Cosméticos

10 de maio de 2013

Feira mostra crescente sinergia entre cosméticos e fármacos

Mais artigos por »
Publicado por: Quimica e Derivados
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Dois setores que registraram crescimento pujante de negócios nos últimos anos se reúnem no Transamerica Expo Center, em São Paulo, de 14 a 16 de maio. Com o intuito de promover o encontro entre compradores e vendedores dentro das cadeias produtivas, além de propiciar o intercâmbio de conhecimento e de experiências, redundando em aperfeiçoamento profissional, a FCE Cosmetique e a FCE Pharma esperam receber mais de 20 mil visitantes, dos quais a maioria é formada por profissionais e especialistas em seus ramos de negócios. Embora sejam atividades empresariais distintas, existe uma forte afinidade de processos e  ingredientes usados por ambos os segmentos, de tal forma que o compartilhamento do espaço entre as feiras é justificado e desejado. “Mesmo com o forte crescimento de ambos os setores, a tendência mundial não é de afastamento, mas de aproximação entre eles, a ponto de alguns fabricantes unirem conceitos dos dois campos em seus produtos, caso dos cosmecêuticos e de alguns produtos funcionais”, explicou Lígia Amorim, diretora-geral da NürnbergMesse do Brasil, empresa organizadora dos encontros setoriais. “Há muitas empresas que pedem para colocar seus estandes na zona de intersecção entre a Cosmetique e a Pharma, porque têm negócios em ambas, mas estamos sempre avaliando se é o caso de separar totalmente as feiras.”

    Ela admite que várias outras companhias têm um foco bem definido em apenas uma dessas áreas de negócios. Para satisfazê-las, a organização dividiu o espaço de exposições do Transamerica Expo Center em duas áreas distintas, uma para Pharma e outra para a Cosmetique. No meio das duas, sem que exista uma separação física evidente, há a “zona mista”, para empresas interessadas nos dois mercados. “Redesenhamos a planta da exposição para oferecer esses espaços, todos eles com acessos diferenciados, evitando que um visitante interessado em apenas um segmento tenha de andar por toda a área até encontrar o expositor desejado”, salientou Lígia. O redesenho dos espaços foi acompanhado de outras medidas para aumentar o conforto dos presentes e também promover negócios durante os eventos. “Sabemos que o trânsito de São Paulo é caótico, estamos divulgando e recomendando aos visitantes que usem meios de transporte coletivo, como metrô e ônibus, para chegar e sair do local”, informou. As opções de transporte podem ser encontradas no site: www.fcecosmetique.com.br, no item “como chegar”. Os bolsões de estacionamento foram ampliados para suprir a demanda.

    A NürnbergMesse também atuou nas entidades de representação setoriais para reforçar as rodadas de negócios, cujo principal objetivo é multiplicar os contatos comerciais durante os eventos. Lígia considera que as feiras têm encontrado grande receptividade ao longo dos anos por conta dos esforços empreendidos por esses setores para oferecer aos visitantes oportunidades de atualização profissional, gerando negócios e apresentando tendências atuais de mercado. “Muitas vezes os expositores precisam demonstrar a eficácia dos seus produtos mediante atividades de aplicação de produtos finais. No caso da Cosmetique, podem ser feitos tratamentos de pele e de cabelos no local, porém de forma comedida, para evitar a banalização desse artifício”, considerou. “Nós recomendamos que os estandes sejam atraentes e amigáveis para receber os visitantes; e não é preciso ocupar uma área muito grande para conseguir isso.”

    Ligia: Zona mista para expositores com atuação nas duas áreas

    Este ano, na sua 18ª edição, as feiras estão recebendo um volume 5% maior de inscrições prévias, em relação a 2012, quando a feira teve uma visitação de quase 21 mil pessoas. “Não estamos esperando número muito maior que isso; e é o ideal para uma feira de negócios desses setores”, avaliou. Ela espera uma presença maior de visitantes estrangeiros, notadamente da América Latina, por conta da realização em paralelo do XXI Colamiqc –Congresso Latino-Americano e Ibérico de Químicos Cosméticos, considerado o maior congresso científico da América Latina, que terá por tema “Tecnologia sustentável: inovação além da ciência cosmética”. A realização do congresso conta com o apoio da Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC). “Estamos preparados para receber bem os visitantes estrangeiros”, informou a diretora das feiras, salientando que elas recebem habitualmente grande visitação internacional.

    Cosméticos avançam – O Brasil responde por 58% das vendas de produtos cosméticos e de higiene pessoal da América Latina, obtendo faturamento que o coloca na terceira posição mundial, atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão. Dados da consultoria internacional Euromonitor apontam venda total de US$ 41,7 bilhões de produtos de higiene e beleza no varejo brasileiro em 2012, enquanto os dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) chegaram a US$ 14,3 bilhões em vendas da indústria em 2012 (com queda de 5,4% em relação ao ano anterior, embora em reais tenha havido um aumento de 15,9%).


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *