Tecnologia Ambiental

2 de junho de 2016

Água: FIESP premia consumo eficiente

Mais artigos por »
Publicado por: Hamilton Almeida
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A fábrica de Jundiaí-SP da SPAL – Indústria Brasileira de Bebidas, a maior produtora de Coca-Cola do mundo, é, agora, a que menos consome água por litro de bebida fabricado no país. Utiliza a média de 1,41 litro de água para cada litro do refrigerante, índice 25% mais eficiente que a média nacional e de países como Canadá, Espanha e Alemanha.

    O projeto “A fórmula nada secreta de gestão de água” foi o grande laureado da 11ª edição do Prêmio Fiesp de Conservação e Reuso da Água, apresentado no final de março, durante a Semana Mundial da Água. A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo vem homenageando as empresas que adotam medidas efetivas na redução do consumo e do desperdício de água. Este ano, o número de participantes dobrou, em relação à edição anterior: 36 empresas, sendo 29 de grande porte e 7 pequenas.

    Divulgou-se que “a SPAL priorizou a eliminação de pontos de desperdício e a valorização de todas as oportunidades para melhorias com foco na multiplicidade de ações sistemáticas e contínuas”. A água é a principal matéria-prima da empresa. Houve redução do consumo em 90% no processo de sanitização, o que significa uma economia de 13 mil m3 de água/ano, que fica à disposição da população de Jundiaí.

    Outros benefícios apontados: garantia da qualidade da água usada para a produção de bebidas; e diminuição da sobrecarga gerada na Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) por conta do descarte frequente de sanitizações.

    Entre as ações implementadas, a construção de duas novas tubulações para distribuição de água tratada para as linhas de produção, sendo que ambas contam com sistema de recirculação/retorno; Central CIP dedicada; inclusão de um filtro polidor adicional Hi-Flow; aumento da capacidade de distribuição de água de 550 para 850 m3/h; pontos de coleta com torneiras assépticas; sistemas dotados de medidores de turbidez e pHmetro online, com sistema de alarmes.

    A estratégia de recuperar a água dos rinsers e reutilizá-la para a produção resulta em menor demanda de captação de água junto ao DAE de Jundiaí, o fornecedor público local, reduzindo também o impacto sobre a ETE. Com isso, a economia diária chega a quase 30 m3 por hora, ou 262.800 m3 ao ano.

    Outras iniciativas incluíram a modernização dos banheiros – há 1.500 profissionais na planta –, que gerou economia de água de 60 m3 ao dia ou 21.900 m3 ao ano. E, ainda, a recuperação da água de contralavagem de filtros de areia e carvão. Antes, ela era enviada à ETE, sobrecarregando a estação, mas como essa água é considerada de boa qualidade, foi implantado um processo de recuperação para envio do insumo à caixa de abastecimento, fazendo com que a planta deixasse de captar 650 m3/dia do DAE Jundiaí. A Coca-Cola FEMSA assumiu essa fábrica em 2003, implementando projeto de gestão e de cultura de eficiência na utilização da água.

    Na categoria Micro e Pequeno Porte, a Fiesp premiou a Legal Embalagens, autora do projeto Efluente Zero. No processo produtivo, a remoção de carga térmica do sistema é realizada com água como fluido de resfriamento. A água “quente” que sai desses trocadores de calor está sendo reaproveitada. Ela segue por um equipamento de resfriamento, uma torre de resfriamento evaporativo, e retorna ao circuito do processo sem gerar efluentes e minimizando o uso de nova água.

    Com a implantação de novo sistema, que incluiu a utilização de água de chuva, diminuiu-se o consumo de água externa, eliminando todo o efluente, deixando inclusive de se lançar efluentes sanitários em fossa.

    Para a coleta de água de chuva, foi realizada a alteração estrutural de dutos de captação, construindo coletores e reservatórios para armazenagem e preservação da água. Toda a água descartada na cozinha, banheiros, e escritório é tratada com a ETE MBR (biorreator a membrana), tecnologia de ponta empregada na Alemanha.



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *