Papel e Celulose

20 de outubro de 2007

Atualidades – Celulose e papel – Setor revela ânimo para investir a partir de 2008

Mais artigos por »
Publicado por: Hilton Libos
+(reset)-
Compartilhe esta página
    O

    epíteto de antena do setor que a Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP) conferiu ao seu 40º Congresso e Exposição Internacional não poderia ser mais apropriado. E se o que essa antena captou dos empresários se configurar, o futuro próximo para os negócios já em 2008 deverá ser de expansão. Em um levantamento realizado entre os 241 fornecedores e participantes do evento sobre as perspectivas de negócios para o próximo ano, 84% dos entrevistados declararam estar muito satisfeitos com a evolução do segmento de celulose e papel e 67% afirmaram ter boas perspectivas para suas empresas.

    Além do público de 16 mil visitantes atraídos pelos negócios, lançamentos dos fornecedores de equipamentos, engenharia, produtos químicos e sistemas, a 40ª edição do Congresso e Exposição Internacional de Celulose e Papel (de15 a18 de outubro no Transamérica Expo Center,em São Paulo), realizada em parceria com a Zellcheming – a associação de químicos e engenheiros de papel e celulose da Alemanha –, reuniu 600 especialistas e profissionais do País e do exterior em sessões técnicas, workshops e debates sobre as inovações em pesquisa e tecnologia.

    Barco da sustentabilidade – Os bons rumos e ventos que deverão tocar o setor de celulose e papel foram simbolizados na 40ª ABTCP-Zellcheming 2007 por um barco de papelão na forma de um barquinho de papel, montado pelo navegador catarinense Roberto Vaz. Ele construiu a maior embarcação de papelão navegável do mundo e faz de suas viagens um alerta para a necessidade de combate à poluição, de reciclar materiais e resolver outros problemas sócio-ambientais.

    O tema da sustentabilidade, com a apresentação de painéis sobre o uso da água, energia e reciclagem, foi exatamente o foco da discussão entre representantes da Agência de Desenvolvimento Industrial, Ministério do Meio Ambiente, presidentes e diretores das principais empresas do ramo – como a Aracruz, Suzano, VCP, Nine Dragons Paper, Votorantim e Voith – na mesa-redonda Novos Projetos em Celulose: o Impacto no Mercado Mundial, coordenada pelo presidente da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), Horácio Lafer Piva.

    A presidente-executiva da Bra celpa, Elisabeth de Carvalhaes, disse que os novos e futuros projetos no setor de celulose e papel enfrentarão uma série de entraves para implantação, se não forem superadas deficiências na infraestrutura de transportes e logística. Elisabeth acrescentou que outro impacto negativo sobre os investimentos nesses projetos são provocados pela fragilidade das restrições ambientais propostas por ONGs que dificultam os avanços na atividade florestal.

    Química e Derivados, Atualidades - Celulose e papel - Setor revela ânimo para investir a partir de 2008

    ABTCP-Zellcheming atraiu a atenção de mais de 16 mil visitantes

    Para a executiva, essas questões devem se manter no centro da agenda institucional do setor para serem debatidas profundamente com o poder público. “Precisamos tornar amplamente conhecida a mensagem que associa o desenvolvimento econômico ao social e ambiental”, disse a presidente-executiva da Bracelpa.

    O papel do papel – Há um ano na presidência da ABTCP, Alberto Mori disse que o crescimento do mercado de papel e celulose determinou como prioridades para 2008 uma interação mais profunda da entidade que dirige com a Bracelpa, além de ampliar outros intercâmbios e parcerias técnicas internacionais para os próximos anos. “O mercado de papel no Brasil está em franca expansão e a entidade tem um papel muito importante para que esse ritmo se mantenha”, destacou Mori.

    No delineamento das estratégias para o ano que vem, Mori colocou o apoio às pequenas e médias empresas como um dos objetivos mais importantes: “Estamos trabalhando muito forte com elas. Temos feito muitas visitas e contatos em todo o Brasil, com o objetivo de mostrar nossos serviços e oferecer ajuda no que for necessário.”

    Expositores premiados – Em todas as suas edições, o evento anual da ABTCP concede uma premiação de comunicação visual e comunicação técnica aos expositores dos estandes mais eficientes nesses dois itens. Nesta 40ª ABTCP-Zellcheming 2007, o prêmio de comunicação técnica foi para a Delmuth e o prêmio comunicação visual para a Andritz.

    Por comunicação visual, a comissão julgadora tomou como referenciais a objetividade e assertividade nas mensagens. A comunicação técnica foi avaliada pelos padrões de emissão de mensagens não-apelativas, criativas, fundamentadas com teor técnico ilustrado por imagens, recursos audiovisuais, mais o atendimento especializado competente nas informações sobre os lançamentos e produtos.

    Os expositores que participaram pela primeira vez do evento, como a Losinox, Petrofisa e SHM, justificaram sua opção principalmente em virtude do potencial de compra dos produtos pelas empresas de papel e celulose. Mas também – como disse Ricardo Nagib Scaff, da área de marketing da Losinox – “como forma de estreitar nosso relacionamento com os clientes e transparecer a estrutura da empresa para o mercado.”



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next