Química

27 de setembro de 2003

ABRAFATI 2003: Química ajuda o setor a ganhar produtividade

Mais artigos por »
Publicado por: Rose de Moraes
+(reset)-
Compartilhe esta página
    Química e Derivados: Abrafati: A Feira atraiu 17 mil visitantes.

    A Feira atraiu 17 mil visitantes.

    As possibilidades tecnológicas para a fabricação de tintas na América Latina vão tornar-se bem mais amplas a levar em conta as novidades apresentadas durante a 8ª Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas, a Abrafati 2003, realizada de 3 a 5 de setembro, no ITM Expo, em São Paulo. Sob promoção e organização da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas (Abrafati), a exposição deste ano bateu recorde de público, ao receber 17 mil visitantes.

    Em meio à diversidade de matérias-primas, as concepções e os recursos apresentados pelos fornecedores poderão dar novos rumos ou incrementar as produções nas fábricas nos próximos anos, pois há muitas opções sendo encorajadas pelos fornecedores e sua nova safra de emulsões, resinas e especialidades. Ao fazer uso de uma única ou do conjunto delas, o fabricante poderá elevar a produtividade, além de melhorar as tintas quanto ao poder de cobertura, resistência e lavabilidade, converter linhas de base solvente para sistemas de base aquosa, reforçar o segmento de tintas em pó, introduzir solventes menos agressivos, aumentar o teor de sólidos, ou reduzir ativos para baratear custos.

    Preocupada em oferecer novas opções às indústrias, a Basf – tradicional fornecedora de pigmentos, monômeros acrílicos, químicos industriais e polímeros – reuniu o maior número de lançamentos até então apresentado em ocasiões desse tipo. Ao todo, foram onze inovações em pigmentos e resinas, concebidas para beneficiar fabricantes de tintas em pó, industriais, decorativas, formulações base água, elastoméricas, incluindo especialidades para os tingidores de madeira, mercado totalmente novo para a companhia, mas sobre o qual alimenta expectativas de crescimento em torno de 4% a 5% ao ano. “Estamos apostando em novos nichos e pretendemos influenciar o mercado a abrir novas aplicações”, afirmou o gerente de marketing e vendas da unidade de polímeros, Edson de C. Couto.

    De largo emprego no maior filão de negócios, representado pelas aplicações imobiliárias, a linha de resinas acrílicas foi ampliada em seis novos itens. Um deles, uma dispersão estirenada para formulações de base água para telhas cerâmicas, foi especialmente desenvolvido para conferir mais brilho às tintas e resistência às intempéries.

    Química e Derivados: Abrafati: Couto - Basf aposta nos nichos de mercado.

    Couto – Basf aposta nos nichos de mercado.

    O segmento de esmaltes também se beneficiará com o uso de nova dispersão aquosa, acrílica e estirenada, para a pintura de azulejos. Desenvolvida para conferir às tintas alta resistência à água e alta adesão aos substratos cerâmicos, essa tecnologia agrega ainda a vantagem de eliminar solventes, com o preparo de um produto único, monocomponente.

    Para os formuladores de tintas com propriedades elastoméricas, de grande aceitação em fachadas de construções e impermeabilizações, uma nova dispersão aquosa, acrílica e estirenada, irá agregar às tintas a propriedade de resistir ao dirty pick up. Ou seja, não reter partículas em suspensão no ar, evitando o acúmulo de pós na superfície dos materiais.

    Sem adicionar amônia e coalescentes, outro trunfo tecnológico apresentado pela Basf foi apresentado na nova dispersão aquosa polimérica, acrílica e estirenada, para a formulação de tintas texturizadas e de baixo odor, destinadas a acabamentos internos e externos.

    Na linha de resinas acrílicas puras, também focadas no segmento de tintas imobiliárias, duas novas dispersões aquosas prometem facilitar a vida dos fabricantes. A primeira será destinada à formulação de esmaltes de alto brilho para a pintura de madeiras e metais. “Trata-se da única dispersão do mercado que apresenta a característica de tempo de secagem prolongado (open-time)”, afirmou Couto. Com alta resistência a intempéries, a outra dispersão contempla o segmento de pintura de madeiras, e foi desenvolvida para a formulação de vernizes de alto brilho.

    Pretendendo obter maior participação no promissor mercado de madeiras, onde o consumo de pigmentos é estimado em torno de 300 toneladas/ano, os novos corantes universais, compostos de complexos metálicos, foram formulados em vários tipos de base e tornaram-se mais compatíveis com as formulações aquosas e solventes, segundo explicação de Harry Heise, gerente regional da unidade de pigmentos da Basf.

    Igualmente atenta ao mercado de tintas em pó, cujo ritmo de crescimento é de 10% ao ano, a companhia desenvolveu um pigmento pré-disperso em resina especial. Além de eliminar a necessidade de ajustes de cor nos processos de extrusão, seu uso reduz o tempo de limpeza das máquinas e proporciona maior rendimento ao produto.

    No campo dos concentrados de pigmentos que têm produção local, foram formuladas novas preparações para sistemas alquídicos, indicadas para aplicação em tintas decorativas e industriais, destacando-se os amarelos à base de óxido de ferro transparente, para utilização em verniz filtro solar, bem como formulações multicompatíveis para sistemas solventes, destinadas às tintas industriais. “A nova linha de concentrados pode ser utilizada em todas as linhas de produção de tintas, envolvendo resinas acrílicas, poliuretânicas, aldeídicas e alquídicas”, comentou Heise.

    Das novas preparações, apenas uma será importada da Alemanha. Trata-se de concentrado microgranulado com teor de 80% de pigmentos, solúvel em sistemas aquosos de tintas decorativas que, entre outras vantagens, dispensa totalmente a moagem.

    No futuro, no prazo de cinco a dez anos, segundo acredita Heise, as facilidades serão tantas que o consumidor final terá a chance de comprar tintas na forma de pó, para diluição no local da pintura.


    Página 1 de 812345...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *