Automação Industrial

26 de fevereiro de 2005

Automação Industrial: Demanda mantém ritmo de expansão unindo qualidade à ritmo de expansão

Mais artigos por »
Publicado por: Marcelo Fairbanks
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Gerenciamento de ativos, integração corporativa e o controle avançado corporativa e o interesse dos compradores

    Química e Derivados: Automação: Centro de Controle Operacional da PqU coloca cada etapa do processo na telas. ©QD

    Centro de Controle Operacional da PqU coloca cada etapa do processo na telas.

    Há alguns anos o faturamento em moeda nacional do setor de automação industrial mantém ritmo de crescimento ao redor de 20% ao ano, em termos nominais (sem considerar a taxa de inflação), como indicam os dados da Associação Brasileira da Indústria Eletro-Eletrônica (Abinee). Mas os resultados poderiam ser ainda melhores.

    Boa parte dos negócios em instrumentação de controle e automação de processos, notadamente no caso das encomendas de grande porte, não passa pelos fornecedores locais, mas vem embutida em equipamentos ou integram pacotes turn key.

    “O volume de material importado, seja na forma de sistemas prontos, seja como partes e peças, inclusive pelos fornecedores nacionais, é praticamente igual ao faturamento das empresas do setor no País”, informou o diretor da Abinee, Nelson Ninin, também presidente da Yokogawa América do Sul. O mercado nacional apresenta um fluxo regular e crescente de pequenas encomendas, nas linhas de reposição de peças obsoletas, modernização de linhas existentes e projetos totalmente novos, nesse caso quando o agente financeiro é nacional. “Os projetos de grande porte são poucos, demoram para maturar, e acabam sendo importados integralmente, até por compromisso assumido com financiadores internacionais”, explicou.

    Química e Derivados: Automação: abertura. ©QDNinin espera para 2005 desempenho setorial semelhante ao de 2004, quando foi alcançado crescimento nominal de 18% sobre o faturamento de 2003, perfazendo R$ 2 bilhões, aproximadamente. Como a inflação do período ficou entre 6% e 7%, o resultado real aproximou-se de 11%.

    “O preço dos componentes elétricos cresceu quase 16%, mas é preciso considerar que as linhas de instrumentação e automação incluem na venda alguns serviços e muita tecnologia”, comentou. Com a inflação controlada e estabilidade cambial, ele calcula que o setor poderá crescer 10% líquidos, um resultado muito bom, permitindo faturar por volta de R$ 2,3 bilhões.

    Entre as variáveis dessa projeção, a taxa de câmbio tem papel muito relevante, pois o setor importa muitos componentes e peças, enquanto exporta muito pouco. Em 2004, o real iniciou o ano fortalecido frente ao dólar, tendo se desvalorizado até o início do segundo semestre, quando iniciou nova recuperação até ficar ainda mais fortalecido do que estava em janeiro. A taxa cambial, que andou abaixo de R$ 2,50/dólar, em fevereiro de 2005 não parece se sustentar por longo prazo, devendo ser ampliada para R$ 2,70 a R$ 3,00, e depois entrar em período de estabilidade. O diretor da Abinee comentou que a flutuação cambial de 2004 foi muito ruim para empresas detentoras de grandes estoques de materiais importados.

    Química e Derivados: Automação: Minin - novo conceito une produção à gerêrencia. ©QD Foto - Cuca Jorge

    Minin – novo conceito une produção à gerêrencia.

    Mercado firme – As empresas entrevistadas reportam, unânimes, aumento de vendas ao longo dos últimos anos. Comum a todas elas são as encomendas da Petrobrás, que desenvolve um intenso programa de atualização de controles e modernização de sistemas tendo em vista melhor desempenho operacional e aumentar a proteção ao meio ambiente. Esse programa atenderá todas as áreas de atuação da estatal, da exploração e produção de petróleo, às bases de distribuição e dutovias, passando pelo refino.

    “Disputamos e ganhamos um contrato de US$ 86 milhões referente à adequação das plataformas do campo de Marlim às normas da Agência Nacional de Petróleo”, informou Gustavo Costa, diretor-presidente da Emerson Process Management, subsidiária brasileira da americana homômina.

    Cada plataforma ganhará uma estação de medição de óleo e gás, incluindo o sistema de gerenciamento de informações. O contrato, aliado a outras possibilidades de negócios, levou a empresa a abrir, no ano passado, um escritório de vendas e serviços em Macaé-RJ, que já conta com quadro de profissionais igual à metade dos 112 da sede, instalada em Sorocaba-SP.

    Química e Derivados: Automação: Costa - operador tomará decisões. ©QD Foto - Cuca Jorge

    Costa – operador tomará decisões.

    Costa comentou que a Emerson também atuou em dois projetos da Petrobrás na Replan, onde trocou a instrumentação de controle e implantou um moderno sistema Plant Web, desenvolvido para aproveitar as vantagens da instrumentação inteligente e dos protocolos de comunicação digital.

    As empresas petroquímicas, a exemplo de Petroquímica União e Braskem, também possibilitaram sustentar o ritmo de crescimento anual da ordem de 30%, a ser mantido em 2005. “Estamos em crescimento contínuo de vendas nos últimos dez anos”, afirmou.

    Nelson Ninin salienta, porém, que a participação da instrumentação e controle nos investimentos petroleiros tende a ser bem maior no caso das refinarias. “Por enquanto, a grande maioria dos projetos em andamento na Petrobrás são ligados à exploração e produção, que usam relativamente menos esses produtos”, comentou. Ele elogiou o programa Promimp, criado pelo Ministério das Minas e Energia, para capacitação de empresas locais para fornecimentos ao setor de petróleo e gás.

    Já na área petroquímica, a participação é muito atraente. A Yokogawa sempre teve boa atuação no pólo de Camaçari-BA, desde a sua fundação na década de 1970, estimando deter 80% das linhas instaladas. Ninin afirma ter boa presença em Cubatão-SP, enquanto admite que os pólos paulista e gaúcho são mais diversificados em supridores de instrumentos e sistemas. “Inauguramos novas instalações da filial da Bahia, que terá condições de atender toda a demanda do Nordeste”, informou.


    Página 1 de 712345...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *