Notícias

14 de dezembro de 2002

Comércio: Operações responsáveis garantem competitividade

Mais artigos por »
Publicado por: Marcio Azevedo
+(reset)-
Compartilhe esta página
    R

    eafirmação da capacidade de adaptação e criatividade dos empreendedores nacionais em um ano de modificações é a manifestação esperada pelo presidente da Associação Brasileira do Comércio de Produtos Químicos (Associquim), Rubens Torres Medrano. Ele também reivindica a oportunidade de prosseguir sugerindo ações às autoridades, no intuito de facilitar a operação das distribuidoras de produtos químicos e prevenir medidas descabidas, fruto do desconhecimento do processo e do ciclo de produção peculiares do setor.

    Química e Derivados: Comércio: Medrano - setor pede reformas estruturais.

    Medrano – setor pede reformas estruturais.

    Medrano engrossa o coro do setor produtivo nacional: problemas estruturais econômicos – carga tributária excessiva, altas taxas de juros, impostos cumulativos e inúmeros entraves incidentes sobre as importações – prejudicam o desempenho das empresas. O presidente cita exigências operacionais exageradas oriundas de decisões de órgãos governamentais, mas apontou como os principais vilões de 2002 as oscilações desmedidas na taxa cambial, além das dificuldades do repasse dessas oscilações do preço final dos produtos, fatos que contribuíram para espremer ainda mais as já reduzidas margens de lucro do setor.

    Apesar do ambiente desfavorável, Medrano diz que o segmento apresentou em 2002 “progressos flagrantes” em busca da excelência. As empresas atacadistas modernizaram seus métodos de trabalho, aperfeiçoaram a metodologia operacional e, acima de tudo, desenvolveram a consciência de seu papel na economia, como fornecedoras de matérias-primas e insumos produtivos.

    Tais medidas, entretanto, são necessárias, porém não suficientes. Para que as empresas possam efetivamente progredir, o executivo diz que providências estruturais deverão ser tomadas pelo novo governo, buscando reduzir os custos da operação comercial em comparação a outros países parceiros. Logicamente, a carga tributária, exagerada e mal distribuída, também deverá ser revista.

    Fundamental, conforme Medrano, é o apoio a setores prioritários e geradores de novos empregos, como a construção civil e a agricultura, cujos reflexos na renda real e no consumo global da população são evidentes. Ao mesmo tempo, o presidente defende maior desregulamentação gradativa da economia, permitindo às empresas, através de regras claras de responsabilidade, operar no nível de eficiência exigido pelo mercado.

    Outros dois pontos não foram esquecidos: o combate à inflação e o aumento do fluxo de comércio externo. Nesse contexto, são importantes as renegociações com empresas concessionárias de serviços públicos e o estímulo às exportações, evitando o superávit no comércio exterior às custas de redução das importações, já que ítens importados quase sempre constituem parâmetros de preços e referencial de qualidade para as indústrias nacionais de produtos químicos, segundo Medrano.

    É fato, em decorrência da formação de blocos econômicos e de novos agrupamentos de países em torno de acordos de livre comércio, o recrudescimento da seletividade no mercado de distribuição de produtos químicos. Atenta, a Associquim implantou medidas destinadas a incrementar a competência e a capacidade das empresas associadas: criou o Prodir, programa encarregado a uniformizar a metodologia operacional das empresas que comercializam produtos químicos, buscando a garantia da qualidade aos clientes. De acordo com Medrano, a adoção de processos modernos de manipulação e transporte de mercadorias são instrumentos para a perfeita integração de unidades empresariais na busca da preservação do ambiente e do respeito ao ser humano, de acordo com as diretrizes da responsabilidade social. É uma forma moderna e racional de aumentar a eficiência das empresas e garantir o seu espaço e reconhecimento do mercado consumidor.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next