Cosméticos

17 de março de 2009

Cosméticos – Formulações exigem funcionalidade de ingredientes naturais e orgânicos

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Química e Derivados, Buriti e as cascas do tronco da Preciosa geram óleos de uso cosmético, Cosméticos

    Buriti (abaixo) e as cascas do tronco da Preciosa geram óleos de uso cosmético

    D

    esenvolver cosméticos naturais mais saudáveis é o grande desafio a ser vencido atualmente pela indústria cosmética. Embora contem em alguns mercados com taxas de crescimento superiores aos dos convencionais, os cosméticos naturais e orgânicos ainda precisam transpor vários obstáculos, que vão desde a escolha de matérias-primas adequadas até encontrar consumidores receptivos a esse tipo de oferta.

    A química cosmética natural não é apenas inovadora porque capta da natureza ingredientes e ativos capazes de embelezar. As empresas que abraçam esse tipo de produção precisam munir-se de muita coragem e colocar em prática novos paradigmas que, embora encontrem eco em várias partes do mundo, impõem abrir mão de procedimentos e práticas convencionais para buscar novas alternativas compensadoras, até mesmo sob o aspecto financeiro.

     

    Química e Derivados, Buriti, Cosméticos

    Buriti

    A produção cosmética natural abre fronteiras, mas carrega o compromisso de primar pela funcionalidade e eficácia dos cosméticos que serão oferecidos ao mercado.

    Da produção cosmética natural saem xampus, sem espuma, mas que higienizam profundamente, condicionadores com efeito condicionante, mas sem a característica comedogênica, emulsões e cremes que não só hidratam, mas também repõem as composições lipídicas da pele e despertam respostas imunológicas e até desodorantes com ação bacteriostática desencadeada por ativos vegetais. Esses são apenas alguns dos atributos já encontrados em cosméticos naturais destinados a parcelas mais conscientes e exigentes de consumo em várias partes do mundo.

    Atentos a essas demandas, líderes globais do setor empenham-se na construção de novos conceitos e no desenvolvimento de novas tecnologias.

    Um dos melhores exemplos vem da Avon, que acaba de lançar a primeira fragrância completamente natural, em fevereiro último, no mercado brasileiro. Batizada Vitality, seu próprio nome já diz o que se pode esperar de cosméticos e perfumes originados da natureza. Com ingredientes que misturam óleos essenciais de flores e extratos de pepino e melão, as notas de saída da nova fragrância são cítricas e reúnem óleos essenciais de bergamota italiana e grapefruit. Já as notas de corpo são florais e constituídas de óleos essenciais de flores como rosa absoluta, jasmim absoluto, gerânio e petitgrain, enquanto vetiver do Haiti, sândalo australiano e cedro branco marcam as notas de fundo.

    Química e Derivados, Fragrância só usa ingredientes naturais na fórmula, Cosméticos

    Fragrância só usa ingredientes naturais na fórmula

    A criação é assinada pela Casa de Fragrâncias Robertet. Especializada em óleos essenciais e plantas, a casa francesa foi fundada pelo perfumista Christian Truc, vencedor do Oscar da Perfumaria Fifi Awards e especialista em fragrâncias naturais.

    “O lançamento de Vitality vem fortalecer o segmento de bem-estar da Avon e atende às expectativas da mulher moderna, que busca cada vez mais qualidade de vida”, considerou Elisabete Rodrigues, gerente da área de Cuidados Pessoais da Avon.

    Acompanhada de loção hidratante para o corpo, a fragrância natural Vitality chega ao mercado brasileiro um ano após o lançamento da linha liiv botanicals, que abrange até o momento mais oito itens para tratamento cosmético da pele à base de extratos vegetais.

    Desenvolvida pelos cientistas do laboratório de Cuidados da Pele da Avon, instalado em Nova York, a linha liiv botanicals levou em conta os resultados de pesquisa mundial realizada pela Avon, a Avon Global Women´s Survey 2005, que mostrou que seis entre dez mulheres no mundo todo preferem cosméticos para a pele do rosto elaborados com ervas naturais e plantas medicinais.

    Assim, a proposta da linha liiv botanicals é totalmente diferenciada de todas as demais criações realizadas pela empresa.

    A tecnologia empregada para captar os ativos dos extratos das plantas e formar complexos únicos com função revitalizante e rejuvenescedora da pele é exclusiva e foi denominada Plant Essence Technology.

    Do óleo de sementes de linhaça, a empresa selecionou o ácido linoleico, para acelerar o processo de formação da barreira natural, protetora da pele. Dos polifenóis do chá verde, foram selecionadas as propriedades antioxidantes para purificar, suavizar e neutralizar a ação de radicais livres. Com o extrato de Lagerstroemia, a Avon desenvolveu um cosmético único, que ajuda a promover a renovação celular. Com o extrato de erva-doce, comprovou ser possível melhorar a sustentação e a elasticidade da pele. Ao selecionar o extrato de Portulaca oleracea, conferiu aos cosméticos a capacidade de proteger o colágeno e a elastina presentes na pele.


    Página 1 de 612345...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next