Manutenção Industrial

18 de agosto de 2010

Manutenção Industrial – Corrosão

Mais artigos por »
Publicado por: Hilton Libos
+(reset)-
Compartilhe esta página
    Química e Derivados, Marcelo Hamsi, Engenheiro,  Manutenção Industrial - Corrosão

    Hamsi: manutenção anticorrosiva integral

    A

    manutenção preventiva da indústria nacional movimenta anualmente o equivalente a 3,5% do PIB, sendo rotineiramente colocada de forma recorrente na ordem do dia das indústrias mais vulneráveis às ações corrosivas no setor químico e petroquímico. A manutenção anticorrosiva está presente no elenco dos itens da prancheta de controle dos ativos em praticamente todos os segmentos da indústria química, mas isso naturalmente porque qualquer planta química ou que comporte etapas de processo químico em sua linha sofre a ameaça da corrosão do patrimônio metálico – das estruturas às tubulações e todos os demais equipamentos. Quando não sofrem uma deterioração corrosiva dos próprios componentes, esses equipamentos podem estar expostos à ação ambiental de vetores de corrosão eletroquímica que ocorre quando há – mesmo em baixa concentração – a solubilização de SO2 com a produção de H2SO4 (ácido sulfúrico) na forma de chuva ácida.

    Química e Derivados, Manutenção Industrial - Corrosão

    Fonte: M.Hamsi

    Desta forma, a corrosão ataca indiscriminadamente em qualquer ambiente, variando apenas quanto à sua intensidade. Na área rural, o metal sob a ação de eletrólitos de baixa intensidade dispõe de baixa carga de agressão e dano. Já sob o alto índice de agentes poluentes na zona urbana, em locais próximos à faixa litorânea ou expostos a processos químicos, a situação se inverte e a carga corrosiva intensa ordena uma demanda mais rigorosa na manutenção.

    Patrimônio metálico – Até 2005 a planta de polipropileno da Quattor Química em Duque de Caxias-RJ mantinha a proteção de suas instalações e equipamentos contra a corrosão por meio de contratos convencionais, sem gestão da qualidade monitorada, quando a direção da indústria decidiu iniciar o trabalho de recuperação de seu patrimônio metálico. Enquanto a empresa contratada para fazer a cobertura anticorrosiva da planta, a M. Hamsi Consultoria e Engenharia, realizava o levantamento prévio da situação, a direção da Quattor já recebia os primeiros dividendos indiretos, passando a conhecer o real estado da massa metálica ferrosa da planta e seus pontos fracos sujeitos à oxidação, adquirindo uma visão mais clara das devidas ações anticorrosivas. Durante a execução do projeto, a M. Hamsi forneceu o planejamento de materiais, ajudando a economizar nos custos com materiais de aplicação e administração de estoque.

    Foram analisados os impactos causados pela corrosão, não apenas no ambiente em que a planta está localizada, mas também sobre cada item e elemento específico na composição do conjunto da planta. “Porque apesar de tudo que se possa conhecer sobre o fenômeno corrosivo no ambiente, temos que considerar o lay-out de cada peça da fábrica para se determinar qual é a melhor especificação de proteção e aparência a ser projetada para se obter um melhor desempenho na relação custo/benefício”, explica o engenheiro Marcelo Hamsi.

    Química e Derivados, Marcos Lacroce, Engenheiro de aplicação, Manutenção Industrial - Corrosão

    Lacroce: mercado se adapta

    O fato é que, passados cinco anos, ainda hoje a planta da Quattor mantém a integridade da pintura anticorrosiva em estado de novo. “O que nos permite afirmar que para realizar a sua manutenção o custo desta operação será de no máximo 50%, em relação aos originais”, relata o diretor-presidente da empresa de consultoria em engenharia. “Observamos que a manutenção com mais um ciclo de repintura tem prazo para ser realizada dentro dos próximos dois anos, resultando na diluição do investimento inicial, tal qual cálculo de pay back.”

    Transferência de conhecimento – O sistema de trabalho aplicado na Quattor foi desenvolvido pela M. Hamsi com a Coppetec, fundação coordenada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), para uma oferta de uma nova metodologia nacional em manutenção de corrosão, transferindo conhecimento e pesquisa acadêmica para o setor privado.

    “Para avaliar o resultado das vantagens e benefícios com a implantação do PGPI (Programa de Gestão do Patrimônio Imobiliário), após a execução da pintura total de um site há uma redução de custos na ordem de 50% em média durante o ciclo de manutenção otimizada, que é o ciclo de repintura”, diz Marcelo Hamsi, acrescentando que o PGPI é uma ferramenta desenhada com recursos técnicos de três disciplinas da área de engenharia: a Química, no estudo da corrosão e seus efeitos; a Econômica (pay back); e a de Sistemas, com a Tecnologia da Informação, para abranger os três paradigmas de seu protocolo de trabalho.

    Usualmente, as ações corretivas setorizadas por áreas de processo, utilidades, tancagem, pipe-racks e arquitetônicas são acompanhadas de um estudo do grau de comprometimento a que cada item está submetido para projetar as técnicas de preparação das superfícies, equipamentos e produtos sob risco de corrosão. Essas intervenções são planejadas tendo em mira a conformidade na relação custo/benefício, com o objetivo de eliminar o passivo promovido pela corrosão. Na etapa seguinte, são verificadas as condições da aplicação de estratégias preventivas que constam de um relatório de inspeção de pintura que aplica os parâmetros técnicos de gestão da qualidade. Na sequência se estabelece a estratégia preditiva, que assegura o retorno do trabalho projetado e executado. “Assim fechamos um processo virtuoso de manutenção com qualidade, garantindo a gestão de rastreabilidade com feed-back”, conclui o engenheiro.

    Leia

    também: Manutenção Industrial – Reengenharia dos ativos mantém lucratividade da indústria química



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next