Petróleo & Energia

18 de setembro de 2009

Controle de vazão – Tyco faz seminário para mostrar sistemas à Petrobras

Mais artigos por »
Publicado por: Bia Teixeira e Victor David
+(reset)-
Compartilhe esta página
    C

    onsiderada a maior empresa do mundo no fornecimento de equipamentos de controle de vazão para aplicações industriais, a Tyco Flow Control, uma das cinco companhias que integram o conglomerado norte-americano Tyco International, deu provas inconfundíveis de que o Brasil é estratégico para os seus negócios.

    Para não perder nenhuma oportunidade no mercado brasileiro, aquecido pelas descobertas do pré-sal, a empresa montou uma ofensiva tecno-comercial e desembarcou no Rio de Janeiro com uma força-tarefa formada por seus principais executivos e especialistas. Eles vieram participar de um seminário técnico e showroom para clientes e parceiros do setor de óleo e gás. Em pauta, o plano de negócios da Petrobras, os projetos de exploração das reservas do pré-sal – e a consequente necessidade de utilizar tecnologia de última geração na montagem dos sistemas de segurança em operações offshore.

    Soluções integradas com foco na modernização das refinarias brasileiras e na implantação de novas unidades, na ampliação da malha de dutos e gasodutos e na expansão na área petroquímica também foram apresentadas pela Tyco no evento realizado entre os dias 19 e 20 de agosto, no centro do Rio, bem próximo da sede da Transpetro e não longe do quartel-general da estatal brasileira.

    “O evento foi uma oportunidade importante para estreitar ainda mais nosso relacionamento com a petrolífera brasileira, principalmente neste momento em que ela anuncia grandes investimentos e vai precisar de muitos equipamentos e serviços que podemos fornecer”, diz Rick Lundgren, presidente da Tyco Flow Control Americas. Lundgren fala com a autoridade de quem conhece o mercado brasileiro. Presente em mais de 80 países, a Tyco International, que está completando 50 anos em 2010, já atua há uma década no Brasil, com unidades em São Paulo e no Rio Grande do Sul, onde o grupo mantém um centro de pesquisas. Sem querer precisar cifras locais (as vendas estimadas no Brasil giram em torno dos US$ 800 milhões), o executivo informa que o faturamento global do grupo chega a US$ 20 bilhões.

    Química e Derivados, Rick Lundgren, presidente da Tyco Flow Control Americas, Controle de Vazão

    Rick Lundgren está de olho nos grandes investimentos da estatal do petróleo

    Brasil é estratégico – Justamente por considerar que os negócios no país estão aquém do que poderiam ser é que a Tyco está com uma forte ofensiva no mercado brasileiro. Tanto que, recentemente, durante a Brasil Offshore, ela se fez presente com as cinco companhias do conglomerado – ADT Worldwide, Tyco Fire Protection, Tyco Safety Products, Tyco Flow Control e Tyco Electrical and Metal Products –, apresentando soluções para o setor de óleo e gás. Foi a primeira vez na América Latina que o grupo se reuniu em um único estande.

    As três divisões da Tyco Flow Control têm boas oportunidades de negócios no país. A área de Valves & Controls já é líder do setor e quer fortalecer a sua posição no mercado brasileiro. A Thermal Controls oferece soluções completas de gestão de calor, como o sistema de aquecimento de poços Petro Trace, que simplifica e otimiza a produção, possibilitando reabrir ou explorar muitos dos poços brasileiros desativados. Já a divisão Water & Environmental Systems tem soluções integradas para refinarias, plataformas offshore e estações de geração de energia, entre elas o sistema de monitoramento de emissões.

    “Diante da disposição da Petrobras em acelerar a exploração das reservas do pré-sal, os nossos executivos vêem uma imensa perspectiva de crescimento nos negócios aqui. No curto e médio prazo, a estratégia da Tyco é investir pesado no Brasil”, afirma o presidente da Tyco Americas. Em seu portfólio, a Tyco disponibiliza soluções de última geração para elevar o nível de segurança não só de plataformas, refinarias e dutovias, mas também de usinas hidrelétricas, térmicas a carvão, óleo e gás. Sem falar no projeto de implantação de novas centrais nucleares que o governo brasileiro vem alardeando há mais de dois anos.

    Segurança – Quando fala em segurança, o representante da Tyco faz questão de frisar que se refere tanto à integridade física do pessoal envolvido na operação de grandes usinas ou gasodutos como também o monitoramento de sistemas de alta complexidade para evitar acidentes e danos ao meio ambiente. “Por isso mesmo, o que poderia ter sido um grande desastre ambiental se transformou em um de nossos maiores casos de sucesso”, ressalta Rick Lundgren, citando o incidente registrado em 2007 no gasoduto Yacuiba-Rio Grande, na Bolívia.

    Uma explosão devastadora foi evitada graças ao sistema automatizado de válvulas instalado pela Tyco, que detectou o problema e bloqueou a passagem do gás no trecho avariado. A solução que ajudou a evitar um possível desastre no gasoduto boliviano foi o ESD (Emergency Shutdown System) e o HIPPS (High Integrity Pressure Protection System).

    “Em conjunto com outros sistemas e serviços da Tyco, como o PetroTrace, já mencionado, essas soluções podem ser empregadas em instalações offshore (topside e subsea)”, diz o executivo. “Essa tecnologia pode ser usada em antigos e novos poços”, assegura. O sistema é instalado diretamente na tubulação de produção ou submerso, e produz calor sufi ciente para evitar obstruções com cera e parafina que seriam capazes de reduzir a extração de petróleo. Além disso, mantém o óleo pesado na temperatura certa para reduzir sua viscosidade, simplificando a produção.

    O executivo chama a atenção para o fato de a Tyco já atuar como fornecedora de vários equipamentos para sistemas de exploração em águas ultraprofundas em diversas partes do mundo. E adianta que esses equipamentos já receberam a aprovação da Petrobras e estão certificados para operar em grandes profundidades.

    Lundgren explica que na área de prevenção a Tyco possui vários equipamentos, não só para a detecção de vazamentos de gases e outras substâncias perigosas, mas também atua na supressão, como no caso de incêndios ou na recuperação de ambientes que sofreram alguma explosão e precisam ser isolados. Segundo ele, basicamente, são válvulas e outros equipamentos que atuam no monitoramento de sistemas 96 de energia para detectar e combater ou impedir vazamentos de substâncias perigosas e explosões ou incêndios.

    “Outro ponto importante a destacar é que, em muitos casos, as nossas soluções também minimizam o consumo de energia: otimizam o funcionamento do equipamento e, além de reduzir o consumo, dão maior durabilidade às máquinas, resultando numa importante economia na manutenção”, explica o executivo.

    Transferência de tecnologia – Ele observa que muitas refinarias da Petrobras têm mais de trinta anos, demandando modernizações e ampliações. “Por isso, nesse encontro, focamos em soluções tanto para o refino quanto para a exploração de novas jazidas de petróleo e gás. A Petrobras quer utilizar nossos sistemas. Mas quer vê-los sendo fabricados no país com a transferência da tecnologia. E nós concordamos com isso”, revela Lundgren.

    O executivo diz ainda que a Tyco também faz o dever de casa, e mantém internamente um programa de incentivo à preservação do meio ambiente. Suas instalações são projetadas para consumir menos energia e água, e manter níveis reduzidos de emissão de gases poluentes, como os que causam o efeito estufa. “Todas as unidades brasileiras são dotadas destes sistemas”, garante.

    O presidente da Tyco Americas assegura que o grupo está apto a oferecer soluções adequadas para usinas que ainda usam o carvão, alinhadas à necessidade de segurança e proteção do meio ambiente, até novas tecnologias para atender unidades industriais movidas a energia nuclear ou solar, ou ainda para hidrelétricas. “Como a tendência mundial é elevar a utilização de energia de fontes limpas, buscamos sempre atender a uma grande variedade de demandas. E, até agora, temos conseguido”, conclui.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next