Tintas e Revestimentos

26 de julho de 2003

Abrafati: Alto teor de sólidos dá o tom na feira das tintas

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página

    O

    maior mercado de tintas dos trópicos, com produção anual superior a 850 milhões de litros, prepara-se para exibir de 3 a 5 de setembro, no ITM Expo, em São Paulo, o que há de melhor e moderno em insumos, matérias-primas, máquinas, equipamentos e serviços destinados a aprimorar a produção industrial brasileira e impulsionar novos negócios no setor. Trata-se da 8ª Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas e do 8º Congresso Internacional de Tintas. Marcos para a promoção de lançamentos e apresentação de estudos e pesquisas inovadores, tais eventos são considerados os maiores entre os congêneres da América Latina e dos mais importantes do mundo. Para a Abrafati – Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas, organizadora e promotora do congresso e exposição, a expectativa de público neste ano deverá chegar aos 16 mil visitantes, excedendo em mais de 2 mil o número registrado na da edição anterior.

    Química e Derivados: Abrafati: Ferreira - perspectiva de crescimento supera o PIB.

    Ferreira – perspectiva de crescimento supera o PIB.

    Quinto colocado no ranking dos maiores mercados mundiais, superado apenas por países de clima temperado, como EUA, Alemanha, Japão e Inglaterra, o Brasil alcançou em 2002 faturamento de US$ 1,5 bilhão com a venda de tintas. Do total produzido, 663 milhões de litros foram absorvidos pelo segmento das imobiliárias, seguido pelos consumos realizados no setor industrial que chegou a empregar 131 milhões de litros, bem como no segmento de repintura que consumiu 33 milhões de litros, enquanto a indústria automotiva utilizou 30 milhões de litros.

    Contando com indústrias com capacidade instalada total de mais de 1 bilhão de litros, o Brasil dispõe de competência tecnológica para se lançar em novas conquistas de mercado em 2003, segundo acredita o presidente da Abrafati, Dilson Ferreira. “Nossa perspectiva é alcançar neste ano um nível de crescimento entre 2,5% e 3%, estimando que o PIB possa crescer em torno de 2%”, afirmou.

    No segmento de tintas imobiliárias, o prognóstico se confirmaria com o desempenho mais positivo da construção civil. Em tintas automotivas, o mercado brasileiro acompanharia mais de perto as tendências observadas nos países de Primeiro Mundo, consumindo maiores volumes de tintas em base água. Essas formulações já representam 30% do consumo total de tintas automotivas originais, percentual que tende a se elevar a partir dos aumentos de produção de novos veículos pelas novas montadoras, como Audi, Renault e Mercedes-Benz, instaladas no País com novos projetos de pintura em base água.

    Independente das vulnerabilidades econômicas, há sinais positivos também apontando para o emprego mais intenso de tintas com teores de sólidos mais elevados, envolvendo resinas, pigmentos, cargas e aditivos. Observa-se rápido crescimento no mercado das tintas em pó, cujo uso conquista cada vez mais número maior de adeptos e apresenta boas perspectivas para a introdução dessa tecnologia em novos segmentos industriais.

    Em 2002, especialistas avaliam ter ocorrido crescimento de 10% no consumo de tintas em pó em comparação ao ano anterior, tomando por base uma produção em torno de 26 mil toneladas/ano, com aplicações de maior demanda nos segmentos de móveis de aço, eletrodomésticos e manutenção industrial.

    Em 2003, novas expansões estão previstas e já começam a se confirmar. A julgar pelos indicadores da Abrafati e por novas parcerias, a exemplo da que se firmou entre a Isocoat e a 3M, que irá resultar na produção local de tintas em pó FBE (Fusion Bonded Epoxi), destinadas a revestir tubulações de gasodutos e oleodutos. Com isso o leque das novas possibilidades foi francamente aberto e deverá ampliar-se pelo emprego em revestimentos de vergalhões para a construção civil, bombas e tubulações para setor de água, sistemas de isolação elétrica, entre outros, ensejando um novo ciclo de expansão que se estenderia até 2007, quando estariam concluídos os novos investimentos programados em plantas, avaliados em torno de US$ 500 milhões, e que acenam para um futuro ainda mais promissor ao estável mercado brasileiro de tintas.

    Química e Derivados: Abrafati: Telma - novos grupos se interessam pela feira.

    Telma – novos grupos se interessam pela feira.

    Participação aumenta – A 8ª Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas ocupará neste ano 19 mil m2 no 2° pavimento do ITM Expo, espaço ampliado em cerca de 50% para abrigar com maior conforto mais de 200 estandes. Segundo Telma Lúcio Florêncio, da Abrafati, supervisora dos eventos, a programação deste ano despertou maior interesse entre os patrocinadores, envolvendo sete novas corporações, como Air Products, Best Química, Brazmo, HCI Brasil, Imerys, Surcolor e Unipar, além de maior número de empresas estreantes, como Arch Química, Datiquim Produtos Químicos, Dynatech, Formingplast, Medidores Polimate, Instrutherm, ISP do Brasil, Megh, Prodismaq, Promáquina, Rudnik, Specialty Minerals e SQLA – Sociedade Química Latino Americana. Para Telma, todos apostam no sucesso da exposição e congresso, desde os técnicos dos laboratórios de bancada até os altos executivos e presidentes das companhias.

    Com diversificada programação de 75 palestras técnicas, o 8° Congresso Internacional de Tintas terá lugar em cinco auditórios instalados no terceiro pavimento do Centro de Convenções do ITM Expo, comportando apresentações simultâneas. Os preparativos para levar a bom termo toda a programação se iniciaram um ano atrás, e mais uma vez procuram enaltecer a produção do setor acadêmico de onde partem importantes estudos e pesquisas norteadores de desenvolvimento para o setor. Entre as novidades deste ano figuram as palestras plenárias, contando com a participação de importantes personalidades do setor, como Juan Marcos Saavedra, presidente para a América Latina do grupo ICI Paints, e Alan Barton, vice-presidente da Rohm and Haas Company, também diretor da unidade de negócios de coatings da empresa. Além das apresentações orais, haverá área especial destinada a painéis, informando as sinopses dos trabalhos em presença dos autores, para debater os conteúdos com os congressistas.


    Página 1 de 1212345...10...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


      ""
      1
      Newsletter

      Receba artigos, notícias e novidades do mercado gratuitamente em seu email.

      Nomeseu nome
      Áreas de Interesseselecione uma ou mais áreas de interesse
      Home - Próximo Destino Orlando
      ­
       Suas informações nunca serão compartilhadas com terceiros
      Previous
      Next