Tecnologia Ambiental

11 de abril de 2002

Resíduos: Forno de Clínquer mineiro tem aprovação ambiental

Mais artigos por »
Publicado por: Marcelo Furtado
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Química e Derivados: Resíduos: Ávila - cresce a demanda por destino adequado de resíduos.

    Ávila – cresce a demanda por destino adequado de resíduos.

    P

    ara ajudar a diminuir o déficit de alternativas para destinação de resíduos sólidos industriais, a empresa mineira Resotec, divisão do grupo cimenteiro suíço Holcim (ex-Holdercim), conseguiu licenciamento da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), o órgão ambiental daquele Estado, para co-processar resíduos em seu forno de clínquer da cidade de Barroso. Com a nova autorização, já são três as unidades da Resotec desse tipo, contando com as de Pedro Leopoldo-MG e Cantagalo-RJ (ver QD-392, pág. 55).

    Essa nova unidade poderá co-processar 40 mil t/ano, o que representa um acréscimo de 7% na oferta nacional dessa tecnologia de destruição de resíduos classe 1 (perigosos). Técnica com a capacidade de transformar as cinzas resultantes da queima em parte do clínquer, inertizando e reciclando os resíduos, o co-processamento torna-se assim uma alternativa muito competitiva, quando comparada aos processos concorrentes de incineração e de disposição em aterros.

    Antes de serem co-processados em Barroso, os resíduos serão previamente analisados, misturados e homogeneizados na estação de tratamento de resíduos da Resotec em Pedro Leopoldo. Esse processo é fundamental para preparar o material, removendo impurezas que podem prejudicar o poder calorífico da combustão dos fornos, que operam a temperaturas de cerca de 2.000 graus centígrados.

    Química e Derivados: Resíduos: atualidades.A iniciativa da Resotec veio em boa hora e atende a uma demanda em franco crescimento. Segundo explica seu gerente geral, Carlos Ávila, os vários casos de contaminação de solo reverberados à opinião pública têm relação direta com essa tendência. “Isso está estimulando as indústrias a evitar esse passivo ambiental”, diz ele. Uma prova desse potencial é o montante investido pela Resotec para colocar em operação suas unidades de blendagem de resíduos em Pedro Leopoldo e Cantagalo, um total de US$ 8 milhões, em 2001, sem contar os investimentos anteriores, visto que desde 1993 a empresa co-processa em seus fornos.

    Química e Derivados: Resíduos: Fernandes - 78% dos rejeitos industriais vão para lixões.

    Fernandes – 78% dos rejeitos industriais vão para lixões.

    Para se ter uma idéia do quanto ainda há a ser feito na área, vale a pena conhecer um recente levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento, Recuperação e Disposição de Resíduos Especiais (Abetre). Dos 2,9 milhões de rejeitos industriais gerados por ano no Brasil apenas 600 mil toneladas, ou cerca de 22% do total, recebem tratamento adequado. Isso significa que os 78% restantes, por volta de 2 milhões de toneladas, são depositados em lixões clandestinos ou inapropriados, sem receber nenhum tipo de inertização. Dos resíduos tratados, 16% seguem para aterros, 1% é incinerado e os restantes 5% são co-processados em fornos de cimento.

    Segundo o presidente da Abetre, Carlos Fernandes, surgem no País, a cada ano, 1 milhão de toneladas de resíduos industriais alocados indevidamente. Nos últimos dez anos, o montante acumulado somou 12 milhões de toneladas. O resultado do desleixo com a disposição é que somente no Estado de São Paulo existem 184 áreas contaminadas e outras 277 sob suspeição.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next