Notícias

14 de novembro de 2002

Investimento: Rhodia inaugura laboratório de Sílica

Mais artigos por »
Publicado por: Renata Pachione
+(reset)-
Compartilhe esta página
    “M

    ais um passo na direção do cliente”. Assim o gerente-geral da Rhodia Silica Systems José Luiz Redondo definiu o laboratório de desenvolvimento e aplicações de sílicas, recém-inaugurado pela Rhodia, em Paulínia-SP. Com investimento da ordem de R$ 1 milhão, destinado à reforma das instalações e à compra de equipamentos, o novo empreendimento consolida a liderança da empresa no segmento de sílicas precipitadas para aplicação no mercado de compostos de borracha – pneus e solados para calçados. “Os clientes esperam hoje de seus fornecedores mais do que produtos; eles buscam soluções que integrem todos os dados de seu problema e é isso que fornecemos com esse laboratório”, ressaltou Redondo.

    Química e Derivados: Investimento: Redondo - R$ 1 milhão gastos em reforma e novos equipamentos.

    Redondo – R$ 1 milhão gastos em reforma e novos equipamentos.

    As novas instalações permitem à Rhodia estar em consonância com sua política de apresentar inovações constantes. Prova disso se dá com o lançamento do novo grade da Zeosil, sílica precipitada de alta dispersabilidade que substitui parte do negro-de-fumo e é utilizada na produção de pneus de alto desempenho, como o green tire, o ecológico “pneu verde”. O ponto forte do produto é a economia de combustível segundo os fabricantes, da ordem de 5% a 7%. “Esse pneu apresenta banda de rodagem diferenciada, oferecendo menor gasto de energia, além de excelente aderência em pista molhada”, explicou Paulo Garbelotto, responsável pelo laboratório. O pneu verde foi desenvolvido na Europa na década de 90. Porém, só com o novo laboratório a Rhodia pôde produzir em âmbito nacional a sílica de alta dispersabilidade (HDS).

    A linha Zeosil se caracteriza pelo alto grau de pureza, que confere aos compostos de borracha maior resistência a rasgo, abrasão e desgaste. Além de oferecer ao fabricante a possibilidade de produzir artigos transparentes, coloridos e pneus com baixo desenvolvimento de calor, como é o caso do green tire. “Os novos desenvolvimentos da Rhodia ajudam a indústria a combinar estética e performance”, comentou o diretor-presidente da Amapá, Adão Cláudio da Silveira. De Novo Hamburgo-RS, a Amapá produz artefatos de borracha para calçados.

    Já o Tixolex 25 A, outra marca comercializada pela Rhodia, trata-se de um sílico-aluminato com pH básico, próximo a 10. Tal característica o torna um ativador de vulcanização e permite baixa viscosidade no composto cru.

    A Rhodia anunciou novos desenvolvimentos, como o uso da sílica na composição de ração alimentar para bovinos. Segundo os pesquisadores, o insumo destina-se a facilitar o processo de absorção das substâncias ativas, melhorando a fluidez do produto final. Outra novidade apontada foi a introdução no Brasil da sílica granulada, com o propósito de melhorar as condições de trabalho, reduzindo o empoeiramento, as perdas no processamento e os custos de transporte.

    Planta piloto – Equipamentos de última geração e equipe de profissionais qualificados dão a tônica ao novo laboratório de desenvolvimento e

    Química e Derivados: Investimento: O laboratório conta com planta piloto de produção de borracha.

    O laboratório conta com planta piloto de produção de borracha.

    aplicações de sílicas. Entre os destaques figuram o misturador interno com controlador de potência e reômetro tipo MDR2000. “Temos o controle total da temperatura, do tempo de mistura e da potência em todas as partes do processo de fabricação de solados de calçados”, comentou Garbelotto. Ou seja, as novas instalações da Rhodia Silica Systems funcionam como uma planta piloto de uma indústria de borracha. “Temos condições de fazer os testes aqui mesmo e os clientes podem acompanhar todo o trabalho conosco”, explicou.

    Instalado no Centro de Pesquisas de Paulínia (CPP), o laboratório conta com tecnologia similar a dos outros centros da empresa instalados na França e nos Estados Unidos. Outra vantagem é a localização. “A região é privilegiada, pois está perto de universidades, ou seja, das competências intelectuais e científicas”, afirmou o presidente da Rhodia América Latina, Walter Cirillo. O CPP fica próximo à Universidade de São Paulo, Universidade Federal de São Carlos e Universidade Federal de Campinas. “Há ainda a sinergia entre o laboratório e o CPP, um pólo de excelência mundial em pesquisa e desenvolvimento”, completou Cirillo.

    Líder no mercado brasileiro de sílicas (com cerca de 80% de market share) e principal produtora de sílicas na América do Sul, a Rhodia possui fábricas em Paulínia-SP e em Barquisimeto, na Venezuela. Juntas produzem 58 mil toneladas do insumo (a planta venezuelana responde por 22 mil t, enquanto a de Paulínia, 36 mil t). A Rhodia exporta cerca de 40% da produção das plantas da região para a América Latina, Estados Unidos e Europa, sendo seu principal mercado o de compostos para borracha.

    A divisão de especialidades industriais, da qual a Silica Systems faz parte, foi responsável por 17% das vendas realizadas em 2001, da ordem de 1,22 bilhão de euros. Faz da Rhodia empresa líder nas seguintes áreas: pneus e artefatos, em função das sílicas de alta dispersabilidade para pneus de alta performance; Oral Care, com a sílica abrasiva para creme dental; reforço em polímeros, devido às sílicas para aplicações em calçados; e Nutraceutics & Industrial Applications, cuja liderança se mantém por causa da tecnologia sílica micropérola, como suporte para vitaminas.


    Página 1 de 212

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next