Tintas e Revestimentos

14 de agosto de 2002

Feitintas integra setor produtivo ao comércio

Mais artigos por »
Publicado por: Renata Pachione
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Química e Derivados: Feitintas: feitintas.

    D

    e 11 a 14 de setembro, será realizada a Feira da Indústria de Tintas e Vernizes & Produtos Correlatos no International Trade Mart, em São Paulo. Em sua terceira edição, o evento vai reunir cerca de cem marcas diferentes, entre expositores e patrocinadores, numa área de 9,6 mil m², e contará com diversas atrações paralelas, como o III Encontro Nacional de Revendedores de Tintas e o I Encontro Brasileiro da Cor. A idéia é integrar todos os segmentos da área de tintas, unindo fornecedores, fabricantes, lojistas e consumidores.

    Neste ano, inclusive, a fim de aumentar a abrangência da feira, os organizadores resolveram atrair o último elo dessa cadeia, oferecendo uma programação paralela, com temas de interesse geral, além dos tradicionais assuntos técnicos, e intensificando a divulgação do evento, por meio de outdoors espalhados pela cidade de São Paulo.

    Entre os fabricantes de tintas ou produtos finais correlatos, a feira firma-se, a cada nova edição, como ponto de encontro dos elos da cadeia produtiva e comercial de tintas. Prova disso são os quase 10 mil m² ocupados pelo evento. Nas duas versões anteriores, o espaço reservado para a Feitintas foi de 2 mil m² e 8 mil m², respectivamente De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (Sitivesp) e também um dos responsáveis pela organização da feira, Roberto Ferraiuolo, as empresas do ramo esperam o evento para fazer lançamentos e reforçar a imagem institucional. Por isso, em decorrência da expressiva procura por estandes, foi necessário ampliar a área de exposição.

    Química e Derivados: Feitintas: Ferraiuolo - crise não afetará as vendas.

    Ferraiuolo – crise não afetará as vendas.

    Indústria em expansão – Apostando no potencial do setor, Ferraiuolo prevê a visita de 20 mil pessoas, um aumento de público de 20% em relação à última edição, em 2000. De acordo com o presidente da Sitivesp, por se tratar de um centro de catálise de negócios, a feira deve refletir o bom momento vivido pela indústria de tintas e vernizes. “Esse segmento deve crescer cerca de 4% neste ano”, previu. Dados do Sitivesp apontam que o setor movimentou em 2001 US$ 1,73 bilhão, entre revenda e indústria. Houve queda de 4,9%, se comparado ao faturamento de 2000 (US$ 1,82 bilhão). No entanto, Ferraiuolo justificou a diferença mencionando as oscilações cambiais e o cenário econômico global adverso de 2001. Neste mesmo ano, a linha imobiliária registrou consumo de 188,76 milhões de galões e a linha automotiva original, 14,47 milhões de galões, enquanto na repintura o consumo ficou em 13,65 milhões de galões.

    Com base no aumento representativo do volume de vendas no setor, Ferraiuolo mostra-se otimista. “A partir de julho as vendas tendem a deslanchar”, comentou. Conforme explicou, a história aponta uma curva de crescimento do setor mais expressiva a partir do segundo semestre. Ou seja, por mais incerta que esteja a economia no momento, na opinião de Ferraiuolo, o mercado de tintas e vernizes não deve sofrer o impacto da crise. “O industrial já aprendeu a driblar as oscilações do mercado e hoje está adaptado a essa condição. E além disso, o setor tem uma potencialidade estupenda”, afirmou.

    Imagem institucional – Independentemente do caráter comercial da feira, os organizadores visam a reforçar a idéia de agregar valor ao uso de tintas. Para tanto, além de apresentar tendências e novos produtos e tecnologias de produção e comercialização, a Feitintas 2002 promoverá atrações paralelas, como o III Encontro Nacional de Revendedores de Tintas e o I Encontro Brasileiro da Cor. Os eventos têm como proposta ressaltar o quanto as tintas e vernizes podem valorizar o patrimônio, oferecer bem-estar e ainda beleza ao ambiente. “Queremos mostrar que a tinta pode melhorar a qualidade de vida do consumidor”, esclareceu Ferraiuolo.

    Pela primeira vez, a Feitintas contará com uma atração dedicada exclusivamente à cor. Resultado de uma promoção do MundoCor e da Associação Brasileira da Cor (AbCor), o I Encontro Brasileiro da Cor enfocará a relevância da cor na elaboração dos projetos de arquitetura e de decoração, destacando a importância das cores para a indústria de tintas e outras atividades produtivas. Com o apoio do Sitivesp, o evento terá como conferencistas a professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e membro da Câmara de Arquitetos Lilian Ried de Barros; a diretora da Associação Brasileira dos Designers de Interiores (ABD) Brunete Fraccaroli e Ferraiuolo. Em sua palestra, Lílian deverá destacar a influência da cor em projetos, abordando a interação cromática, a harmonia das cores entre si e os fenômenos fisiológicos de recepção das cores. Ela falará ainda das “ilusões” criadas pelo olho humano, provocando variações nos tons de cor a partir do tipo, intensidade e qualidade da luz incidente. Brunete, por sua vez, mostrará a cor na arquitetura de interiores, apontando quais as tonalidades mais indicadas para aquecer ou esfriar um ambiente. Ferraiuolo discutirá a capacidade das cores de alavancar as vendas das atividades produtivas e de proporcionar satisfação ao consumidor, revitalizando e embelezando o patrimônio.


    Página 1 de 41234

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next