Produtos Químicos e Especialidades

26 de fevereiro de 2005

Oleoquímica: Innovatti produz ésteres e lubrificantes naturais em SP

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A Innovatti escolheu o município paulista de Mairinque para instalar sua primeira fábrica de ésteres sintéticos e lubrificantes vegetais no mundo. O empreendimento consumiu cerca de US$ 4 milhões e foi projetado com capacidade inicial de 10 mil toneladas/ano, sendo 8 mil t/ano de ésteres e 2 mil t/ano de lubrificantes naturais e biodegradáveis. A localização levou em conta facilidades logísticas, situando-se em área de 12 mil m² ao lado da unidade de processamento de grãos da Cargill, uma das controladoras da empresa, que atuará como supridora de óleos vegetais.

    Joint venture entre a Cargill e a Kaufman Holding, na proporção de 51% e 49% das ações, respectivamente, a Innovatti pretende atuar de forma mais incisiva nos mercados de lubrificantes automotivos, industriais, siderúrgicos e de extração petrolífera. Com forte presença nos setores agrícola e de alimentação no Brasil, onde está presente há cerca de 40 anos, a Cargill é a principal exportadora da soja brasileira e a maior processadora de cacau da América Latina. Já a Kaufman Holding é controladora da Hatco Corporation, considerada líder mundial na produção de ésteres sintéticos, com fatia de participação de 60% no mercado global de lubrificantes para uso em aviação.

    “A nossa intenção agora é fornecer matérias-primas para os mercados industriais não-alimentícios, envolvendo a produção de lubrificantes, tintas e vernizes, pigmentos, plastificantes, defensivos agrícolas, cosméticos, entre vários outros produtos fabricados por diferentes setores da indústria química”, afirmou Étore Silva, diretor da Innovatti e da unidade de negócios focada em óleos industriais e lubrificantes da Cargill.

    Para as indústrias que já trabalham com produtos customizados, o novo portfólio da Innovatti irá oferecer vantagens relacionadas com as diferentes propriedades de mais de 50 tipos de ésteres, mono-ésteres, di-ésteres, polióis ésteres saturados e insaturados, e ésteres complexos. “Nossos produtos terão excelente qualidade e consistência para atender as necessidades específicas de cada cliente”, acrescentou Silva.

    Além de insumos que serão importadas principalmente da Europa, a produção, segundo o diretor, contará com o fornecimento local de óleos vegetais de soja, girassol e canola, fato que contribuirá para reduzir custos. Para 2005, as expectativas estão voltadas a reduzir as importações no mercado interno, bem como exportar cerca de 30% da produção da nova unidade para o mercado asiático.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *