Farmácia e Biotecnologia

10 de dezembro de 2015

Analitica Latin America: Mercado de produtos e serviços para análises aposta na alta tecnologia

Mais artigos por »
Publicado por: Antonio C. Santomauro
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Texto: Antonio Carlos Santomauro

    Fotos: divulgação

    Química e Derivados, Mercado de produtos e serviços para análises aposta na alta tecnologiaAssim como na edição anterior, realizada em 2013, mais de 9 mil pessoas devem visitar a Analítica Latin America, que acontecerá entre os dias 22 e 24 deste mês de setembro no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Esse público poderá conhecer as novidades e as evoluções dos portfólios de produtos e serviços de pelo menos quinhentas marcas – cerca de um quinto delas internacionais – dos mercados de tecnologia laboratorial, biotecnologia e controle de qualidade. Terá ainda a oportunidade de participar de debates, palestras e apresentações de temas e tecnologias pertinentes a esses setores, constantes da programação do Circuito de Conhecimento e Inovação (ver box).

    Como é, porém, inevitável em qualquer iniciativa destinada à realização de negócios, essa 13ª edição da Analítica chega imersa no clima de incertezas e expectativas próprias da difícil situação da economia e da estrutura político-administrativa do país. “Mas a movimentação da Analítica é sempre satisfatória, e os retornos de visitantes e renovação de expositores de um ano para outro são grandes: isso demonstra que os resultados são alcançados, independentemente de seus prazos”, destaca Ligia Amorim, diretora-geral da NürnbergMesse Brasil, empresa organizadora do evento.

    Ligia não arrisca previsões que quantifiquem os valores possivelmente movimentados nas negociações estabelecidas nessa nova edição da Analítica; também afirma não ser possível avaliar, ao menos nesse momento, os impactos da atual situação política e econômica do país nos setores aos quais se destina o encontro. “Todos os dias temos fatos novos que podem ou não gerar consequências em todos os níveis”, ressalta.

    Química e Derivados, Lígia espera mais de 9 mil visitantes para a exposição

    Lígia espera mais de 9 mil visitantes para a exposição

    Ivan Jonaitis, gerente de vendas da área de Life Science da Agilent – empresa que este ano completa cinco décadas de produção de instrumentos e equipamentos laboratoriais –, considera “difícil” projetar crescimento, no decorrer deste ano, no Brasil, nos negócios realizados nesse mercado de laboratórios, controle de qualidade e análises.

    A Agilent, adianta Jonaitis, nessa Analítica, apresentará o recém-lançado cromatógrafo líquido 1290 Infinity 2. Segundo informou, esse equipamento atende a atual demanda dos laboratórios por eficiência e produtividade, pois enquanto cromatógrafos comuns têm capacidade para analisar no máximo 100 ou 110 amostras, ele eleva tal número para 432 (podendo chegar, com o uso de bandejas do tipo ‘micropratos’, até a 6 mil amostras). Também tem duas agulhas de injeção de amostras, em vez de uma. “Tais características permitem que o equipamento possa seguir realizando análises mesmo em finais de semana ou no período noturno, pois ele depende menos de um operador para colocar novas amostras”, ressalta Jonaitis.

    Química e Derivados, Jonaitis: novo cromatógrafo lida sozinho com 432 amostras

    Jonaitis: novo cromatógrafo lida sozinho com 432 amostras

    Também será exposto pela Agilent o espectromêtro de emissão ótica ICP OES 5100. “Relativamente às versões anteriores, ele tem dimensões menores, ocupa menor espaço de bancada, são diferenciais interessantes, na medida em que o espaço é um requisito valioso em laboratórios”, diz Cíntia Matuyama, gerente de recursos técnicos e do Centro de Excelência da empresa. “Além disso, é um equipamento extremamente veloz e proporciona economia de até 50% em argônio”, acrescenta.

    Diversas novidades poderão ser vistas no estande montado pela Thermo Scientific nessa Analítica. Algumas delas: o NanoDrop One, espectrofotômetro UV-Vis de microvolume para avaliação de amostras de ácido nucleico e proteínas, com interface touch screen; Nicolet iN10, microssonda FT-IR autônoma que não requer acoplamento a espectrômetro; o Gemini, anunciado como “primeiro e único analisador portátil no mundo que integra as técnicas Raman e FTIR”, com o qual é possível identificar de maneira precisa ampla gama de compostos químicos sólidos e líquidos, como explosivos e químicos industriais.


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *