Química

24 de maio de 2010

FCE Cosmetique – Indústrias cosmética e farmacêutica atraem os olhos dos investidores mundiais para o Brasil

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A

    inserção de novas camadas sociais no consumo de cosméticos e de medicamentos no Brasil aquece as expectativas locais de crescimento desses negócios, mas também instiga a vontade do empresariado internacional de participar do pujante mercado brasileiro. Integrado ao bloco BRIC de países emergentes com crescimento robusto (Brasil, Rússia, Índia e China), o país se tornou a bola da vez para investimentos, como informa Ligia Amorim, diretora-geral da Nürnberg Messe Brasil, a organizadora da FCE Cosmetique e da FCE Pharma – ambas em sua 15º edição –, as exposições internacionais de tecnologias para as indústrias cosmética e farmacêutica, que acontecerão de 25 a 27 de maio no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

    Ao completarem quinze anos consecutivos de realização, os encontros setoriais superaram em 2010 as expectativas dos organizadores, ao reunir 660 empresas participantes dos setores de matérias-primas, máquinas, equipamentos e serviços. Foram 62 novas adesões, das quais 43 para a FCE Pharma e 19 para a FCE Cosmetique, totalizando 400 e 260 expositores, respectivamente.

    O despertar do interesse de novos expositores, principalmente na FCE Pharma, pois a FCE Cosmetique fervilha há anos, coincide com um momento ímpar no acesso popular aos medicamentos e nas expansões de capacidade dos produtores, mas também conta com o impulso de uma estrutura mundial, representada pela rede do organizador, espalhada por 78 países, incluindo um componente adicional: a dedicação de profissionais em projetar os setores e as suas principais feiras no Brasil e no exterior. “Visitamos pessoalmente vários países, entre eles a Itália, a França, a Índia, e a China, para divulgar as duas feiras e trazer novos empresários para participar da FCE Cosmetique e da FCE Pharma em 2010”, informou a diretora Ligia Amorim.

    A receptividade foi grande e os resultados surgiram de imediato com a criação de novos pavilhões dedicados exclusivamente ao empresariado de alguns países, como o da Índia, pela primeira vez participando do formato já desfrutado por empresários da China e da França em edições anteriores.

    De acordo com a diretora Ligia, outro aspecto a chamar a atenção dos visitantes neste ano será a presença maior de expositores do setor de matérias-primas na FCE Pharma. Também cresceu o número de empresas de ingredientes naturais e as do setor de fragrâncias, como a IFF, Sunrise e Firmenich, participando da FCE Cosmetique.

    Atenta à procedência de origem dos visitantes nos dois eventos, declarada nos credenciamentos internacionais, a diretora observou aumento significativo de executivos da Argentina, Alemanha, Suíça e Guatemala. “Ainda não pudemos quantificar, mas sabemos que o interesse de visitantes desses países nas feiras aumentou bastante”, afirmou.

    Outra novidade dessas edições, segundo ela destacou, está na participação de empresas dedicadas à logística, confirmando a importância de se contar com esses recursos para expandir as atividades de comercialização.

    O visitante que encontra tudo pronto e bem acabado talvez não tenha ideia precisa das ações de retaguarda necessárias para a realização de importantes feiras de negócios. Os preparativos da 15ª edição da FCE Pharma e da FCE Cosmetique começaram dezoito meses atrás, seis meses antes da realização da 14ª edição. Por isso, as ações de planejamento das edições de 2011 já se iniciaram.

    Berço de tendências – A repercussão internacional da 15ª FCE Cosmetique e do 24º Congresso Brasileiro de Cosmetologia é também confirmada pela presença de grande número de especialistas e empresas do exterior, posicionando o Brasil em escala de importância cada vez maior no cenário da cosmetologia internacional, e comprovando sua presença na seleta lista dos formadores de tendências.

    Química e Derivados, Ligia Amorim, Diretora-geral da Nürnberg Messe Brasil, FCE Cosmetique - Indústrias cosmética e farmacêutica atraem os olhos dos investidores mundiais para o Brasil

    Ligia: cresce a presença estrangeira

    Segundo o presidente da Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC), Alberto Keidi Kurebayashi, as tendências em cosméticos podem nascer no Brasil, como de fato já ocorreu com a recente criação do conceito e desenvolvimento de produtos à base de chocolate, mas também podem vir dos Estados Unidos, de países europeus, da China ou da Rússia.

    É sabido, entretanto, que alguns países têm tradição e reúnem condições para a realização de pesquisas e criação de novos conceitos e, nesse rol, o presidente da ABC inclui o Brasil, que vem figurando ao lado de países importantes, como EUA, França, Japão e Austrália.

    “O Brasil, sem dúvida, é um berço criador de novas ideias e conceitos. A nossa criatividade é conhecida no mundo inteiro e, além disso, o país dispõe de uma fonte inesgotável de matérias-primas naturais que ainda serão muito valorizadas no mercado cosmético internacional. Portanto, nossas contribuições para o mercado cosmético mundial ocorrem principalmente no campo de novas matérias-primas e dos avanços que estão sendo colhidos no campo da biotecnologia e que resultam na criação de cosméticos com diferenciais e de alta funcionalidade, nos posicionando para nos tornarmos o segundo maior mercado cosmético mundial”, constatou Kurebayashi.

    Atualmente, como informou, a principal diretriz em cosmetologia aponta para a busca de novos ativos funcionais e seguros, que apresentem eficácia comprovada. Na sua avaliação, o Brasil se insere perfeitamente nesse contexto, exercendo grande influência sobre a formação de tendências mundiais, notadamente quanto à oferta de ingredientes, desenvolvimento de cosméticos diferenciados e, principalmente, por sua experiência em regulamentações e legislações voltadas ao setor. “Contamos com um sistema de registro e de notificação de produtos dos mais modernos e funcionais e somos referência em vários países na área de legislação cosmética, o que nos permite criar novos produtos com a segurança que o mercado todo requisita”, finalizou o presidente da ABC.


    Página 1 de 41234

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next