Tintas e Revestimentos

5 de agosto de 2001

Tintas: 7º Congresso atualiza setor de tintas

Mais artigos por »
Publicado por: Quimica e Derivados
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Mudança de local oferece mais conforto para visitantes e melhor estrutura física para expositores

    Química e Derivados: Tintas: tintas1. A cada biênio que passa, o Congresso Internacional de Tintas, organizado pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas (Abrafati), se firma como um dos mais importantes eventos do setor no Brasil e na América Latina. Este ano acontece, de 19 a 21 de setembro, no International Trade Mart (ITM) – antigo Centro Têxtil – , em São Paulo, a sua sétima edição.

    Seu principal objetivo é possibilitar a troca de informações tecnológicas, além de apresentar algumas inovações do setor. “Conseguimos dar a oportunidade para as duas partes interessadas, àquele que quer divulgar e vender tecnologia e ao que deseja conhecer as novidades do mercado. Eles trocam idéias e formam um embrião para decisões futuras”, explica o diretor da Abrafati, Ernst J. Blumenthal.

    Os primeiros congressos abordavam assuntos, predominantemente, técnicos. Hoje, o leque está mais aberto. “Temas ligados à administração, qualidade, marketing, meio ambiente, segurança e saúde contribuem para a atualização dos congressistas e para que conheçam as principais tendências da indústria de tintas do mundo”, explica o coordenador técnico do congresso, Jorge Fazenda.

    Em 2001, muitas mudanças foram feitas. A primeira delas foi com relação ao local onde vai acontecer o evento. Ele deixa o Pavilhão de Exposições do Anhembi, para o ITM, uma área com cerca de 13 mil metros quadrados, com infra-estrutura de auditórios, faxes, correio, courrier, internet, salas de reunião, praça de alimentação, agência bancária, dentre outras vantagens. “A alteração do local foi um dos maiores incentivos para a participação das empresas na exposição pois elas precisavam de mais espaço para seus estandes”, observa o presidente da Abrafati, Dilson Ferreira. Para ele, a expectativa é muito boa. “Esperamos mais de mil congressistas do Brasil e América Latina”, afirma. Outro aspecto relevante, segundo Fazenda, é que devido a importância do Brasil como produtor de tintas, “os grandes fabricantes de insumos estão presentes no País e no congresso”.

    Química e Derivados: Tintas: Blumenthal - palestras atraem até os veteranos do setor.

    Blumenthal – palestras atraem até os veteranos do setor.

    Além do espaço físico, houve também um acréscimo no número de palestras. Das 70 que aconteceram no 6º Congresso, o 7º ampliou seu quadro para 75. Isso resulta em mais congressistas, visitantes e expositores. A abertura do evento ficará por conta do vice-presidente de tintas e vernizes da Basf, Rui Artur Goerck.

    Nesta edição de 2001 está confirmada, também, a presença de universidades e institutos de pesquisas. Catorze dos trabalhos a serem apresentados são de pesquisadores ligados a essas instituições. “O setor tem gerado um interesse maior na área acadêmica. Isso é reflexo da integração que se fortifica entre universidade e empresa”, diz Fazenda.

    Segundo Blumenthal, o comitê científico teve grandes dificuldades para escolher as 75 palestras.

    “Todas eram muito interessantes, mas o critério usado foi as que traziam mais inovações tecnológicas”, diz. “Nossos congressistas são técnicos de diferentes áreas, alguns já atuam há 30 anos, outros há cinco, e muitos estão entrando agora. Para cada um deles vai se abrir um horizonte diferente e em matérias específicas.” Na opinião do diretor, para os “novatos” o horizonte será muito amplo. Para os veteranos, será mais seletivo. A perspectiva para o evento, para Ferreira, é de receber uma média de 5 mil visitantes.

    Novidades – Um dos últimos avanços tecnológicos no ramo das tintas é o sistema tintométrico, tema a ser abordado no Congresso. São máquinas de mistura de tintas presentes em vários pontos de venda ou oficinas. Elas garantem as mais variadas tonalidades e cores e estão presentes nos setores automotivo, imobiliário e industrial. “Haverá uma série de palestras para discutir a melhoria deste sistema, como novos tipos de concentrados tintométricos universais. Um sistema que permita um número e precisão maior na obtenção das cores”, adianta Fazenda. Outro item de relevância discutido no congresso será com relação ao desenvolvimento de pigmentos com propriedades aperfeiçoadas de resistência ao intemperismo. “Na química aplicada, a regra geral é melhorar a eficiência dos produtos existentes”, garante o engenheiro químico e coordenador da Comissão Técnica.

    Química e Derivados: Tintas: Ferreira - vendas de 2001 ficam abaixo da previsão do setor.

    Ferreira – vendas de 2001 ficam abaixo da previsão do setor.

    Nessa vertente, vários trabalhos serão apresentados, como o desenvolvimento de um aditivo éster de celulose dispersível em água e uma nova geração de inibidores de corrosão orgânicos, ambos para tintas à base de água. Além disso, serão abordadas a evolução e tendências das cores no setor, novos insocianatos para tintas poliuretânicas de alto desempenho e baixos VOCs, assim como serão discutidos novos caminhos para a eficiência das fábricas e o impacto ambiental das tintas imobiliárias. O evento vai destacar ainda a área de resinas, emulsões, pigmentos, cargas minerais, produtos de segurança industrial, entre outros assuntos de interesse.

    Mercado – Em 2000, o setor de tintas começou a crescer. Dentre as 320 indústrias pequenas, médias e grandes foram produzidos um volume de 830 milhões de litros – um crescimento de 3,6% com relação a 1999, quando se produziu 801 milhões de litros. Segundo Dilson Ferreira, o ano passado vinha caminhando positivamente, mas no final foi negativo em função do aumento das taxas de juros, o fraco crescimento econômico e a crise na construção civil que, em geral, absorve mais de 50% da produção. Outro fator que o presidente da Abrafati coloca é a desvalorização cambial, em 1999, que gerou o aumento dos preços das matérias-primas.


    Página 1 de 1212345...10...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *