Tintas e Revestimentos

14 de setembro de 2002

Feitintas: Cadeia produtiva mostra evolução

Mais artigos por »
Publicado por: Maria Silvia Martins de Souza
+(reset)-
Compartilhe esta página


    Feira aproxima os participantes da produção e vendas de tintas e também apresenta novidades em equipamentos, insumos e até nas tintas prontas

    Química e Derivados: Feitintas: .

    R

    ealizada de 11 a 14 de setembro no International Trade Mart em São Paulo, a terceira edição da Feitintas – Feira da Indústria de Tintas e Vernizes e Produtos Correlatos, atraiu mais de 18 mil visitantes. Promovida a cada dois anos pelo Sitivesp (Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo), contando com o apoio e patrocínio de várias empresas ligadas ao setor, a feira recebeu produtores e revendedores de tintas, arquitetos, engenheiros, decoradores, profissionais de oficinas de repintura, montadoras e concessionárias, e consumidores finais. Em 9.600 m2, os mais de cem expositores, a maioria fabricante de tintas imobiliárias e automotivas, ladeados por fornecedores de matérias-primas e equipamentos, divulgaram seus produtos e apresentaram lançamentos. Alguns destaques estão descritos a seguir.

    Matérias-primas – Vários fornecedores desses insumos tinham estandes na área de patrocinadores da feira, como a Ipiranga Química, de São Paulo. A empresa comercializa todos os componentes de uma tinta, atendendo diversos segmentos do mercado.

    Também dispõe de vários tipos de sistemas, como pó, cura por ultravioleta (UV), base d’água, base solvente, e outros. Para o gerente de unidade de negócios Vânio Nunes Oleiro, a Feitintas é muito importante por reunir, além dos lojistas um grande afluxo de pequenos e médios produtores de tintas. “Nossa intenção é estar próximo desta clientela e detectar suas demandas”, esclareceu Oleiro. Promovendo no evento sua linha mais de 300 produtos, a Ipiranga deu destaque à resina Syncryl 212, manufaturada pela italiana Galstaff Multiresine, indicada para fabricação de vernizes foscos de cura UV, usados em madeira. Para Oleiro, a resina permite a utilização de menos sílica para obtenção da aparência fosca. “Aspectos reológicos, transparência do filme e decantação são outras características que podem ser otimizadas com o uso dessa resina”, acrescentou.

    Química e Derivados: Feitintas: feitintas_logo.Também foi divulgada a linha Addid fabricada pela Wacker Química do Brasil. Entre os produtos há aditivos à base de silicones, utilizados em tintas e vernizes para melhorar o desempenho, eliminando os defeitos que afetam a qualidade do revestimento. “São modificadores de superfície usados para aumentar o brilho, melhorar o alastramento e a umectação do substrato. Proporcionam alta resistência ao risco e efeitos anticratera, evitando a flotação do pigmento e eliminando os efeitos de casca de laranja e olho de peixe”, enfatizou Oleiro.

    Promotores de adesão também fazem parte da linha, isto é, aditivos desenvolvidos para permitir a aderência da tinta em substratos difíceis, tipo vidros, metais e plásticos. Os aditivos Addid podem ser utilizados em sistemas base solvente, altos sólidos e base água. São compatíveis com várias resinas e processos de aplicação. Além dos produtos, a presença da empresa na feira visava também divulgar o laboratório de aplicações técnicas, um diferencial oferecido ao mercado de tintas. Criado há um ano para dar suporte ao desenvolvimento de novos produtos, o laboratório conta com uma equipe de profissionais com a missão de desenvolver soluções para os clientes da Ipiranga e dar suporte e treinamento às equipes de venda.

    A Bandeirante Química também patrocinou o evento. Oferecendo um diversificado portfólio de produtos, a empresa é uma das líderes nacionais na distribuição e comercialização de produtos químicos. Com meio século de existência, a antes chamada Produto de Petróleo Combuluz, oferece todos os componentes aos fabricantes de tintas, desde commodities como solventes, até aditivos sofisticados. Acreditando no crescimento do mercado, a Bandeirante continua a investir. Adquiriu terreno de cerca de 55 mil m2, ao lado da planta atual, em Mauá, na Grande São Paulo, onde estão sendo construídos um novo armazém e um laboratório de assistência técnica ao cliente, que se juntarão ao centro de desenvolvimento logístico.

    Química e Derivados: Feitintas: Oleiro - laboratório próprio desenvolve aplicações.

    Oleiro – laboratório próprio desenvolve aplicações.

    Cerca de 30% do faturamento é proveniente de negócios feitos fora de São Paulo, pelas sete filiais instaladas em pontos estratégicos do País: Joinville (SC); São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e Campinas (SP); Rio de Janeiro; João Pessoa (PB); e Novo Hamburgo (RS). Sobre os objetivos da empresa nesta Feitintas, a assessora de imprensa Andrea Simi disse serem algo diferentes das participações anteriores. “Além de divulgar nossos produtos, estamos oferecendo todo suporte aos nossos clientes também expositores, como auxílio na organização e montagem de seus estandes, por exemplo”, relatou.

    Também presente ao evento como fornecedora de matérias-primas, a Carbono Química, de São Bernardo do Campo – SP, com 40% de seu mercado voltado para o setor de tintas buscou firmar a imagem de empresa preocupada em preservar a natureza. Para isso, trouxe para a feira sua nova linha ecológica de resinas epóxi, uretânicas e alquídicas, todas base água. Os produtos podem ser utilizados em tintas e pisos industriais, tintas navais e outras aplicações.

    A empresa acredita que as resinas base água são uma tendência do mercado, mas o emprego dos produtos tradicionais é uma realidade e não pode ser deixado de lado. Um portfólio diversificado apresenta-se como fundamental para suprir a transição para a fabricação de produtos menos agressivos. A empresa também divulgou a parceria feita com a Huntsman, para distribuir com exclusividade no Brasil a linha de poliaminas especiais conhecidas como Jeffamines-Amines. Polímeros de cadeia longa com a propriedade principal de dar ao produto final maior flexibilidade, as Jeffamines não tem similar no mercado nacional. Sendo incolores, adaptam-se perfeitamente aos revestimentos, provendo boa resistência mecânica e química sem interferir na coloração da tinta.


    Página 1 de 512345

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next