Sem categoria

27 de novembro de 2015

Abrafati 2015 impulsiona o desenvolvimento tecnológico e o crescimento do mercado de tintas

Mais artigos por »
Publicado por: Quimica e Derivados
+(reset)-
Compartilhe esta página

    Química e Derivados, Abrafati 2015 impulsiona o desenvolvimento tecnológico e o crescimento do mercado de tintas
    Soluções inovadoras e sustentáveis que acabam de chegar ao mercado e caminhos que se abrem para as tintas do futuro são os destaques do evento

    A Abrafati – Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas conduz uma série de programas e ações que têm por objetivo a busca do desenvolvimento setorial sustentável. Essas iniciativas desempenham papel chave na construção do futuro da cadeia de tintas, que evolui e se renova continuamente. Ao mesmo tempo, representam uma significativa contribuição para o desenvolvimento econômico e social do Brasil. Em uma série de artigos, a associação apresentará um resumo dos avanços dos últimos 30 anos e do que está por vir, relacionados a temas essenciais como o desenvolvimento tecnológico, a sustentabilidade, a melhoria da qualidade e a competividade. Nesta edição, o tema é o principal evento do setor, realizado a cada dois anos, que é responsável por manter a indústria de tintas tecnologicamente atualizada e economicamente forte.

    Química e Derivados, Abrafati 2015 impulsiona o desenvolvimento tecnológico e o crescimento do mercado de tintas
    Reconhecida hoje como o mais importante evento do setor de tintas na América Latina e um dos principais no mundo, a Abrafati 2015 – que reúne o Congresso Internacional de Tintas e a Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas – foi idealizada como um ponto de encontro do setor, com foco na disseminação de conhecimentos, no debate de caminhos e tendências, no estímulo à inovação e na abertura de oportunidades de negócios.

    O incentivo ao desenvolvimento tecnológico e ao crescimento do setor foi a motivação para a criação do evento e se mantém até hoje como a base para a sua constante evolução. Comprovando essa afirmação, pode-se ler em um texto do início dos anos 1990 que resumia os objetivos do congresso: “Com esta vasta gama de trabalhos técnicos envolvendo o assunto tintas, acreditamos que a Abrafati poderá contribuir substancialmente para a difusão de ideias que, levadas pelos congressistas às suas respectivas empresas, poderão ser o embrião de desenvolvimentos relevantes nas mais diversas áreas”. A descrição segue atual, com um congresso com nível técnico cada vez mais elevado, que contribui decisivamente para a atualização tecnológica da indústria, a discussão de novas vertentes para a pesquisa e a incorporação dos princípios da sustentabilidade no ambiente empresarial.

    Na 14ª edição do Congresso Internacional de Tintas e da Exposição Internacional de Fornecedores para Tintas, que ocorrem de 13 a 15 de outubro deste ano, estarão reunidos as empresas e os profissionais de maior destaque no setor. É a ocasião ideal para conhecer, apresentar e discutir as soluções para as demandas futuras da cadeia de tintas. O foco principal das inovações mostradas na exposição e dos estudos apresentados no congresso será a sustentabilidade, que hoje direciona a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico do setor.

    A programação de alto nível do congresso representa uma oportunidade de atualização e intercâmbio de informações essencial para os profissionais da cadeia de tintas. O variado e rico conteúdo apresentado permitirá entender as tendências e visualizar as inovações que começam a ditar os rumos da indústria de tintas, configurando-se como uma oportunidade única de conhecer os caminhos que levarão à tinta do futuro.

    Nesta edição, uma importante melhoria foi introduzida: o aumento em 25% do número de trabalhos apresentados oralmente, que passaram de 72 para 90.

    “A elevada qualidade dos trabalhos submetidos à avaliação levou à decisão de aumentar o número de palestras. Seria uma pena deixar de fora estudos que agregam conhecimentos importantes e abrem novas perspectivas para a evolução tecnológica”, explica Gisele Bonfim, gerente técnica e de Assuntos Ambientais da Abrafati, também coordenadora do Comitê Científico do Congresso, ao lado de Jorge Fazenda.

    A divisão das palestras nos seis auditórios seguirá uma lógica temática, aperfeiçoando a sistemática que já foi utilizada na edição anterior, de modo a facilitar a montagem da agenda de cada congressista. Os nomes escolhidos para os auditórios indicam claramente o teor dos trabalhos a serem apresentados em cada um deles: Resina e Emulsão, Pigmento, Aditivo, Tinta, Revestimento, Meio Ambiente.

    Além das 90 palestras, cerca de 40 trabalhos estarão na Sessão Pôster, complementando e enriquecendo a programação, tanto com o conteúdo adicional exposto, quanto com a possibilidade de interação com os autores proporcionada por essa modalidade.


    Página 1 de 3123

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *