Tintas e Revestimentos

15 de maio de 2011

Equipamentos para Tintas – Indústrias querem ampliar a produtividade e baixar o consumo de energia

Mais artigos por »
Publicado por: Antonio C. Santomauro
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Revista Química e Derivados, Equipamentos para Tintas

    C

    aso queira manter bem atendida uma demanda hoje aquecida em seus três principais mercados – imobiliário, automotivo e industrial –, a indústria de tintas precisa considerar investimentos em aumento da capacidade de produção, e avaliar a aplicação de tecnologias mais modernas de processo. Sendo, porém, a tinta fabricada da mesma maneira básica, pela mistura de ingredientes, a evolução tecnológica sobressai em características como produtividade, redução de desperdícios e garantia da geração de produtos com padrões bem definidos.

    Nesse contexto, são fortalecidos conceitos como automação e integração de equipamentos, e surge espaço até mesmo para o trabalho com linhas e plantas de produção completas, como aquelas disponibilizadas pela multinacional de origem alemã Netzsch (com fábricas em Santa Catarina).

    Além de equipamentos individuais – moinhos de esferas, dispersores, equipamentos de moagem a seco, entre outros –, essa empresa oferece também plantas completas para fabricação de tintas, compostas por sistemas de alimentação de sólidos e líquidos, bombas, tanques, moinhos, dispersores, tubulações, instrumentos e parte elétrica (por enquanto, fica faltando apenas o envase). “Há mais de dez anos fornecemos plantas completas para outros setores industriais, mas na produção de tintas eles começaram a ser demandados mais recentemente”, conta Theron Harbs, diretor-geral da Netzsch Equipamentos de Moagem.

    Este ano, projeta Harbs, a Netzsch obterá no mercado de tintas um incremento de negócios de 50% (relativamente a 2010). Ele atribui parte desse significativo crescimento a uma recuperação dos negócios que, embora previstos, não se efetivaram no ano passado. “Mas também existe um boom no mercado imobiliário, há sucessivos recordes na indústria automotiva, desenvolve-se a atividade marítima e a exploração de petróleo no pré-sal; e tudo isso exige tinta”, pondera Harbs.

    Ele prevê: a indústria de tintas ampliará a demanda por soluções de produção completas, pois elas resultam em sistemas mais confiáveis e com melhores índices de automação. “Em nossas plantas é possível automatizar tudo, da alimentação à geração de relatórios de produção”, ressalta o diretor da Netzsch.

    Mas, embora seja possível produzir tinta por processos altamente automatizados, nos fabricantes de médio e pequeno porte o fator custo ainda favorece a opção por equipamentos controlados manualmente, como explica Henri Branco, gerente de vendas da Semco, cuja carteira é composta basicamente por esse gênero de clientes, aos quais esta empresa oferece dispersores tipo Cowles e moinhos de esfera.

    Este ano, diz Branco, a Semco realizará no mercado de tintas um volume de negócios similar àquele realizado em 2010. Ele cita, entre as causas desse desempenho, a crescente concorrência de equipamentos chineses, materializada especialmente no segmento dos dispersores. “Vemos o mercado de tintas aquecido, mas quando surgem oportunidades de negócios normalmente encontramos chineses no caminho, e eles vêm com preços 30% a 40% inferiores”, observa.

    Há cerca de três anos, conta Branco, a Semco tentou colocar no mercado de tintas um tipo de equipamento então não aplicado: moinhos de imersão. “Esses equipamentos geram ganho de tempo e são muito versáteis, pois se adaptam a qualquer tanque, mas se mostraram caros para essa indústria, que hoje trabalha muito focada em preços”, ele recorda.

    Tarefas especializadas – A tendência por alternativas mais produtivas abre espaço também para equipamentos como o sistema de dispersão produzido pela empresa norte-americana Kady Mill, comercializado no Brasil pela Adexim. Ele é composto por um tubo raiado em cujo interior há um rotor dedicado a provocar a desaglomeração das partículas mediante o alto impacto entre elas e as paredes do tubo e, assim, promover sua dispersão.

    De acordo com Carlos Russo, diretor técnico da Adexim, com formulações e matérias-primas adequadas esse sistema permite produção contínua de tinta pronta para a completagem, em quantidades variáveis entre cinquenta e quinhentos galões por minuto. “É diferente de um dispersor, e seu principal diferencial é a produtividade: com ele, consegue-se produzir em duas ou três horas um empastamento com fineza de quatro a cinco na escala Hegman (de granulometria, muito usada no setor); com moinhos, isso pode levar de 1,5 a dois dias”, descreve Russo.

    Segundo ele, o sistema da Kady Mill é atualmente utilizado principalmente por grandes empresas, tem bastante relevância no segmento das tintas para impressão e presença forte no mercado de tintas automotivas, para o qual exige apenas uma passagem rápida e contínua em um moinho, para o ajuste fino (polimento) das partículas. “Já no mercado de tintas imobiliárias, ele pode substituir os moinhos em 100% das aplicações”, afirma Russo.

    Em sua versão de maior capacidade (quinhentos galões por minuto), esse equipamento comercializado pela Adexim é empregado basicamente por produtores de slurries de pigmentos e de cargas, insumos de uso crescente na indústria de tintas como alternativa para agilizar processos.

    Alguns grandes fabricantes de tintas produzem seu próprio slurry, mas já existem também empresas dedicadas a seu fornecimento, entre elas, os próprios provedores de pigmentos. Mas, embora um único produtor de slurry possa fornecer esse insumo para vários fabricantes de tintas – que se não dispusessem desse serviço precisariam realizar eles mesmos a moagem –, essa reconfiguração de atribuições e especializações parece não preocupar os fabricantes de equipamentos.


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next