Farmácia e Biotecnologia

14 de setembro de 2002

FCE: Lançamentos desafiam câmbio volátil

Mais artigos por »
Publicado por: Renata Pachione
+(reset)-
Compartilhe esta página


    A despeito das oscilações do real, setor farmacêutico recebe inovações em insumos e equipamentos

    Química e Derivados: FCE: Maria Célia - copolímero mascara gosto ruim.

    Maria Célia – copolímero mascara gosto ruim.

    A

    s feiras Analítica Latin America, FCE Pharma e HBA South America reuniram cerca de 700 expositores, atraindo mais de 23 mil visitantes, entre os dias 31 de julho e 2 de agosto, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Apesar de não atingir a expectativa de obter um crescimento de público da ordem de 25%, em relação a 2001, ficando na faixa dos 12%, as feiras registraram resultados surpreendentes para a VNU Business Media, grupo responsável pela organização do evento. Na opinião do presidente da empresa, Joris van Wijk, mesmo com a crise econômica, os negócios não foram afetados. “A maioria dos produtos no mercado são importados e, mesmo com a alta do dólar, os expositores ficaram satisfeitos com os resultados comerciais”, declarou.

    Único evento exclusivo de fornecedores para a indústria farmacêutica, a FCE Pharma mostrou-se imune à retração do mercado industrial, pelo menos no quesito lançamentos. O evento reuniu os principais fornecedores da indústria farmacêutica e confirmou-se como um importante ponto de encontro dos profissionais do setor. Os destaques dessa 7ª edição ficaram por conta de matérias-primas, equipamentos e novas tecnologias.

    Química e Derivados: FCE: Sílvia - produtos melhoram pós e suspensões.

    Sílvia – produtos melhoram pós e suspensões.

    A fim de inovar o conceito de polímeros, a Basf levou à feira a linha de excipientes Kollicoat IR. Indicado para revestimento de liberação instantânea em comprimidos, esse copolímero contém 75% de álcool polivinílico e 25% de polietilenoglicol, além de 0,3% de sílica coloidal. Conforme explicou a coordenadora de marketing regional Maria Célia de Paula Rocha, o produto é de fácil manipulação e bastante flexível, por isso, evitaria rachaduras. Devido à sua estrutura não-iônica, o Kollicoat IR apresenta outro benefício: evita interferência do pH na solubilidade da molécula. “Por já conter o plastificante, o produto elimina uma etapa da fabricação, otimizando o processo”, afirmou Maria Célia. O copolímero mostrou-se útil para mascarar o sabor desagradável dos comprimidos, conferindo proteção aos ingredientes ativos. Ela também destacou que a linha não utiliza solventes comuns e é solúvel em água.

    Química e Derivados: FCE: Óleo de oliva e derivados - alternativa natural.

    Óleo de oliva e derivados – alternativa natural.

    Ainda em relação a excipientes, a Galena apresentou o Celulosix FF. Com a função de ser adsorvente e diluente para cápsulas e comprimidos, além de desintegrante para comprimidos e lubrificante para pós, o produto é formulado à base de celulose microcristalina e dióxido de silício coloidal. Ainda em relação a excipientes, a Galena apresentou o Celulosix FF. Com a função de ser adsorvente e diluente para cápsulas e comprimidos, além de desintegrante para comprimidos e lubrificante para pós, o produto é formulado à base de celulose microcristalina e dióxido de silício coloidal.

    Química e Derivados: FCE: Lilian - diferenciação dos genéricos amplia vendas.

    Lilian – diferenciação dos genéricos amplia vendas.

    A Galena também reservou para a feira o lançamento de outro excipiente, o Polvix 200. De acordo com Sílvia, o produto tem como diferencial o alto desempenho em suspensões, apresentando como vantagem a possibilidade de o formulador obter doses uniformes das partículas dispersas, além da redispersão operada por agitação, originando um produto de aspecto homogêneo, sem aglomerados de partículas.

    Composto por hidróxido de alumínio, carbonato de magnésio, dimeticona e ingredientes adjuntos especiais, o Pascolique também foi destaque no estande da Galena. Detentor de propriedades antiácida e antiflatulenta, o produto atua no estômago e no intestino, diminuindo a tensão superficial dos líquidos digestivos, promovendo o rompimento de bolhas gasosas. Seguindo a linha natural, em parceria com a francesa Naturactiva, a Polytechno levou ao estande da Ionquímica na FCE Pharma, óleos de oliva e seus derivados. Com 1,5% a 2% de frações de insaponificáveis compostas de esqualeno, beta-sitosterol e alfa-tocoferol, o óleo de oliva foi apresentado como fundamental no desenvolvimento de novas matérias-primas, como ésteres, emulsificantes e extrato hidro-glicólico.

    Há 17 anos no mercado cosmético, a Ionquímica está cada vez mais atuante na indústria farmacêutica, distribuindo com exclusividade produtos da Exsymol S.A.M., empresa situada em Mônaco, especializada em pesquisa bioquímica, e da sueca Karlshamns, atuante no segmento de lipídeos funcionais e óleos para uso parenteral. A Ionquímica conta ainda com a Polytechno, na forma de unidade industrial na área de síntese orgânica, produzindo ésteres, bases auto-emulsificantes e massas para supositórios.

    Química e Derivados: FCE: Tampadora automática PRS-720.

    Tampadora automática PRS-720.

    Na opinião da vendedora técnica Lilian Dias de Melo, se depender da tendência atual do mercado, essa participação da Ionquímica na área farmacêutica só tende a crescer. Isso porque, com a mudança da legislação quanto aos genéricos, as empresas estão sendo obrigadas a buscar diferenciais para concorrer entre si. E uma das alternativas, de acordo com Lilian, seria apostar no extrato vegetal. “A indústria farmacêutica é meio reticente, se comparado à cosmética, mas a gente aposta neste movimento rumo ao que é natural”, ressaltou, referindo-se às linhas de extrato vegetal da empresa.

    Máquinas e equipamentos – Quem procurou por novidades em máquinas e equipamentos saiu da feira um pouco frustrado. Mantendo o compromisso de constante aprimoramento, empresas do setor marcaram presença na feira trazendo poucas inovações para o mercado. A Promáquina, por exemplo, não apresentou nenhum grande lançamento, mas destacou a Tampadora PRS-720.


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next