Química

11 de março de 2013

O padrinho do Benzeno

Mais artigos por »
Publicado por: Quimica e Derivados
+(reset)-
Compartilhe esta página

    August Wilhelm von Hofmann foi um importante químico alemão que nasceu em Giessen, Hesse-Darmstadt, no dia 8 de abril de 1818.

    Antes de se dedicar à química, estudou filosofia e direito na Universidade de Göttingen, voltando-se à química apenas em em 1843, quando se tornou assistente de Justus von Liebig, químico e inventor alemão.

    Dois anos depois, foi nomeado professor no Royal College Chemistry, em Londres, onde permaneceu durantes vinte anos até que, em 1865, retornou para a Alemanha como sucessor do químico Eilhard Mitscherlich, no posto de professor catedrático de química da Universidade de Berlim.

    A maioria de seus trabalhos referem-se aos compostos de alcatrão da hulha, seus derivados e reações, principalmente na química de medicamentos.

    Em 1845, em associação com Charles Mansfield, isolou o benzeno (denominação que ele introduziu) a partir do alcatrão de carvão.

    Foi o fundador da produção industrial das tinturas sintéticas, sendo este seu maior mérito, desde o momento em que sintetizou a anilina pela nitração do benzeno. Esse estudo foi estendido às alcoilaminas, e foi Hofmann quem descobriu os sais de amônio quaternários. Dedicou-se então à classificação de todas as aminas, considerando-as derivados formais da amônia, na qual um ou mais átomos de hidrogênio eram substituídos por radicais compostos.

    Entre outros compostos importantes descobertos ou analisados corretamente pela primeira vez por Hofmann estão o álcool alílico, a etilenodiamina e o formaldeído.

    Seu nome também é lembrado pela operação chamada metilação exaustiva de Hofmann, que, durante muito tempo, foi um importante instrumento para o estudo das estruturas dos alcaloides.

    Fundou a Associação de Química da Alemanha em 1868 e em  5 de maio de 1892 faleceu em Berlim.



    Compartilhe esta página







      Um Comentário


      1. Moni

        o Negro de Fumo são vários aneis benzênicos condensados com atividade na superfície… pq não pensam no benzeno a partir de “oleo de baleia” como fez Faraday lá em 1800 e bolinha!!! Melhor ainda, em 2013 com inovação tecnologica produção de benzeno a partir de outros azeites e atividade superficial com plasma?! “NF ecologico” para carga de reforço nas borrachas, e a seringueira já é nossa!
        Pronto, mercado de pneus brasileiro e mais emprego na industria quimica brasileira… Me dá um emprego e condições que eu faço! :P kkkkkkkkk



      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next