Cosméticos

16 de janeiro de 2009

Cosméticos: Perspectivas 2009 – Vendas dos produtos de beleza e higiene pessoal espantam a ideia de crise

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Química e Derivados, Cosméticos

    A

    vaidade e a higiene pessoal estiveram em alta entre os brasileiros em 2008. As receitas advindas das vendas ao consumidor de cosméticos e de produtos de higiene no mercado interno no último ano deverão somar US$ 25,564 bilhões. O montante não só revela a saúde financeira do setor com percentuais de crescimento tanto em dólar (17,1%) quanto em real (10,4%) em 2008 em relação a 2007, mas também traz à tona a benfazeja perspectiva de continuidade do crescimento em 2009, porém, em níveis mais moderados.

    Química e Derivados, João Carlos Basílio da Silva, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, Cosméticos

    João Carlos Basílio da Silva espera 5% de crescimento setorial em 2009

    “Vivemos um momento delicado na economia mundial, mas confesso estar otimista em relação ao desempenho do nosso setor e acredito na possibilidade de não termos de enfrentar queda no faturamento em dólar em 2009, caso, evidentemente, a moeda permaneça cotada nos níveis atuais (R$ 2,35), e, se isso se confirmar, a nossa indústria poderá crescer 5%”, informou João Carlos Basílio da Silva, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, a Abihpec.

    Em ritmo acelerado de crescimento há mais de uma década, o setor cosmético brasileiro é um dos mais vigorosos da economia e vem crescendo a taxas bem elevadas. Nos últimos doze anos, o crescimento real deflacionado foi de 10,2% ao ano, segundo apurou a Abihpec, levando o país ao terceiro lugar no ranking dos maiores consumidores de produtos cosméticos. Os dados de 2008 permitem pensar em ocupar a segunda posição mundial, ultrapassando o Japão. “Comenta-se que o mercado cosmético japonês entrou em recessão, mas eu não acredito que as perdas possam alcançar 15% ou 16% em dólar, o que possibilitaria o empate dos dois países na segunda posição. A nossa certeza, porém, é de que, em 2008, estaremos bem mais próximos dos resultados do Japão”, afirmou Basílio.

    Em 2007, enquanto o faturamento das vendas de produtos de higiene e cosméticos no Brasil alcançava US$ 22,23 bilhões, o Japão registrava faturamento de US$ 30,50 bilhões nesse setor, sendo apenas suplantado pela liderança dos Estados Unidos que, naquele mesmo ano, faturou nada menos do que US$ 51,53 bilhões com a venda de produtos de beleza e de higiene pessoal.

    As altas taxas de crescimento do setor cosmético no Brasil também são confirmadas por empresas especializadas em monitoramento de mercados. A consultoria global Nielsen registrou, entre 1994 e 2007, 176% de crescimento em volume no consumo de produtos de higiene e beleza no país. Em 2008, algumas indústrias mais atentas às variações de mercado e aos desastres financeiros iniciados nos Estados Unidos começaram a rever planos e estratégias para lidar com a leve queda mundial de 2,5% em volume em relação a 2007, na média total ponderada, conforme apurado pela empresa de consultoria.

    Em muitos segmentos cosméticos e de higiene pessoal monitorados em quase todo o planeta, o crescimento de 2008 se revelou acentuado. Esse foi o caso de produtos como repelentes (44%), antissépticos bucais (23,7%), depilatórios (6,8%) e desodorantes para os pés (5,2%). Em outros, o crescimento permaneceu estável, a exemplo dos esmaltes para unhas (3,3%), cremes dentais (1,7%) e bronzeadores (0,3%). Outras categorias de produtos, mais afetadas pela retração no consumo, incluem as loções pós-barba (-9,5%), os cosméticos pós-xampus (-7,1%), os desodorantes (-4,5%) e os cremes para cuidados com a pele (-3,7%).


    Página 1 de 512345

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next