas de guilhotina, utilizadas em mineração e saneamento.

    Química e Derivados: Feira: Protótipo de acoplamento da Voith. ©QD Foto - Cuca Jorge

    Protótipo de acoplamento da Voith.

    VOITH

    Um exemplar em miniatura da linha de acoplamentos hidrodinâmicos ou turbo acoplamentos a água foi exibido ao público. Concebidos para transmitir potência de forma gradativa por meio da força dinâmica de fluidos em circulação dentro do acoplamento, esses equipamentos são aplicados a sistemas mecânicos, moinhos, transportadores de correia, elevadores de caneca, ventiladores, centrífugas, picadores, desfibradores, britadores, trazendo a vantagem de utilização de água, ao invés de óleos, em estrito cumprimento às normas ambientais. Isento de vibrações quando corretamente dimensionados, esses equipamentos promovem aceleração suave de grandes inércias, empregando motores com rotor em curto-circuito, partida e aceleração do motor sem carga, operando em faixas de potência de 50 kW a 1.100 kW.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *