Química

18 de novembro de 2007

Atualidades – Negócios – Pequenas gaúchas vendem para as petroquímicas

Mais artigos por »
Publicado por: Fernando C. de Castro
+(reset)-
Compartilhe esta página
    E

    stimativas de R$ 2,3 milhões nos próximos meses em operações de compra e venda de produtos e serviços, aproximadamente 450 rodadas de negócios entre 103 pequenas empresas gaúchas e 21 representantes de empreendimentos de grande porte, como Petroflex, Clariant, Oxiteno, Ipiranga Petroquímica e Brasfels. Este foi o saldo do primeiro projeto comprador nacional promovido pela Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás/RS, em 6 de novembro último, das 14 às 19 horas, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul.

    O evento foi promovido pelo Sebrae gaúcho, Petrobrás, Rede Petro e pela própria Fiergs. O objetivo era colocar numa mesma sala os responsáveis pelos pequenos empreendimentos para proporcionar reuniões com representantes dos departamentos de compras de grandes empresas dos setores químico e petroquímico do centro do País.

    Química e Derivados, Alexandre Castro, da Petroflex do Rio de Janeiro, Atualidades - Negócios - Pequenas gaúchas vendem para as petroquímicas

    Castro: qualidade é surpreendente

    Alexandre Castro, da Petroflex no Rio de Janeiro, elogiou a iniciativa. Ele já participou de eventos semelhantes, masem feiras. Noentanto, acrescentou que uma rodada com micro e pequenas empresas chanceladas por uma entidade como a Federação das Indústrias confere credibilidade a qualquer negociação.

    Segundo Castro, a Petroflex tem vários equipamentos antigos como bombas e motores. Como já não se encontram mais peças de reposição no mercado, elas precisam ser fabricadas segundo as especificações contidas nos manuais. No Rio Grande do Sul existe um parque expressivo de usinagem de primeira linha, o que permite à Petroflex confeccionar partes de motores, bombas e compressores sempre muito importantes dentro do processo petroquímico.

    “O que impressiona é que pequenas empresas conseguiram implantar programas de gestão da qualidade, modernizaram máquinas, adquiriram ISO 9000 como se fossem grandes e para isso foi muito importante a presença do Sebrae como interlocutor, consultor e responsável pela montagem dos programas de aperfeiçoamento”, assinalou o representante da Petroflex. Atualmente, dez metalúrgicas gaúchas estão credenciadas a produzir peças para as unidades da Petroflex no Rio, Pernambuco e Triunfo.

    Alexandre Pinheiro, da Clariant, definiu como válida a iniciativa. Para ele, em termos de formação de banco de dados específicos, a rodada nacional de Porto Alegre superou todas as expectativas. Por outro lado, argumentou Pinheiro, empresas do Sudeste e Nordeste poderiam ter sido convidadas na lista de fornecedoras. “O evento alcançaria uma abrangência maior.”

    O colega de Pinheiro no departamento de compras da Clariant, César Schinzari, explicou que o sistema de compras da Clariant para as três unidades no Brasil – Suzano-SP, Rezende- RJ e Novo Hamburgo-RS – é o mesmo. Com isso, as empresas catalogadas no banco de dados de fornecedores se credenciam a vender seus produtos e serviços a qualquer uma dessas plantas industriais.

    “Trocar cartão e sair um pouco do escritório é interessante. O contato pessoal é importante”, enfatizou Schinzari. Em sua opinião, uma boa conversa para catalogar fornecedores pode funcionar melhor do que e-mails, telefonemas e pesquisas na internet. Ele adiantou que a Clariant está interessada em adquirir serviços e peças de fundição e logística.

    Química e Derivados, Atualidades - Negócios - Pequenas gaúchas vendem para as petroquímicas

    Luciano Weber: setor preenche requisitos

    Por ocasião do projeto comprador da cadeia produtiva do petróleo e gás, as empresas gaúchas tiveram a oportunidade de se apresentar para uma organização interessada em prospectar negócios no exterior. Trata-se da Golden Trade Internacional, com unidades no Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Alagoas. De acordo com o diretor da empresa, Paulo Afonso dos Santos, a Golden tem contrato com a Petrobrás para prospectar fornecedores, mas atua ainda em nome de empresas da Espanha e Argentina. A principal novidade da Golden Trade é uma parceria com a Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol). Por conta da pacificação política interna daquele país da África, começam a surgir oportunidades de negócios relacionadas com a exploração das jazidas petrolíferas como parte de um amplo programa de expansão econômica patrocinado pelo governo local.

    Conforme Afonso, sua empresa consegue vislumbrar onde cada micro ou pequena empresa se encaixa para atender aos níveis de exigência da indústria do petróleo para os sistemas relacionados com o processo, como no caso de uma válvula de pressão para gás natural em plataforma, que deve oferecer níveis de confiabilidade previstos nas normas internacionais, uma vez que o equipamento não pode apresentar vazamentos. Já as torneiras e canos de água para as instalações hidráulicas comuns de uma plataforma, como banheiros e cozinhas, são as convencionais, disponíveis no mercado da construção civil.

    Santos assinalou ainda que essa foi sua primeira participação em rodadas de negócios na Região Sul, porém citou eventos semelhantes nos quais esteve na Espanha. Ele gostou da organização do evento gaúcho. “É muito bom saber que no Sul existem empresas chanceladas para promover negócios na área de energia, petróleo e gás”, sublinhou o empresário. Ele descobriu uma empresa com potencial para desenvolver sistemas de combate a incêndio em plantas críticas, os quais são 100% importados.

    Desde outubro, a abertura de novas oportunidades de negócios para pequenos empreendimentos fornecerem produtos e serviços na área de petróleo e energia tomou conta da agenda empresarial no Rio Grande do Sul. Em 24 de dezembro, o Seminário Gaúcho de Gestão de Suprimentos, evento paralelo à 16ª edição da Feira de Subcontratação e Inovação Industrial (Mercopar), em Caxias do Sul, reservou espaço para as indústrias químicas e petroquímicas divulgarem suas prioridades.


    Página 1 de 212

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next